Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Oh tempos, oh costumes!"

por Rui Crull Tabosa, em 28.08.10

Até quando enfim, ó Sócrates, abusarás da nossa paciência?

(à memória de Cícero)

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Imagem de perfil

De Réspublica a 28.08.2010 às 11:10

1. Quo usque tandem abutere, Socrates, patientia nostra? quam diu etiam furor iste tuus nos eludet? quem ad finem sese effrenata iactabit audacia? Nihilne te nocturnum praesidium Palati, nihil urbis vigiliae, nihil timor populi, nihil concursus bonorum omnium, nihil hic munitissimus habendi senatus locus, nihil horum ora voltusque moverunt? Patere tua consilia non sentis, constrictam iam horum omnium scientia teneri coniurationem tuam non vides? Quid proxima, quid superiore nocte egeris, ubi fueris, quos convocaveris, quid consilii ceperis, quem nostrum ignorare arbitraris?

2. O tempora, o mores! Senatus haec intellegit. Consul videt; hic tamen vivit. Vivit? immo vero etiam in senatum venit, fit publici consilii particeps, notat et designat oculis ad caedem unum quemque nostrum. Nos autem fortes viri satis facere rei publicae videmur, si istius furorem ac tela vitemus. Ad mortem te, Socrates, duci iussu consulis iam pridem oportebat, in te conferri pestem, quam tu in nos [omnes iam diu] machinaris.

3. An vero vir amplissumus, P. Cuniculus, pontifex maximus, Ti. Rangelum mediocriter labefactantem statum rei publicae privatus interfecit; Socratam orbem terrae caede atque incendiis vastare cupientem nos consules perferemus? Nam illa nimis antiqua praetereo, quod Hannibal A.  Silva Marius Soarus novis rebus studentem manu sua occidit. Fuit, fuit ista quondam in hac re publica virtus, ut viri fortes acrioribus suppliciis civem perniciosum quam acerbissimum hostem coercerent. Habemus senatus consultum in te, Socrate, vehemens et grave, non deest rei publicae consilium neque auctoritas huius ordinis; nos, nos, dico aperte, consules desumus.

Marcus T. Cicero - In Socratinam




Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 14:28


Senhor Krull,

Eu não falo nem escrevo «verlain». Logo não percebo o escrito supra....

Quanto a Sócrates, pois...sabe a história do buraco sem fundo, que cheira muito mal, e que quanto mais nos debruçamos sobre o mesmo, mais nos intoxica, apercebendo-nos, todavia, de que a m...é incomensurável?

Há neste mundo um tal João Magalhães, e uma Câncio, que denunciam as maldades trauliteiras do povo mau, que não reconhece as «benfeitorias» de Sócrates...escondendo, porém, que são todas voluptuárias e só aproveitam ao próprio. Que dirá gente tão única sobre mais esta tropelia do sistema?

A peticionada certidão vai trazer umas declarações escritas...mas haverá, por certo, um causídico a defender que « então, acreditais em declarações de alguém que se encontra preso preventivamente e ligado a outrém não recomendável? Sócrates é uma pessoa de bem...isto é uma cabala conduzida por ...alguém...»

Eu já ouvi isto tanta vez...até já vi instruções criminais anuladas para se perguntar...sobre o curriculum vitae de uma pessoa alegadamente de bem...e também já ouvi muita gente desdizer-se em inquirições...de resto, um direito que assiste ao arguido, no «saber» de um outro alguém que de vez em quando aparece a mandar bostadas sobre processo penal e lei penal...e se auto citava nas suas doutas decisões.

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 15:11

Enfim, nem sempre é assim. Ás vezes até falo e escrevo "verlain". Gosto de me dizer e desdizer Image

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 17:24

Olá clone. Conta-nos então, regressaste de férias, foi, ou ficaste um ano mais velho? Muito riso, pouco siso. Fizeste o que te mandei fazer? Consultaste a gramática ou decidiste seguir a receita do PEC? Não esquças que agora os panilas e as panilas são livres. Faz lá outra citação... agora em latim.





Educadinha
Imagem de perfil

De Réspublica a 28.08.2010 às 17:24

Etenim quid est, Ineducata, quod iam amplius expectes, si neque nox tenebris obscurare coetus nefarios nec priuata domus parietibus continere uoces coniurationis tuae potest, si illustrantur, si erumpunt omnia? Muta iam istam mentem, mihi crede, obliuiscere caedis atque incendiorum. Teneris undique; luce sunt clariora nobis tua consilia omnia;  quae iam mecum licet recognoscas.


Marcus T. Cicero - In Socratina

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.08.2010 às 17:27

Em Portugal há gente bem mandada.


Educadinha ( a verdadeira)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...

  • Anónimo

    Esta história do filho pródigo é música para os ou...

  • Anónimo

    Afirmo que o próprio Estado manobra máquina agríco...

  • pitosga

    Mendonça da Cruz,eu tenho um 'mau' hábito que é re...

  • Anónimo

    Era o que faltava que , quem tem o seu blogue não ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D