Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Goa - Anno D

por Rui Crull Tabosa, em 25.11.10

        A outra asa do Grypho

 

 

    AFFONSO DE ALBUQUERQUE

 

De pé, sobre os paizes conquistados

Desce os olhos cansados

De ver o mundo e a injustiça e a sorte.

Não pensa em vida ou morte.

Tam poderoso que não quere o quanto

Póde, que o querer tanto

Calcará mais do que o submisso mundo

Sob o seu passo fundo.

Trez impérios do chão lhe a Sorte apanha.

Creou-os como quem desdenha.

 

(Na data em que se cumprem 500 anos sobre a segunda tomada de Goa pelo grande Afonso de Albuquerque, poema transcrito a partir de uma magnífica edição clonada do original d'A Mensagem, que se encontra na Biblioteca Nacional, pela Guimarães Editores, em Novembro de 2009).

Autoria e outros dados (tags, etc)



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Inês a 26.11.2010 às 16:05

Magnífica é a mensagem do poema.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.11.2010 às 19:25

Rui Crull,

Gosto muito de o ler e de ler o que reproduz. Muita sensibilidade. Já agora, conheci alguém cujo avô era da «outra» Alemanha e lembrei-me da sua história - aquela que um dia publicou no 31 da Armada - muito bonita, emotiva.
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 26.11.2010 às 22:00

Agradeço muito o seu amável comentário que, para mim, é mais uma fonte de energia e de perseverança. Obrigado.

 
Imagem de perfil

De Réspublica a 26.11.2010 às 20:11

Caro Crull, gostei mais do texto do ano passado, mas o Afonso de Albuquerque é o Afonso de Albuquerque, um dos maiores portugueses de todos os tempos, daqueles que tratam os mafamedistas como eles merecem, na ponta da espada!
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 26.11.2010 às 22:02

Caro Respública,
Este ano, por indesculpável esquecimento, só me lembrei da data poucos minutos antes da meia-noite...
Mas o poema é belo e merece ser lido pelos pigmeus que não compreendem que só a grandeza nos pode fazer vergar o sombrio destino a que, como Povo, nos deixámos conduzir. 
Abraço
Imagem de perfil

De Réspublica a 27.11.2010 às 10:10

Ora caro Crull, depois de ontem cada vez acho mais que Portugal merece o que tem, quando ainda há cerca de 45% de advogados a votar num trauliteiro e a elege-lo Bastonário, o que se pode esperar?
Um abraço
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2010 às 13:33

Granda nóia! Vai chamar trauliteiro aos israelitas. Não tem metas com o MEU Bastonário, nem com quem o apoia! Podes crer que à frente dele não dizias isso.
Image
Imagem de perfil

De Réspublica a 27.11.2010 às 14:22

Pois não digo-lho na cara, como o diz o meu Presidente do Conselho Distrital cessante e o eleito, sim porque o anormal Marinho e Pinto perdeu para o CDC.
Hoje só me considero representado pelo Conselho Superior e pelos Conselhos Distritais e de Deontologia de Coimbra, não pelo Conselho geral do Sr. Pinto e nem lhe reconheço qualquer autoridade!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2010 às 15:57

Anormal é VOCÊ. Respeite os outros e sobretudo quem é BASTONÁRIO da OA. Deve-lhe respeito, pessoal e institucional! Eu gostava de o ver dizer isso na cara do Senhor Bastonário. Ele até já usou umas canadianas quando partiu o pé! Imagino o percurso de uma delas! Vá chamar anormais aos seus amigos israelitas de patilhas encaracoladas! Sabe, daqueles que vestem à gótico....

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esse jornal, o Expresso, ou traz poesia ou noticia...

  • Anónimo

    Sr. João, o direito a abster-se é tão legitimo qua...

  • Pedro Picoito

    Não tem escrito direito e as linhas são muito tort...

  • EMS

    Essa edição do "Expresso" é de 1973. É natural que...

  • João Távora

    Com os problemas dos outros posso eu bem...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D