Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O pilar da identidade

por Vasco M. Rosa, em 31.07.11

 

Em muitos aspectos somos um país de oportunidades desperdiçadas, por ignorância, pasmaceira, ausência de empreendorismo.

Por exemplo, não se entende que, em vez de doçaria industrializada, produzida universalmente para um país tão segmentado em identidades regionais marcadas e originais, tão ricas que surpreendem quem nos visita, pastelarias e cafetarias não optem por produtos regionais diversificados, e por pão alentejano, de centeio ou mafrense (apenas três exemplos) nas torradas e sanduiches, em vez do pão dde pacote ou pré-congelado, muitas vezes. Seríamos todos mais bem servidos, de certeza.

Os produtos certificados, o artesanato legítimo, etc., mostram-nos que podemos fazer mais e, baseados nisso, viver melhor também. E dar aos que nos visitam uma ideia ufana de nós mesmos.

Nas minhas férias algarvias de criança, havia vendedores de praia que traziam às ilhas magníficos bolos de mel, cujo aspecto, cheiro e sabor nunca esqueci! E o prazer de fatiar um pão alentejano ainda quente do forno?! A cada qual os seus exemplos e memórias…

Ou seja, pode haver um extraordinário caminho de requalificação baseado no simples reconhecimento da nossa identidade, que é a melhor forma de respeito pelo património, que não é apenas «cultural», mas tudo o que nos cerca, a paisagem inclusive, bem entendido.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Todos devem ir votar , não no PS e esquerdas. Port...

  • Anónimo

    E a malta bovina a deixar se ir docemente para o p...

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds