Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vinde para o Estado, criancinhas...

por Rui Crull Tabosa, em 20.06.10

É consabido que o socialismo acredita piamente no Estado, desconfia da iniciativa privada e, sobretudo da liberdade de escolha dos cidadãos: na economia, na educação, na saúde e, se pudessem, também no mundo do trabalho.

Desde 1995, ou seja, nos últimos 15 anos, o Partido Socialista 'governou' Portugal 12 anos, ou seja, 4/5 do tempo. A responsabilidade pela situação em que nos encontramos, designadamente por falta das reformas estruturais que há muito deveriam ter sido feitas, é pois do PS.

Se o desemprego se abeira dos 11%, com bem mais de 600 mil desempregados, a verdade é que as famílias da classe média que ainda conseguem ter trabalho vivem cada vez mais esmagadas pelo crescente peso dos impostos, cuja subida continuada apenas tem servido para esconder a incompetência das políticas socialistas e para, desse modo, prolongar o regabofe do despesismo público, de que as mega obras públicas são um eloquente exemplo.

Vem isto a propósito desta notícia, cuja leitura recomendo, e que nos dá conta de cada vez mais famílias serem obrigadas a tirar os seus filhos das escolas que livremente escolheram, certamente por acreditarem que eram aquelas que melhor educação lhes davam, para os colocar no ensino público, seguramente por este ser o mais compatível com a sua presente situação económica.

Quer dizer: a escolha do ensino público não resulta de uma aposta na excelência e na qualidade do ensino; pelo contrário, decorre apenas das crescentes dificuldades económicas com que muitos pais se defrontam: é mau mas não se pode ter melhor...

Paradoxalmente, a lamentável situação económica do País e a falência das políticas públicas de crescimento económico, funcionam a favor do Estado socialista, sempre pronto a arvorar-se em grande educador do povo e desejoso de deitar a mão aos filhos da Nação.
É que, quanto mais grave for a crise e maior a inépcia do Governo, mais crianças e jovens abandonarão o ensino privado para engrossar as escolas públicas, onde não há faltas, dificilmente são impostas reprovações (retenções é como se lhes chama...) e a desmotivação dos professores só pode ser ignorada por marcianos. Despreza-se a História, negligencia-se o Português e facilita-se a Matemática, que o que está a dar é encher o olho com os Magalhães, enfiar os Morangos com Açúcar nos curriculos escolares e a educação sexual na cabeça das crianças, que o resto são tretas ultrapassadas...
E assim vamos, tristemente, entregando os nossos filhos à escola pública, reduzindo-os à condição de cobaias das loucas experiências pedagógicas do Ministério da Deseducação.
Os Louçãs, os Jerónimos e os Sócrates têm pois razões para sorrir com as dificuldades económicas daquelas famílias que não têm remédio senão confiar os seus filhos aos cuidados do ensino socialista: é que este tudo fará - se o seu endémico laxismo o permitir - para os tornar bons progressistas igualitários. Já que ignorantes serão concerteza.



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.06.2010 às 18:35

Caro Krull,

Só há uma coisa errada no seu post. O boneco devia ter outra figura!! Portugal é um manancial de informação física nesse campo. Ora veja, a oportunidade que perdeu.

Punha o Sócrates, com a MERDA na cabeça. Mais: com  a boca aberta, tal qual fonte jorradora ...Porque isso, é o que ele tenta dar aos incautos, é com isso que ele tenta doutrinar-nos. Foi nessa situação que ele nos pôs. Se isso não lhe fôr lembrado com a recorrência devida, o projecto de pensante não entende.

Naturalmente, teria que fazer uns ajustes....porque o homem apesar de correr, não tem músculos....

Que não se diga que ofendo, outrossim reajo em legítima defesa. Sempre que vejo socretinos e afins, reajo legitimamente com os meios que tenho ao alcance - no caso em apreço, a palavra adequada. Que não é censurável, porque ele provoca o País sempre que o incomoda com as sua mentiras e incontinência de asneiras.
Image


 
Sem imagem de perfil

De Mats a 21.06.2010 às 01:28

Este é provavelmente uma das melhores explicações para o sistemático empobrecimento da sociedade por parte dos socialistas.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • voza0db

    Este foi o comentário mais incongruente que li hoj...

  • voza0db

    Para Portróikal a Ryanair até é o ideal. Satisfaz ...

  • voza0db

    "o relançamento da TAP" terminará desta forma...ht...

  • Ana ☯

    Nem eu concordo com punições. Defendo a compreensã...

  • Anónimo

    Não julga. Sabe que não é assim. Veja o que a GB f...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D