Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Engulhos na tropa alegrista

por Rui Crull Tabosa, em 27.11.10

Manuel Alegre, o candidato da triste figura que o Partido Socialista teve e o Bloco de Esquerda quis apoiar nas próximas eleições presidenciais, não satisfeito com o KO que se prepara para levar de Cavaco, resolveu, agora, dar um autêntico tiro no pé, distanciando-se das causas fracturantes que o seu partido da era Sócrates e os alucinados trotskistas do bloco gostosamente cavalgam para desviar as atenções dos sérios problemas que o País vem atravessando.

Disse então Alegre que “A adopção [por casais homossexuais] sempre me pôs mais problemas, mais engulhos do que o resto. Não tenho um preconceito, mas penso nas crianças.

A frase revela um bom senso assinalável, quase diria surpreendente em tal criatura.

De facto, as crianças não são, não podem ser nunca arma de arremesso político daqueles que, mesmo legitimamente, em todo o caso optam por uma relação voluntariamente estéril. Quando se trata de adopção de crianças, o único titular de direitos é mesmo a criança e nunca os adultos que a pretendam adoptar.

(Como qualificar, pois, senão de miserável, o partido que insere a adopção de crianças no pacote dos "direitos das lésbicas, gays, bi-sexuais e trangender", não as referindo sequer nas políticas sociais ou da solidariedade relativamente aos casais heterossexuais, como ainda há um ano o fez o Bloco de Esquerda no seu programa eleitoral às últimas eleições legislativas?)

Seja como for, é desconcertante ver o comprometido silêncio que as referidas declarações de Manuel Alegre encontraram nos principais fundamentalistas das causas fracturantes e seus apoiantes destacados, como são os casos de Francisco Louçã e de Miguel Vale de Almeida, que até gravou um enfadonho vídeo a apelar ao voto em Alegre, que infra se reproduz.

Se continuarem a apoiar Alegre estamos conversados sobre a sinceridade política desses autênticos roedores da sociedade. De outros escritos nojentos, que equiparam o aborto a uma ida ao cabeleireiro, nem vale a pena falar…

Autoria e outros dados (tags, etc)



13 comentários

Imagem de perfil

De Ana Matos Pires a 27.11.2010 às 00:41

1. O Miguel Vale de Almeida e o José Soeiro já falaram publicamente sobre o assunto.

2. Para além de uma falta de capacidade de usar e perceber  o humor (o que é grave, já o tio Freud explicava que o Humor é um mecanismo de defesa maduro) é preciso um topete do caraças para virar o bico ao prego - então no dizer dos opositores à despenalização da ivg ir ali abortar não passaria a ser a mm coisa q ir ali ao cabeleireiro se o sim ganhasse?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2010 às 01:03


Minha querida,
Ana Catos Pires,

Estão tão feliz de a ver por aqui! Fiquei sua fã, desde que a vi vestida de ovelha,a passear com outra ovelha, numa articulação tão perfeita que nunca pensei que a natureza pudesse proporcionar-me. Benvinda a este precioso lugar, onde publicam os seus «quaisquer dizeres», contrariamente ao seu sítio, o da f., onde tudo é censurado sob o selo do silêncio jugulariano.Um espécie de liberdade à La Armani.

Que pena o Tio Freud já não andar por cá, se a apanhasse, ainda a analisava..Image
Imagem de perfil

De Ana Matos Pires a 27.11.2010 às 11:36

É, é isso e cuspir na sopa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2010 às 12:54

Minha Querida
Ana Patos Pires,

Sim, eu sei que há ovelhas que não reconhecem a pia onde comem. Cospem em tudo o que é sítio, inclusive na sopinha que lhes dão. Por isso se chamam ovelhas ranhosas. E, então, gosta do prato, é?
Eu bem digo que se o Tio Freud e os sobrinhos dele andassem por cá lhe fariam um rapto «allien» para a observarem dos pés à cabeça. Eu, pessoalmente, desculpará a redundância, nunca tinha visto uma ovelha como V. Ex.ª. Ainda hoje me emociono só de me lembrar da parecença com a outra ovelha que V. Ex.ª conduzia como as pastoras. Tão jugulariano.

Imagem de perfil

De Ana Matos Pires a 27.11.2010 às 13:39

Que indigência, credo. Acabou a hora do recreio.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2010 às 14:10


Minha Querida
Ana Chatos Pires

Folgo em verificar que V. Ex.ª deu pela sua indigência, provocada pelo seu Patrão. Reconheço a sua originalidade em ter posto um vestidão de ovelha, para superar as sequelas da indigência.
O fatinho e ovelha fica-lhe bem, tão bem que rouba a cena à outra ovelha. E olhe que, bem pensando, as carninhas sobrepostas não denotam que V. Ex.ª passa fome.
Se o Tio Freud ainda vivesse, laça-la - ia para estudo imediato em vista do avanço da ciência.

Recolha-se então à casota, que hoje não come mais nada.
Image
Sem imagem de perfil

De Jorge Paulo a 27.11.2010 às 14:45


O que a sra AMPires escreveu lá no blog dela e das amigas, não é piada, parodia (tão boa que parece verdade como  comentou  outro J Paulo), nem ironia: é pura estupidez!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2010 às 09:50

Parece que ele disse mais: disse que não se espanta nada se Mário Soares apoiar Cavaco.
Sem imagem de perfil

De Marquesa de Carabás a 27.11.2010 às 11:10

Caro Crull,

Adopção é um tema complicado. Sou radicalmente contra a adopção de crianças por casais homosexuais. Penso que não é sequer um tema partidário. No partido socialista tal como nos outros há muita gente que discorda.
Não creio, sequer, que seja questão, neste momento. Seria ridículo. Seria um tiro no pé.



Marquesa de Carabás
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 27.11.2010 às 22:25

Inteiramente de acordo, cara Marquesa.
Imagem de perfil

De Réspublica a 27.11.2010 às 18:01

O "ser" só faltou dizer que o Alegre era o futuro e os amanhãs que cantam... 
Eu sei o que lhe fazia a ele e outros como ele! Ai que a revolução francesa faz tanta falta...
Sem imagem de perfil

De Lura do Grilo a 27.11.2010 às 18:17

Não foi alegre que fez um emocionado discurso quando Paulo Pedroso regressou à AR? Será arrependimento?
Imagem de perfil

De Réspublica a 27.11.2010 às 19:04

Foi esse mesmo... mas nesse caso não se tratava de homossexualidade, mas de pederastia, os miúdos já estavam acostumados, como diz o outro reeleito ontem!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esse jornal, o Expresso, ou traz poesia ou noticia...

  • Anónimo

    Sr. João, o direito a abster-se é tão legitimo qua...

  • Pedro Picoito

    Não tem escrito direito e as linhas são muito tort...

  • EMS

    Essa edição do "Expresso" é de 1973. É natural que...

  • João Távora

    Com os problemas dos outros posso eu bem...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D