Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sócrates, o Inferno dos Portugueses

por Rui Crull Tabosa, em 11.04.11

O sempre modesto José Sócrates adora fazer-se acompanhar de músicas épicas e galvanizadoras, ora aparecendo como 'gladiador' moderno, ora surgindo como encarnação de Zaratustra, profeta de de uma nova religião...

Já aqui escrevi que a coisa faz confusão, até porque, ao contrário daqueles, Sócrates não trouxe esperança ou sabedoria ao País, mas só o inferno das dívidas, do desemprego e da miséria social.

Daí me parecer que, para os comícios que se avizinham, o Luís e os abrantes devam antes sugerir ao 'chefe máximo' uma música diferente, que tem muito a ver com o seu lúgubre legado e com a forma como os Portugueses o vêem:

('O Inferno', introdução da 'Sinfonia Dante', de Franz Liszt)

 


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Beirão a 11.04.2011 às 17:48

[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<BR class=incorrect name="incorrect" <a>Raoio</A> de actor de segunda categoria.... Este Pinto de Sousa, sinceramente, não se vê ao espelho? Ou achará que somos todos um bando de idiotas? Com o País no fundo do poço e esta gente dos partidos, que devia dar-se as mãos e esquecer interesses partidários para 'puxar para cima' a alma lusa..., não pára de nos encher de indignação com os seus joguinhos político-partidários e as suas vaidadezinhas de prima-donas de pacotilha.
Sem imagem de perfil

De Abrolhos a 11.04.2011 às 18:18

Ao assistir ao congresso do PS recordei esta passagem da série "Calígula", são 3 minutos igualzinhos à actualidade, só que "passados" há umas centenas de ano. Não encontro metáfora melhor: http://www.youtube.com/watch?v=NJvVEt6F_Xw&feature=related (http://www.youtube.com/watch?v=NJvVEt6F_Xw&feature=related)
Sem imagem de perfil

De Velho da floresta a 11.04.2011 às 18:55

Sócrates tornou a vida dos portugueses num inferno diário, as noticias sobre o grande aumento da procura das ajudas sociais por parte da Igreja e suas organizações, assim o demonstram, a verdadeira dimensão do inferno que se abateu sobre as familias, não é completamente conhecida, pois esta informação dada pelas autoridades eclesiasticas, é referente apenas a 8 das 20 dioceses existentes. Assim como também as escolas nomeadamente as do Algarve e do grande Porto (eventualmente outras também o fazem), têm aumentado o numero de refições servidas às crianças e inclusive irão manter os refeitórios abertos durante o periodo de férias, pois a alternativa seria, de acordo com as declarações dos rsponsáveis autarquicos, a de muitas dessas crianças passarem fome devido à exrtrema precariedade existente nos seus lares, isto sim é uma visão dos infernos, pois daqui tiramos a conclusão de como muitos portugueses não vivem, antes sobrevivem, em grandes dificuldades, pois numa familia que não consegue alimentar convenientemete os seus filhos, como estarão os pais.  
Sem imagem de perfil

De hummming a 12.04.2011 às 03:33

«Prime minister, did you lie to me?
http://blogs.aljazeera.net/business/2011/04/07/prime-minister-did-you-lie-me

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com



Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anonimo

    Parece que muita gente esqueceu o Limiano. Isso si...

  • anónimo

    Votar em partidos ou em candidatos faria alguma di...

  • Carlos Sousa

    Realmente deve ser frustrante a coligação dos perd...

  • Hugo

    Na mouche. Um abraço.

  • zé onofre

    Boa tarde, sr. aleitãoNão costumo confundir alhos ...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2023
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2022
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2021
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2020
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2019
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2018
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2017
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2016
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2015
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2014
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2013
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2012
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2011
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2010
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2009
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2008
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2007
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D
    235. 2006
    236. J
    237. F
    238. M
    239. A
    240. M
    241. J
    242. J
    243. A
    244. S
    245. O
    246. N
    247. D