Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Perguntas a que uma mulher não sabe responder…

por Luísa Correia, em 30.04.10

O cerco da crise aperta e o Governo do país não sabe o que fazer. Todos os caminhos se lhe afiguram complexos, com o seu lote de vantagens e inconvenientes. Receia centrar-se numa qualquer parte do problema e descurar, com prejuízo imprevisto, as partes restantes. Não estabelece, prioridades, nem, por isso, fecha «dossiers». Planeia pequenas investidas, à falta de inspiração para uma surtida em força, mas hesita sempre, e nega sempre. E, neste contínuo adiamento de soluções, só não arrisca trair as suas clientelas (adiando também o programa de obras públicas), porque as tem (às clientelas) como um seguro de vida. Perante um tal quadro de inoperância, não consigo prognosticar o futuro de semelhante Governo, no pressuposto de que tem futuro o país que ele governa. Mas será que alguém consegue, … antes do fim do jogo?



6 comentários

Sem imagem de perfil

De Mas isso era se a 30.04.2010 às 11:57

Se houvesse vergonha na cara, hoje mesmo, ou o ministro das finanças ou o das obras públicas iam à vidinha deles...
 
(isto só para falar de coisas recentes, claro)
Imagem de perfil

De Luísa Correia a 01.05.2010 às 17:40

Um ou outro, não, caro Mas-isso-era-se. Ambos! Um por incapacidade de previsão, outro por incapacidade de realismo, ambos por total falta de senso. :-)

Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 30.04.2010 às 13:38

Cara Luísa

Por incrivel que pareça seguimos um rumo pré determinado, onde os nossos governantes se afiguram como meros peões num tabuleiro de xadrez.
"They only do, what they´re told to do..."
O que é preciso urgentemente é perceber quem é o Puppet master que controla esta gente.
36 anos volvidos do fim da ditadura, mas acabamos a viver noutra ditadura, mais cruel, aperfeiçoada, cínica e global!!!
Se é certo que antes não podia falar livremente, agora poderá fazê-lo parcialmente, em troca o estado saberá tudo sobre si e poderá exonerá-lo dos seus bens, extorquir-lhe pesadíssimos impostos que ninguém sabe para onde vão, inibi-la de um emprego, de um salário decente e de uma vida social normal.
E se antes do 25/04 cultivavam-se os terrenos e se subsistia, o Português há muito que trocou essa praça pelos centros comerciais deste País, pelas catedrais do consumo.
É um choque inevitável quando não se produz e não se tem dinheiro para comprar, avizinham-se tempos muito difíceis para a maior parte da população!!!
O estado esse, se deixarmos continuará a engordar e a interferir cada vez mais nas nossas vidas.
Para quem já passou os olhos pelo 1984 de George Orwell, já está familiarizado com a questão, apeasar de se referir ao regime Comunista é igualmente aplicável ao regime Capitalista, porque em algum ponto da história a ideologia corrompe-se para dar lugar ao totalitarismo!
Imagem de perfil

De Luísa Correia a 01.05.2010 às 17:50

Estou bastante de acordo consigo, Tiago. Para além das pressões da economia global, também a adesão à Europa relativizou significativamente a nossa soberania nacional. Mas havia espaço para algumas opções. E se as tivéssemos feito bem, esse espaço teria aumentado. Infelizmente, desde há uns tempos a esta parte que não acertamos uma. :-S

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 30.04.2010 às 22:46


Luísa, no meio do jogo, mas perto do fim e a sofrer uma daquelas goleadas!...
Prógnóstico - mesmo antes do fim? :) -doente da Europa ( infelizmente mais um, mas neste caso por notória negligência médica )...
Imagem de perfil

De Luísa Correia a 01.05.2010 às 17:58

Isso não é um prognóstico, Cristina, isso é um diagnóstico completo. Incluindo esclarecimento de causas! O que permite considerar a hipótese de que a doença seja endémica… ;-) 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiro ao Alvo

    Por incrível que parece, o trânsito automóvel aume...

  • Anónimo

    Pagar mais é com o PS, não se metam nisso, Liberai...

  • Anónimo

    Desculpe estar a lembrar a ausência na discussão d...

  • Anónimo

    Admito estar a fazer uma enorme confusão ou a ser ...

  • Anónimo

    Ouvi há pouco na sicN pelas 20h :26m (é uma interv...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D