Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Top of the pops

por João Távora, em 27.07.11

 

A democratização do registo e consumo da música trouxe consigo um dos mais fabulosos fenómenos do século XX: a música pop. Com a telefonia e com os “singles”, despontaram as mais improváveis celebridades, da soberba quantidade surgiram extraordinárias pérolas poéticas e musicais de quatro minutos, marcando as gentes, modas e estações do nosso tempo: disto não se conformam as brigadas do “bom gosto”. Suspeito que quase todas as canções serão esquecidas, mas soube bem enquanto nos tocaram. Gosto muito da designação pop, que afinal não diminui o incontornável estilo: soa ao estalido duma bola de sabão, efémera e sedutoramente bela, preciosa para um, indiferente para outros. A música pop exige-nos desprendimento: o erro é pretendermos que as coisas que nos deslumbram sejam definitivas, universais, a música pop jamais será erudita – um equívoco só compreensível à luz da paixão do coleccionador de borboletas, catalogadas, amontoadas na vertigem da sua memória, das circunstâncias duma dança, dum namoro, ou dum perfume num final de tarde quente à beira-mar. Dos amores de Verão sobrou sempre uma cançoneta, um refrão ou um poema, pois que foram os poetas aqueles que mais se aproveitaram do prodígio. Porque as coisas mais sérias da vida sempre são ditas nos versos de canções pop. Que diria Mozart dum Jardim dos Polvos cantado por quatro escaravelhos de Liverpool, ou Bach duma Montanha de Açúcar, dum trovador canadiano, Verdi dos Gatos de Lloyd Weber, ou Handell do mestre Dylan? E onde encaixam nisto tudo os meus Génesis? Nada disso interessa muito afinal: a música pop é a maior invenção do século XX e definitivamente mudou a história da vida das pessoas. A minha também.

 

Texto reeditado.




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    E golpes de Estado só o 28 de maio, não é?PP

  • Anónimo

    estatísticas do iné

  • Anónimo

    manuela eanes não diria melhor

  • Luís Lavoura

    Pode ser um dos atos mais anti-naturais do mundo, ...

  • Anónimo

    " a monstruosidade de abandonar o filho à morte nã...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D