Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Passos Coelho versus Sócrates

por Maria Teixeira Alves, em 20.05.11

O grande derby, ou melhor o debate entre Pedro Passos Coelho e José Sócrates correu bem ao líder do PSD. Correu bem porque Sócrates usou mais uma vez os truques de apanhar o adversário na curva, e Passos Coelho sobreviveu aos golpes baixos. O debate não foi muito esclarecedor, por causa dessa obsessão de deixar K.O. o adversário. Sócrates foi buscar a mensagem da administração da Fomentinvest, (onde Passos Coelho foi administrador), foi buscar artigos de jornal, a revisão constitucional e só de passagem pegou no Programa do PSD, onde o PS não pode atacar muito, uma vez que é construído com base nas recomendações da troika que o Governo negociou. Foi ridículo, toda a gente sabe que as mensagens da administração que constam dos relatórios e contas anuais são construídos pelos gabinetes de macroeconomia da empresas e todos falam das "conjunturas difíceis". Passos Coelho conseguiu pôr Sócrates a dizer que "Portugal não precisava de ajuda externa e a ajuda externa é prejudicial ao país". O que é extraordinário tendo em conta que o país não tinha dinheiro para pagar os salários da função pública em Maio, se não tivesse entrado o FMI. O próprio FMI disse em Portugal que o país devia ter recorrido à ajuda externa há mais tempo.

Sócrates não soube explicar como vai descer a TSU (uma vez que é uma das exigências da troika) e pôs o Passos Coelho a explicar a proposta de descida da TSU no seu programa do Governo.

Já agora, faltou perguntar a Sócrates em que ponto preciso é que a crise internacional afectou o país? É que a crise de dívida soberana na Grécia deve-se a um défice orçamental escondido. O deficit, foi, em 2009, de 13,6% do PIB, um dos índices mais altos da Europa e quatro vezes acima do tamanho permitido pelas regras da zona do euro. A crise afectou a Irlanda porque os bancos irlandeses estavam carregados de subprime, ou títulos associados, e a desvalorização dos activos deixou os bancos insolventes e o Estado foi chamado a aumentar a despesa para garantir a solvência dos bancos. E em Portugal? Porque é que a dívida pública subiu tanto? porque é que o déficit orçamental subiu tanto? Patética aquela explicação do BPN contabilizado nas contas para justificar a subida do déficit. É verdade que houve uma alteração "contabilística", mas essa alteração foi no caminho da transparência. A verdade é que o Governo andava a empurrar com a barriga os custos do BPN.
Sócrates esteve bem quando explicou que os bancos usaram as obrigações do tesouro como colaterais junto do BCE. Embora tenha sido precisamente esses colaterais que apressaram o pedido de ajuda ao FMI (isso Sócrates não explicou).

Sócrates perdeu o debate por causa da sua esperteza saloia. Passos Coelho ganhou o debate por ser sincero, simples e simpático. De resto os programas do Governo são determinados pela troika e o debate não trouxe novidades.



5 comentários

Sem imagem de perfil

De Zé a 20.05.2011 às 23:56

Acho que nem um nem outro ganhou o debate, por isso acabou por ser mais positivo para PPC. Se tivesse sido esmagado por Sócrates, como alguns esperavam, podia dizer adeus à vitória. Assim mantém todas as hipóteses. Sócrates, desta vez não tinha nenhum truque baixo na manga, o que acaba por ser negativo para ele porque mostra alguma impotência.
Sem imagem de perfil

De Ana Sofia a 21.05.2011 às 13:58

Tal era a espectativa do lider do PSD que só por superar as espectativas que eram tão baixas, ficaram eufóricos mais uma vez, mas cuidado com as euforias, isto ainda não é favas contaadas, e a procissão ainda vai no adro.
Sem imagem de perfil

De Digo eu a 21.05.2011 às 08:13

Passos fez Socas em farófias.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 21.05.2011 às 18:03


Não sei se aperceberam, mas Sócrates disse no debate que não chamou o FMI mais cedo para evitar que Passos Coelho tivesse pretexto para apresentar uma moção de censura que o derrubasse, provando defender mais os seus interesses do que os da nação...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JPT

    O corrector do Word insiste em alertar para esse s...

  • henrique pereira dos santos

    As épocas de gripe são monitorizadas pela mortalid...

  • Anónimo

    Demolir, diz bem."Delenda Carthago est"!

  • Anónimo

    HPS, eventualmente já terá lido sobre este assunto...

  • Anónimo

    Não é uma criatura nada desprezível, não senhor......


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D