Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Domingo de manhã nos museus portugueses

por Duarte Calvão, em 30.10.11

Os tempos são propícios aos profissionais da indignação e nada melhor para mostrar virtude do que o campo da cultura, com a pretensa "indiferença" da Direita perante os "valores culturais". Hoje, num entrevista ao "Público", Francisco José Viegas cita um estudo do Igespar de 2009 que refere que das 400 mil pessoas que nesse ano aproveitaram as entradas gratuitas em museus e palácios portugueses aos domingos de manhã, 377 mil eram estrangeiros. E que se essa receita fosse cativada representaria um milhão de euros. E que vai manter entradas gratuitas uma ou duas vezes por mês aos domingos à tarde. Seria bom que perante esses dados, a berraria e a energia dos nossos "cultos" indignados se voltasse para assuntos verdadeiramente importantes em vez de repetirem estúpidos e ultrapassados clichés materialistas, que relacionam tudo com ter muito ou pouco dinheiro.



6 comentários

Sem imagem de perfil

De José Esteves a 30.10.2011 às 20:10

Gostava de saber quais são os museus do Igespar ? E gostava de saber qual é o cliche de esquerda do actual governo conservador inglês que fez da gratuitidade dos museus um dos pontos centrais da politica cultural.
Sem imagem de perfil

De É aceder aqui e ver a 30.10.2011 às 20:14


http://www.igespar.pt/pt/ (http://www.igespar.pt/pt/)
Sem imagem de perfil

De JEsteves a 30.10.2011 às 22:21

Fui ver: monumentos, palácios, mas nem um museu. Estranho.
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 31.10.2011 às 09:24

Para esclarecer os comentadores, insiro a resposta completa de Francisco José Viegas à pergunta do "Público" que era ""Quanto é que se ganha com uma medida como a do fim da gratuitidade dos museus?"
Resposta: "Quer um número? Dois milhões, Mas eu nunca anunciei o fim da gratuitidade dos museus. O que anunciámos foi o fim da gratuitidade aos domingos até às 14h, nas instituições tuteladas pela SEC. Há um estudo do Igespar de 2009 que fala de 400 mil pessoas que aproveitaram nesse ano as entradas gratuitas nos [monumentos e palácios] aos domingos de manhã. Desses, 377 mil eram estrangeiros. Se cativássemos essa receita, seria um milhão de euros. O mesmo ocorrenos museus tutelados pelo IMC, o que seria uma receita de 900 mil euros. Não podemos fazer com que os estrangeiros paguem bilhete e os portugueses não. Vamos acabar com este regime. Mas vamos manter um ou dois domingos à tarde gratuitos. O que isso nos permite, com esses dois milhões ou um e meio que seja, é investir em coisas básicas. Temos uma dívida de electricidade. Em Agosto podíamos ter ficado sem electricidade nos museus."
Imagem de perfil

De Vasco M. Rosa a 31.10.2011 às 13:20

Sou daqueles afinal poucos portugueses que vai ver exposições nos museus nacionais aos domingos de manhã. Levando os meus filhos, sem essa gratuitidade, a expedição fica cara. Mas em termos relativos, porque o essencial é manter nas novas gerações e em nós próprios uma curiosidade e uma acuidade culturais refinadas. Mas se a coisa está já ao nível da conta da luz, então terá de haver uma revolução cultural no país, porque museus carecem de investigadores, restauro, serviço educativo, publicações, website, etc etc. A sensação de estarmos a bater no fundo é apavorante.
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 31.10.2011 às 17:06

Passas a ir uma ou duas vezes por mês, mas à tarde. De preferência, com a luzes acesas...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • José Carlos Menezes

    No mundo de tolerância e integração, para que a so...

  • Anónimo

    pm pedinte profissional sempre de mão pronta a rec...

  • Anónimo

    Já se adivinhava que mais tarde ou mais cedo havia...

  • Anónimo

    sonham com o regresso de che e de dani vermelho nu...

  • Anónimo

    PR, pm, muitos ecos não passam de meninos citadino...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D