Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Gozar com os Portugueses

por Rui Crull Tabosa, em 15.07.10

Ouvir o Primeiro-Ministro repetir à exaustão que a pobreza diminuiu de 2005 para 2010 revela bem a falta de vergonha e de sentido da realidade em que o governo mergulhou.

Só para usar os números do INE, no primeiro trimestre de 2005 havia 412,6 mil desempregados em Portugal (7,5%), número que subiu para 592,2 mil (10,6%) no primeiro trimestre deste ano, sendo actualmente já superior aos 600 mil.

E Sócrates tem o descaramento de sustentar que hoje existe menos pobreza do que há 5 anos. 



9 comentários

Imagem de perfil

De Réspublica a 15.07.2010 às 17:46

Ora, caro Crull, mas também há mais ricos, os mexias deste mundo, os mota soares, etc...
Sem imagem de perfil

De Optimismo avariado a 15.07.2010 às 17:49

Bem, quem depara quase diariamente com o que afirmam os responsáveis de variadíssimas IPSS (isto para evitar a sensação que qualquer cidadão terá, e que poderá ser menos fiável) fica a saber que há cada vez mais pessoas a recorrer a essas instituções.

Mas o Sócrates é amigo do Vara, padrinho do Rui Pedro Soares, toma o pequeno-almoço com o Figo, é um optimista avariado.
Sem imagem de perfil

De Rectificação do comentário anterior a 15.07.2010 às 19:05

evitar FALAR Da sensação
Imagem de perfil

De mcm a 15.07.2010 às 18:49

A vida deste senhor é um romance:
- Safaris em férias. Restaurante preferido "El Gatopardo". Fatos Armanni. Mansão na Castilho... e etc.
E como é que nesse contexto se divisa algum pobre? Um único que seja?
A vida dele é de sonho.
Sem imagem de perfil

De Debate sem interesse nenhum a 15.07.2010 às 19:13

O que se passa neste tipo de debates é puro espectáculo e perda de tempo pagos por todos nós.

Na verdade, assiste-se a discursos comicieiros, a chicana política, a troca de acusações e absolutamente nada é discutido com um mínimo de seriedade ou mesmo de decência.
Sem imagem de perfil

De Ega a 15.07.2010 às 19:26


Sócrates não mentiu. Estava era a falar de Américo Amorim.
Os gegócios correram-lhe excelentemente em 2009 e creio que já recuperou o 1º lugar no ranking.
E, é claro, os demais que figuram no dito ranking também não estão completamente mal.
Sem imagem de perfil

De Alves Pimenta a 15.07.2010 às 20:25

A verdade é esta: não se aguenta mais esse parvalhão como primeiro-ministro.
Tem de haver uma solução para isto, quanto antes.
Sem imagem de perfil

De AAS a 15.07.2010 às 20:28

Na verdade o cerne da questão prende-se com o tipo de indicador que é usado. Socrates está a falar verdade, de acordo com os cálculos do INE. O problema é que o INE, alias como toda UE, usa uma noção de pobreza que é relativa, ou seja, o que interessa aos europeus é saber se em termos relativos para o resto da população há mais pobres ou não. 
Segundo o INE: "Este limiar, ou linha de pobreza relativa, corresponde a 60% da mediana da distribuição dos rendimentos monetários líquidos equivalentes em 2008"


Por contraposição os EUA usam critérios de pobreza absolutos, ou seja, saber realmente quantas pessoas vivem com deficiências de subsistência, num conceito de pobreza que é bastante alargado.


É o velho problema de na Europa (e Portugal em particular) o importante é que todos sejamos mais iguais, mesmo que mais pobres, como é o caso efectivo de Portugal.


Isto também evidencia mais uma vez, que hoje em dia é preciso ter muito cuidado ao ler uma noticia... é sempre preciso usar um mínimo de bom senso, e ter sentido critico quando o resultado parece ser pouco óbvio.
Sem imagem de perfil

De A filha-da-putice da propaganda enganosa a 16.07.2010 às 16:08

O ministro da Presidência afirmou hoje que o Governo está a reavaliar o calendário para a concretização dos "cheques bebé", medida que já não será introduzida este ano em virtude das circunstâncias financeiras do país.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Nuno

    Pelo menos foi honesto quando disse que não contas...

  • Anónimo

    Compete ao Estado zelar por nós, dizem. Mas, e se ...

  • Anónimo

    Tempos difíceis se aproximam e o Costa põe o corpi...

  • Anónimo

    https://blasfemias.net/2021/10/26/vai-se-a-ver-a-c...

  • Anónimo

    Subscrevo. Um período de má memória que vai deixar...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D