Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Amanhã dia 5 de Outubro pelas às 15,00 horas no Paço dos Duques de Bragança em Guimarães o Chefe da Casa Real Portuguesa, S.A.R. Duque de Bragança, fará uma importante alocução aos portugueses em geral e àqueles que não se revejam na actual forma de regime em particular. A não faltar!



14 comentários

Sem imagem de perfil

De O chefe? a 04.10.2010 às 18:27

De chefes anda a gente cheia.
Imagem de perfil

De António Carvalho a 04.10.2010 às 18:48

ImageAs festas medievais ainda existem?!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.10.2010 às 22:16


Bem...se ele pensa...existe.
Imagem de perfil

De António Carvalho a 04.10.2010 às 19:05

ImageHISTÓRIA DE PORTUGAL
           Povo, Clero e Nobreza

Os portugueses no século XIII dedicavam-se à agricultura, à pesca e ao comércio. Mas nem todos viviam da mesma maneira. O Rei era o homem mais rico e poderoso do reino.


 


A sociedade estava dividida em três classes. O Clero eram os padres e os bispos, muito importantes no reino. Eram os únicos que sabiam ler e escrever e tinham escolas onde ensinavam os outros padres. Só mais tarde abriram a escola à nobreza.


 


A nobreza lutava pelo Rei e eram donos de grandes terras. As mulheres passeavam na corte ou bordavam.


 


O Povo eram os únicos que trabalhavam e pagavam impostos (animais, sacos de farinha) aos nobres. Não podiam frequentar as escolas. Só descansavam ao Domingo.

Sem imagem de perfil

De João Afonso Machado a 04.10.2010 às 23:12


Sr. Carvalho:
Aligeirando comentários, direi apenas que faltou citar a fonte. Assim ficamos sem saber quem foi o atrasado mental que se saiu com tanta cretinice.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2010 às 01:56

João Afonso Machado, eu sei que há ali uma imprecisão: de facto, o povo não tinha descanso semanal, ao domingo ou outro dia qualquer (onde é que foram buscar essa?), tinha aos dias santos. Mas "cretinice" é um bocado exagerado. Não estou a ver mais nenhum erro factual. O João consegue? 
Sem imagem de perfil

De João Afonso Machado a 05.10.2010 às 10:07


Consigo ver várias cretinices, Pedro. Mas vou dizer-lhe só uma:
«A Nobreza lutava pelo Rei». Falso. A Nobreza lutava por ela. E o Rei protegia o Povo dos abusos da Nobreza.
Através da autoridade real, era possivel aproveitar os meios bélicos da Nobreza ao serviço do País. Isso aconteceu em alguns episódios que até deram jeito, como por exemplo Aljubarrota.

Não saí da Idade Média. Poderemos continuar, falando sobre as forças militares já na Idade Moderna. Mas só depois do meu regresso de Guimarães...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.10.2010 às 22:15

O Rei não protegia porque não tinha tanto poder quanto isso. Estava em disputa com a Nobreza e Clero, que dominavam o território português. A Idade Média, de resto, bem nos diz do que foi a luta do Rei para ganhar Poder. O Povo, esse, foi desgraçado e muito deu e tinha que dar aos Senhores, fossem laicos ou do Clero. Portanto, não sejamos tão lineares.
Sem imagem de perfil

De João Afonso Machado a 05.10.2010 às 10:42


Desculpe Pedro, mas não resisti, ainda antes da minha partida para Guimarães:
Aqui onde moro, vi ontem em diversas lojas »Estamos abertos no feriado do 5/OUT».
Como vê, os comerciantes continuam a trabalhar em feriados, porque o regime faz-lhes a vida negra.
E o povo prefere ir às compras do que festejar o regime.
Sem imagem de perfil

De Não posso ir a 04.10.2010 às 19:13


Mas mando o meu escudeiro.
Imagem de perfil

De Réspublica a 04.10.2010 às 20:30

Não poderei estar presente, mas espero que seja um grito de liberdade: "Nós somos livres, o nosso Rei é Livre!"
Feliz dia da Fundação!
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2010 às 01:10

"fará uma importante alocução aos portugueses"


LOL Já o avisaram que ele não é rei?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Artur Campos

    Tive de reler a peça... Li " a triunfal deslocação...

  • Anónimo

    no xuxalismo vigente é'picha no cu, janela fora'

  • Carlos Conde

    Pelo contrário, ser censurado por facebooks e simi...

  • Luís Lavoura

    Eu do Gonçalo Ribeiro Telles fiquei com bastante m...

  • Luís Lavoura

    O Henrique Pereira dos Santos conhece mal o regime...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D