Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Debate Portas versus Sócrates

por Maria Teixeira Alves, em 10.05.11

 

Ontem o debate Sócrates versus Portas

 

Foi um debate entre dois homens bons em demagogia. São dois demagogos. As diferenças: Paulo Portas levou mais conteúdo para o debate. Mostrou a evolução da dívida no "reinado" de Sócrates, este desculpou-se com a crise internacional (aqui para nós, a única influência da conjuntura internacional na nossa dívida é o facto de ter sido permitido subi-la acima dos 60% do PIB, nós não tivemos subprime, por isso não foi para 'intervencionar' bancos que nos endividámos, ao contrário dos outros países). Paulo Portas estava bem preparado. Mas peca porque não consegue olhar de frente para o adversário, toca as raias da falta de educação aquilo. Fala a olhar para o lado, ou para baixo. É timidez, provavelmente, mas não é simpático.

Sócrates, ao contrário olha de frente, como bom manipulador, tem um olhar hitleriano, fixo, ensaiado. Olha nos olhos ainda que esteja a dizer a maior das banalidades e mesmo quando repete clichés à exaustão. Como aquele do PEC IV ter sido chumbado e de agora a oposição estar de acordo com as medidas de austeridade da troika, que segundo o Sócrates são as mesmas (só segundo ele). Paulo Portas acabou por chegar ao cerne da questão mas rodeia muito, leva muito tempo a divagar sobre as contradições do seu opositor (em tom cantado). O que Paulo Portas tinha de dizer: O PEC IV não chegava porque não trazia dinheiro para Portugal a juros baixos. Uma coisa é austeridade com soluções de recuperação da economia, outra coisa é austeridade num país que continua a  ir ao mercado a endividar-se a 10%. A crise política foi precisa, porque senão o Sócrates cheio de orgulho num "país moderno" (não sei qual será, este não é com certeza) ia continuar a criar medidas de austeridade sem que isso baixasse os juros. O FMI acabaria por vir, numa altura em que já teríamos um IVA a 25%, já não haveria 13º e 14º mês, não haveria nada para cortar, e continuaríamos sem as medidas estruturais que são necessárias aplicar. E que a troika, bem ou mal, apontou.

Sócrates defendeu bem a necessidade de continuar o TGV Lisboa Madrid. Por causa de o spread ser baixo e de isso ser uma oportunidade única. Por ser importante para o país a ligação a Madrid por uma via alternativa ao avião. Esta foi talvez a única ideia de jeito que Sócrates defendeu.

De resto passou o debate a dizer que o PEC IV era igual às medidas da troika. O que é mentira.

O truque de Sócrates é não deixar ninguém falar, irromper com ideias que quer transmitir, ignorando as perguntas da jornalista. O mesmo truque foi repetido por Pedro Silva Pereira na RTP 1, contra o Catroga (que é incomparavelmente mais autêntico e sério, menos fabricado pelos gurus da imagem televisiva).



11 comentários

Sem imagem de perfil

De O entrevistado? a 10.05.2011 às 16:16

Olhar de frente para o entrevistado? Ah, aquilo era uma entrevista, agora fez-se luz.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 10.05.2011 às 17:37

Enganei-me, queria dizer adversário... vou mudar :)
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 10.05.2011 às 17:14

Acho que alguém devia avisar o Paulo Portas que não se diz "oiça" em ambiente formal como o de ontem, fica pessimanente, parece que está a falar com a família.
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 10.05.2011 às 17:15

errata: pessimamente
Sem imagem de perfil

De Mário Cruz a 10.05.2011 às 17:33

Correcção: Nem no TGV esteve bem, pena sermos TODOS tão distraidos.
O que tem spread baixo é o troço Caia/Poceirão! O TGV fica no Poceirão? Falta o troço Poceirão/Lisboa com a terceira ponte. Este troço é bem mais caro que o outro, não tem quaisquer speads baixos aprovados. Um sem o outro não fazem sentido. Haja quem esteja atento. Please!
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 10.05.2011 às 17:40

Obrigada! Parece que tem razão.
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 10.05.2011 às 18:37

alternativa ao avião ? Bom e já pensaram quanto vai custar a ida e volta no TGV ?
Na EasyJet vai-se a Madrid e regresso a 43 euros...
Sem imagem de perfil

De Madrid nos mata a 10.05.2011 às 18:24

Toda a gente sabe que os matritenses estão positivamente possessos por nunca mais terem TGV para poder vir à praia de Lisboa. Como gostam de se levantar cedo e aqui é Verão todo o ano, chegavam pela fresquinha e à tarde abalavam, ainda a tempo de umas tapas na Taberna del Alabardero.
Os charters é que ia deixar de vir.
Sem imagem de perfil

De Não fui eu quem mandou este comentário! a 10.05.2011 às 18:36

"Paulo Portas acabou por chegar ao cerne da questão mas rodeia muito"

Não gosta de preliminares?
Sem imagem de perfil

De Zé a 10.05.2011 às 21:17

Antes, à técnica de Sócrates chamava-se cassete. Deve ter aprendido com o grande leitor de cassetes Álvaro Cunhal.
Sem imagem de perfil

De Nuno a 11.05.2011 às 20:11

E com espanto / alegria que leio os comentários deste site. Quando pensava que nao havia ninguém neste pais capaz de perceber o que o, ainda, primeiro ministro tem feito, eis que a esperança renasce.
Entristece-me viver num pais que ainda da algum tipo de crédito ao “ Eng “ Jose Socrates, num pais que assiste a mentiras sucessivas, claras como agua, deste senhor e ainda assim nao sente o dever de o punir.

A Historia ja tem a marca negativa deste primeiro ministro e se por algum milagre ganhar as eleições nao tenho duvidas que nos levara a ruína total. Nao me lembro de ver ninguém na politica com tao poucos escrúpulos!

Deixo apenas uma mensagem final: os partidos sao feitos de pessoas. Votar por ideologia faz parte do passado. E o Sr. Jose socrates representa tudo o que este pais tem de mal.
Que um novo acordar traga inteligência ao povo português. Votem em quem quiserem mas tenham a dignidade de nao votar no Sr. Jose socrates

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • João

    É isso. Eis a razão pela qual o Benfica usava cami...

  • zazie

    Mas v.s sabem o que dizem ou são extra-terrestres?...

  • voza0db

    O que é um facto é que não interessa o grau académ...

  • voza0db

    A diversão é continua!Durante a época de natal e p...

  • Elvimonte

    O efeito do Natal:- na Turquia http://prntscr.com/...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D