Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amanhã é a greve

por João-Afonso Machado, em 23.11.10

Tem a Imprensa, nos últimos dias, repescado imagens de 1982 e 1988, em que se verificou, possivelmente, a maior agitação grevista da III República. É uma viagem no tempo, a recordação desses momentos e desses cenários. A cidade de então, os seus automóveis, a vestimenta das pessoas... a farda da PSP, agentes pesadões, cinzentos, com botões dourados e sapatos de atacadores, autênticos músicos de filarmónica. Parecendo atarantados em tudo quanto não fosse aplicar uma multa por estacionamento indevido. Salvo, é claro, quando trocavam a chapeleta de general pelo capacete de viseira. Então, já se sabia, era a doer.

Hoje não é assim. Vêm de blusão, transpirando operacionalidade, na pose de qualquer jogador de basebol. Se calhar acabam, até, por resolver os conflitos de modo mais eficaz e pacífico... Enfim, todas estas constatações para referir apenas que, tal como nas outras greves ditas gerais, creio amanhã não se escapará à violência.

E vale a pena? Faz sentido a greve? O que pretende ela expressar ou traduzir?

Se é o descontentamento popular, o incómodo é em vão. Se é uma demissão, face à emergência de levantar o País... pois bem - adie-se a greve uma semana. Nova data - 1 de Dezembro. Pelo seu simbolismo, obviamente. Porque, na realidade, em que mãos estaremos melhor? Nas dos castelhanos ou nas dos FMIneses?

Ninguém ficará a ganhar com a greve, cujo preço para a nossa economia é da ordem dos muitos milhões. Nem o Governo perderá. Apenas Portugal descerá, ainda mais, na confiança dos mercados financeiros. Será só essa, a repercussão do facto político.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esse jornal, o Expresso, ou traz poesia ou noticia...

  • Anónimo

    Sr. João, o direito a abster-se é tão legitimo qua...

  • Pedro Picoito

    Não tem escrito direito e as linhas são muito tort...

  • EMS

    Essa edição do "Expresso" é de 1973. É natural que...

  • João Távora

    Com os problemas dos outros posso eu bem...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D