Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dirijo-te estas palavras sabendo que o faço a alguém cujos neurónios entraram em guerra fratricida e bastarda ao ponto de só restar um (o mais escasso e ligeiro) — lamentavelmente, o que te sobrou está meio metro acima do habitat natural, desfruta de cauda acelerante e tem como ambição única irromper por um óvulo. Ciente disso, mas porque tenho bom coração, avanço.

Na última semana, resolveste publicitar — várias vezes — a tua imbecilidade. Percebo, porque te enxergo a natureza, a tua cretinice genética e “eurotica”. Os genes fazem-te, os euros justificam-te (perante o espelho aldrabão que te dá as trombas a ver).

Assim, e munido do tal espermatozóide mascarado de neurónio, decidiste fazer história. Por fortuna de quem te lê e essência tua, não fizeste a dos outros e desvelaste a tua. És uma espécie de rei midas da merda: transformas em trampa tudo aquilo em que tocas. Se por acaso te caísse nas mãos um qualquer pasquim pago para ser gente, havias de conseguir reduzi-lo a um teu irmão de sangue, assemelhá-lo à tua essência estéril.

És uma peçonha, pois. Porém, essa dor que te atenta e que tentas, para te aliviar a mágoa, passar para os outros, esse beliscão na alma que não tens, essa vocação de idiota útil — e outro tipo de utilidade não terás — estão condenados a ser só teus. Olha para trás. Olha para o teu reles viver e para tempo que levas desde o nascer. Traduzes-te num zero abaixo da nula referência. Algo numericamente impossível. Não chegas a ser nada, portanto. Um dia que te atinjam com um espelho fiel, morrerás em agonia — envenenado pela verdade que a representação te dá.

Bufas as bufas do bufos (eis a tua biografia) e usa-las como se tudo (as ventosidades e os respectivos excretores) fosse gente. Lamentavelmente, e isso deve doer — os meus pêsames à tua mãezinha —, nunca (nem os “teus”!) algum dia te levarão a sério. O problema, bobo desta corte, é que tu próprio não passarás do vento malcheiroso dos cus que a cada tempo (há séculos) te vão expelindo.

No entanto, verdade seja dita, estás cada vez mais acompanhado – não partiram o cabrão do molde. O teu fedor, honra te seja feita, é evidente — não enganas ninguém. Outros perfumam-se à francesa e, por vezes, a confusão de aromas engana ao primeiro lanço. És um puro óbvio e por isso — sempre de mola no nariz — acompanho o teu percurso.

Continua a fazer por nos ilustrar, faz pela comenda que um dia, por merecimento, te afixarão no focinho. És-nos necessário, cumpres o papel de grilo mudo do inferno, como que um sinal de animais na estrada.

Ainda assim, e perante tão reles intruso, que se foda o carro.

Tu o dizes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



39 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 17:46

O Rogério da Costa Pereira, ex- jugulariano com septicémia, é o melhor escritor de blowjobs em linguagem bloguina.

É porco na expressão, é mais porco no sentido, mais porco, ainda, no objectivo e um porcalhão - mor por defender a política socretina.

Tem manias de «merda de doutor», e à semelhança do besta - mor, é perito na arte da «Porra para Portugal», e na «Foda à Portugal».

Daí que a «tcharte» do PS, em vez de ter um punho fechado, coisa que, em boa verdade, não é incomum aos e às panilas do sistema, facto que consumaram em lei....já que ele utiliza uma expressão em latim...língua mortinha e enterrada e só lembrada pelos virgens por desmamar - mutatis mutandis -, a camisolinha vermelha - dizia eu -, devia ter um FALO, pois essa é a linguagem entendida quer pelos xuxas chupistas, quer pelos que escrevem quer pelos anafalbetos da Rosa. Trata-se de foder Portugal, portanto, como Sócrates é pessoa de bem, transparente e nunca mente, ao Rogério da Costa Pereira, perito na arte do PAU, acho bem que o Corta - Fitas dê toda a publicidade. Assim fica-se a saber da inteligência do bácoro palavrista, e dá-se-lhe alento - élan - para ele continuar a debitar, ....desculpe Caro Krull..., a cagar a merda que o perfuma em cada caracter do respectivo discurso.

Melhores cumprimentos e reza uma missa à alminha da tua avó, pois aí serás produtivo, que ela não deve estar nada contente com o teu discurso de Bolas, Bolinhas, cús, ventos malcheirosos e todas essas solturas ralas, por carência de conteúdo.

Toma lá um charuto, que este foi um momento de reflexão único.
Sem imagem de perfil

De Luis Caldeira a 28.08.2010 às 17:58


Finalmente neste blog começa-se a falar português verdadeiro. Daquele que até o gado compreende.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 00:19

Hum ...algum gado não entende, não!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 18:04

Rogérito, precisas que te traduza o termo blow job? Não confundas com aquela coisa que as Senhoras por vezes e num momento de exclusiva vistança, pregam na ...lapela.
 
Anda...vem cá responder, que aqui publicam-te contrariamente à tua democracia de charco, que esconde tudo bem escondidinho.
 
Descontrai, il y aura toujours des cigars pour toi, mon ami. Faut-il traduire «cigar» aussi?

This a hell of a ...reflexão...Sócrates - o antigo inspira-me - por sinal, também paneleiro e defensor da imperfeição feminina - e esta ... até que existe, senão não havia rogeritos ...volto ao trabalho. Mas há outras femininas...certo...de outra casta...e de bom milho...isto para o caso de me quereres chamar galinha....já agora do campo...não vou em coisas de aviário.

Auguri 
Sem imagem de perfil

De Dr. Barber a 28.08.2010 às 22:30

That's... remarkable edu.  Image
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 00:18

And may I know who are you, since you send me such a beautiful star?


 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 09:48

I'm Dr. Barber Image
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 13:08

Yo, bro, really? Thought you were «Lucy» from the «footprint» thing?! Nice teeth you have, who knows I´ll see you, wanna have the same beautiful, candy and smiley face you have.

Chill out and be happy.
Have a nice sunday.Image
Sem imagem de perfil

De Contrafacção e fraca a 28.08.2010 às 19:50

Bocage, falecido há mais de 200 anos, tinha, incomparavelmente, outra verve.

Isto é uma espécie de contrafacção de diplomados em Bocage técnico tirado por fax.


 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 20:41

Barbosa Du  Bocage dizia que «ganhamos ordinariamente mais em ouvir do que em falar, porque quando falamos gastamos e quando ouvimos arrecadamos.» Hoje como ando inspirada pela bacorice do rogerito, digo assim ao comentador de cima, cuja autoria se adivinha, de tão previsível que é: eu nunca serei como Du Bocage, nem me atrevo a pirateá-lo. Posso, porém, citá-lo e ao fazê-lo, lembro o seu douto anedotário.


Alguém que detestava Bocage encontrou-o no Rossio e insultou-o, dizendo assim« -Vá bardamerda e para a puta que o pariu!»


Bocage que falava pouco mas tudo registava, disse então: «Não, o melhor é dividirmos isso ao meio: vá você bardamerda que eu vou para a puta que o pariu.»


Note-se Du Bocage adorava a expressão. Era efectivamente expressiva demais, por isso, utilizava-a adequada e habilmente. Como alguns o detestavam, ele sempre muito calmamente respondeu a um que se lhe dirigiu: - «O Senhor vá para Paris, e diga lá que me viu; vá semear cravos azuis , para a puta que o pariu.»


Permitam-me só substituir os cravos azuis pelos cravos rosa….

Caro Krul, isto é excepcional, compreenderá...
Sem imagem de perfil

De Olhe que não a 28.08.2010 às 21:07

Vossa mercê é que tem um ego muito grande, tanto que não lhe permitiu entender que o comentário se referia ao que é reproduzido no post.

E olhe que a alusão a licenciados em Bocage técnico dava para perceber...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 21:57

Que chatisse esta de termos que aturar esta fulana ridícula ordinarissima e pseudo intelectual que não tem mais nada que fazer a comentar quase em exclusivo o Corta Fitas. O Rui vai-me desculpar mas não é possível mudar isto? No outro blogue não era mas neste é, não é.
É maçadorissimo e começa a afastar as pessoas. Eu estou fartissima, mas como sou sua amiga cá vou vindo, agora imagino os outros. Porque é que ela não faz um espaço para ela e não deixa de se impôr como dizem no comentário acima é que não se percebe.
Um Bj para si.
I.

Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 28.08.2010 às 22:03

Sabe, o texto que reproduzi é tão vil que, em homenagem ao seu autor, faço vista grossa a alguns excessos de linguagem que a que o mesmo convida.
Por vezes é bom ler os esquerdalhas de serviço...
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 28.08.2010 às 22:06

Sabe, o texto que reproduzi é tão vil, que resolvi fazer vista grossa a alguns excessos de linguagem a que o mesmo quase convida.


O mesmo também permite ter-se uma ideia do baixo nível dessa esquerdalha de serviço...

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 23:59

O Rui é que sabe. Mas francamente acho que bem podia evitar-se escangalhar este blogue por causa de uma tonta.
Bj e parabéns pelos textos.
l.



 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 13:19

La Rochefoucauld dizia que uma tonta sempre encontra outra mais tonta que a admira. «Gostamos sempre de quem nos admira, mas nem sempre gostamos daqueles que admiramos».


Já agora, é chatice e não chatisse. Ou será que o novo acordo ortográfico mudou a palavra?

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 22:55

Caro Krull,

Deverei responder? Talvez não, mas mesmo assim fico-me na dúvida. Nem o tempo ajuda a ultrapassar a dor de cotovelo desta outra FULANA, que não mostra a cara, mas assina, qui sait por mim e com palavrões mais ordinários. 31 da Armada!!!
Quanto ao anfitrião, é sempre livre de apagar os comentários. Por mim, não se acanhe e naturalmente se me convidar a não voltar ao seu blogue, assim farei.

Ainda gostava de ver o ambiente das caléches e das presunções. Devolvo-lhe, por isso, na exacta medida os comentários vis e ordinários que me dirige. Se os vê em mim, serão certamente o espelho da sua figura!
Quanto ao afastamento do blogue por parte de outros, na verdade, não vejo, mas até seria interessante fazer a medição da...audiência.

Continue a roer-se minha querida!

Quanto ao anfitrião deste blogue tem o meu email e toda a liberdade de se me dirigir. Claramente.
Já que publicou o insulto dirigido pela dita, por igualdade de armas, fará o favor de publicar este também, que como vê, não transpira ódio nem sequer outra coisa, a não ser uma constatação de que...há pelo menos, alguém que me lê.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 00:12

E, já agora, caro Krull, resumiu em duas linhas, o que a esquerdalha que refere merece. Uma resposta ao nível merecido. kinda of red card. Dá sempre resultado! Não é por isso que perco o norte e me descontrolo, atacando com ódio e inveja. Gee, I just dislike that.
Mas...sou capaz de fazer um curso por fax, preciso é de arranjar tempo.

Sou capaz de fazer outra post - graduação....

Cumprimentos e obrigada por dar voz à minha escrita.


Sem imagem de perfil

De Dr. Barber a 29.08.2010 às 09:51



 Why don't you just... piss off?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 12:48

You forgot the beautiful star....oh, by the way...why don´t you? We all know you, by now. Anda, for God Sake, take a long really long walk on a short peer ...litte jerk.
kiss kiss

Sem imagem de perfil

De Dr. Barber a 29.08.2010 às 13:06



Ups, the above comment obviously wasn't directed to you Edu. 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 13:28



  Seria bom que a MdF (ou lá como se chame), entendesse que se há por aqui algo que é verdadeiramente irritante é essa sua pseudo moral superior.


Pela arrogância que denota suspeito que seja alguém que colecciona empregos e que aprecia e está habituada a ser coberta de salamaleques pelos empregados do snack bar da Universidade, ou melhor, das varias Universidades.


PS: Sorry for the terrible misundestaning Edu.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 15:00

Não, meu caro ... comentador Barber

O que se passa é que as respostas são colocadas de tal forma que quem está deste lado e farta de lhe serem atribuidos epítetos baratos, reage. Enganei-me, pois que me resta senão pedir desculpa? Veja o enquadramento e ponha-se no meu lugar. Não deixo, porém, de lhe dizer que não há qualquer superioridade, outrossim, o bastante para responder a funcionárias públicas aposentadas, com a reforma publicada em DR. Anafadinhas de cara e de raivinha. Que me persegue constantemente, que assina por mim, que diz as maiores javardices e que se atreve a sugerir aos donos do blogue uma saída.
O seu comentário no final, vou relevá-lo. Reagiu. É normal, caíu na mesma petição que eu, mas sim, estou habituada a salamaqueques...why should I lie? Mas também os dou.
Quanto às universidades? ! Bem andei em cinco, imagine...e acabei tudo. E sim, era bem tratada, porque não?Image



 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 15:24



 Faz questão de nos obrigar a saber que frequentou 5 Universidades, parabéns! fica à medida da sua modéstia, todavia deve ter entendido que associei Universidades a quem por lá lecciona e julga ter o dom da omnipresença.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 16:24

Para evitar mais mal entendidos, vamos combinar uma coisa. Pode ser? Diga lá quem é e exactamente o que deseja? Eu não faço questão de nada, muito menos de obrigar! Lê quem quer e, pelos vistos, continua-se a ler. A Escola não tem que ver com modéstia ou imodéstia. Tem que ver com obrigação, dever, e/ou com vontade de aprender, de estudar e havendo capacidade, porque não continuar?
Muitos mais frequentaram mais universidades do que eu e publicam os seus curricula na internet... chamar-lhes-ei imodestos por isso? Talvez não. 

Claro está que podemos optar por ficar na escuridão, aprender a usar a internet e fazer umas citações...Meter o nome adquirido por casamento no meio e ficamos ...«não sei em que lugar da linhagem falida» ...postado na via internética.

Omnipresença, é um dom, que só reconheço a quem nos pôs neste mundo...mas, sim, ele os há que se julgam detentores de poderes - sem deveres -, e em Portugal, (des)educam o país, pondo - o no caos em que está. 
As nossas Universidades estão cheias disso, gerando o que se vai lendo, e que eventualmente, substituirão os mediocres que nos governam republicanicamente.
 
Veja bem, o post que origina este ... what?...discussão, mimos ...Pois não seria sobre o post que se deveria debater?
Quando se fala em educação cívica, moral, intelectual...quando aparece uma « ´I` Doe» em cena, protagonizando o fenómeno de projecção, penso que estamos a desviar a questão do verdadeiro cerne.

Ainda assim, obrigada pela atenção.
Podemos ficar por aqui?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 16:28

Ó filha até podes ter sido bem tratada mas agora tá na cara que te falta algo. Não leves a mal tá bem. Tamos a reinar. Olha, passa logo á noite no Sasha que eu convido-te para um copo e prometo que te devolvo a tempo do turno.
Voçês metem-se em cada uma.
E eu que não tinha descoberto isto. Não empurres que eu não meto o teu nome ó melga, avisar o que a gente tinha perdido. Estamos aqui na beach a teclar em directo pró I do miúdo e com o sol não se vê um corno mas não faltes Educadinha. se for preciso a gente manda-te buscar e tudo. Vem de bikini às bolinhas amarelas que a gente topa logo que és tu.
Cinco Universidades é uma carga de coltura que eu não sei se aguento. Só andei em Santarém na escola a aprender a plantar couves mas fui forcado da cara o que me dá algum estatuto o que é que achas. Tamos á tua espera. Isto é tudo ao encontrão e eu não consigo escrever mais filha
Beijos môr
do Zé Tó
onde é que se mete o raio da flor aqui.


 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 18:22

Logo vi que eras forcado! Puseram-te alguma coisa na cabeça. Também cantas o fado? Então embora. Fica combinado. Não ponhas flor, que geralmente sou eu que as dou, mas a ti, meu amigo, sou capaz de te dar com um ferrinho à maneira. Já tenho a capinha. É cor de rosa. Traz a fulana da SS contigo, assim fazemos um grupo grande, mas vê lá é se não gastamos a reforma dela toda...
Eu levo caxaça, aguentas a noitada?
Já agora também danço flamengo....

 
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 20:48

Zé Tó, não te esqueças de dizer se és do grupo da Moita, de Alcochete ou do Barrete Verde. Olha que Portugal é pequeno. Faz a plástica primeiro, por causa da tua flatulencia indecisa, antes de assustares o pobre do bicho. O aumento de metano e de sulfureto de hidrogénio na atmosfera, tornam o ar poluído para os toiros.Foi isto que destruiu os dinossauros!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 15:03

Dear Barber,

I think I made another mistake. I am tired. Went to bed to late. Sorry.
Image
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 23:59

Bem, peço, então a V. Senhoria, as melhores desculpas pela minha precipitação, sabe apercebi-me disso, posteriormente. Esperava, de resto, que se pronunciasse para me poder dirigir-lhe. Nada tem que ver com ego, que na verdade, todos temos um pouco. Não é, de todo grande e não impõe regras na casa dos outros. Se quiser manter essa impressão, pois o julgamento será inteiramente seu.
Deve, por isso, o comentário ser entendido habilmente e dentro das circunstâncias do texto base, que me irritou bastante e me levou aos comentários supra. Já li o Rogério Costa Pereira no Jugular e simplesmente mantém um estilo que tem (e deve) ser combatido na mesma medida. Não acredito em pseudo-elegâncias nem pseudo- classe. O comentário será, por conseguinte, dirigido a ele e não a si. Quase de forma taliónica.
Note, porém, que não acho que o autor do post seja um  licenciado «fax de conta» do nosso Du Bocage, que certamente não é lido nem conhecido pelas virgens de serviço. Um poeta e um fazedor de anedotas «straight to the point», que se fosse conhecido de todos, calaria a boca a muitos.

Com os melhores cumprimentos,

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 20:46

Rogérito, já que se fala de Du Bocage, e estou mesmo inspiréé,  e considerando o que diriges ao caro Krull, acredita que o Homem te resume no seguinte:


´Rebenta-te do cú merdoso esguicho…ficam-te em despojo…merdas, bagatelas…»

Agora, caro Krull, remeto-me ao silêncio, os Costumes devem estar a aparecer....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 22:56

E tal qual disse, os Costumes apareceram.

 
Sem imagem de perfil

De burns a 28.08.2010 às 23:10

qual dos assessores escreveu o texto para o idiota do rogério vuvuzelar?
o triste não percebe que serve apenas de papel higiénico para os fãs no pm se limparem?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 00:16

Duvido. O homem é um aficcionado da ... convicção xuxa - chupista. No poopoo paper. They use the fist. Porém, ele não parece aqui para debater o que já  foi escrito e lhe foi directamente dirigido.

Como devemos epítetar tal postura?

Any ideas?
Sem imagem de perfil

De burns a 29.08.2010 às 16:42

ideias?deixa cá ver,das duas,uma
ou o homem não tem net em casa e só envia quando está na sede ou então não encontrou nenhum assessor para lhe redigir a patetice
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 18:26

Burns,

Aquilo não é patetice. Aquilo é grosseria pura e ilustrativa do que o esquerdalhoide pode fazer. Um asco.
(E quer-me cá parecer que o Caro krull não leu o que um tal João Magalhães escreveu sobre ele há umas semanas atrás).
Sem imagem de perfil

De Velho da floresta a 29.08.2010 às 00:05

A corja de assalariados, prebendados e outros salafrários afins do poder rosáceo, começa a dar sinais de entender que para eles uma época está a terminar, até nas redacções (segundo o que me dizem) já se sente a mudança na forma, como os arautos rosa multiplicam os contactos, para no inseguro amanhã que pressentem, manterem um tachito, de preferência fora do local onde hoje pontificam, departamentos de imprensa e de comunicação são muito procurados. Claro que os compagnons de route são os primeiros a partir, iremos assistir à progressiva debandada de uma quantidade de gente, que quanto mais próxima estiver da rosa mais alto gritará que sempre foi independente, mesmo assim desengane-se quem pensa que estes oportunistas estão fora da corrida, não estão, com melhor ou pior sorte irão sobreviver e continuar a prosperar. Quanto aos figurões da rosa nada lhes irá acontecer, hipotecaram o futuro de uma geração numa desenfreada fuga para a frente e sairão impunes de tamanha traição ao povo português, percam as ilusões todos os que esperam que Sócrates e outros tenham um futuro na enxovia, não vai acontecer, nem ele nem nenhum membro do governo, alguma vez será sequer apontado na rua como criminoso, quanto mais serem publicamente responsabilizados e julgados pelo profundo abismo em que colocaram as finanças publicas, aliás o futuro de todos eles no mínimo está assegurado pelo tentacular polvo maçónico, que já começou a preparar as vagas onde estes criminosos irão alapar-se à nossa custa. Não há democracia que aguente assistir a uma sucessão de ineptos e corruptos a destruírem o país, sem que nada lhes aconteça, mas o futuro a Deus pertence...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 00:59

Exactamente! Esperemos agora para ver no que vai dar a certidão de Loures. Talvez se fique a saber como é que a mommy Sócrates se transformou em empresária de sucesso, etce, etce.

Tudo isto deve ser denunciado, e posteriormente limpo. Limpo com uma Justiça imparcial, em que o representante do Ministério Público não surja acompanhado por um homem que constantemente está envolvido em escandâlos, cujos conteúdos violam Portugal e os portugueses.
Por isso, os Rogérios, os João Magalhães, as Câncio ( esta surpreendeu-me terrivelmente pela negativa), devem ser rebatidos ao nível que merecem, e ficar no vale, de forma a que nunca possam subir ao topo da montanha.

Pergunto-me como um provinciano deslumbrado, de fatinho da covilhã, se transforma nesta coisa comilona, desrespeitadora da minha cidadania e vende o meu País, aliás, dá-o com a assinatura cobarde de um Tratado de Lisboa...como se tivesse assinado a salvação de Portugal! Esperem até ver alguns dos artigos que o mesmo enforma e aí vamos ser nós, por nós, a defender esta corja actual de deputados - quer os do arco do Poder - quer os da Oposição, da real invasão europeia.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.08.2010 às 15:15

Caro Krull,

Nesta altura já sei quem me dirigiu o insulto supra. Como vê, os comentários continuam a surgir e já me apercebi que até pela forma como são introduzidos, certamente por uma questão de logística ou de melhor correspondência, geram, a mim geraram, erros de interpretação.

Não vou continuar neste « tête - à tête» patético, por causa de uma Inês qualquer, que não entende que não pode nem fica bem, dar ordens ou sugestões na casa dos «Outros».

Como lhe disse, as respostas ao referido RCpereira, são em meu entendimento as que ele merece. Mantenho-as e com a coragem de as ler na cara à frente de quem escreve o texto ao qual se respondeu. A ele e a todos os Xuxinhas que afundaram e continuam a afundar o pouco que resta.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...

  • Anónimo

    Esta história do filho pródigo é música para os ou...

  • Anónimo

    Afirmo que o próprio Estado manobra máquina agríco...

  • pitosga

    Mendonça da Cruz,eu tenho um 'mau' hábito que é re...

  • Anónimo

    Era o que faltava que , quem tem o seu blogue não ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D