Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O 25 de Abril ensinado às crianças

por João Távora, em 24.04.10

"É preciso ensinar às crianças o que foi o 25 de Abril. É urgente. É uma questão de cultura democrática. Está em causa... o 25 de Abril."
(…) Convenhamos que é difícil deixar ao sistema nacional de educação essa função. E isto porque o 25 de Abril ainda é uma questão de educação. Política, é certo, mas não está suficientemente frio para ser um facto histórico. É uma opinião. E cada um tem a sua, que até pode ser diferente da que tem a professora dos seus filhos.
Por isso é que chegados a esta época do ano, sinto alguma angústia quando os deixo na escola. Assim, sozinhos. Sem que eu possa exercer o democrático direito ao contraditório. Socorro!

 

Inês Teotónio Pereira no Jornal i

 

Depois de num dia de Outubro, a minha filha de oito anos ter chegado da escola cheia de confusões na cabeça, e eu lhe ter explicado pacientemente que Liberdade Igualdade e Fraternidade era um lema da sanguinária revolução francesa e não uma consequência da instauração república portuguesa, que a igualdade do cidadão perante a lei era uma conquista da constituição de 1826, quando em Portugal se funda o sufrágio popular que se manteve indirecto e se viu mais restrito após a república, que a liberdade de imprensa e de manifestação só foi profundamente ameaçada após o 5 de Outubro; foi a vez de ontem me ver na contingência lhe explicar as virtudes dos primeiros anos do Estado Novo e que a primavera e as calças de ganga já existiam antes da revolução dos cravos. Esclareci-a sobre o 25 de Abril, e suas consequências imediatas: tomada de poder da esquerda radical e descolonização desastrosa. E que nesses tempos muita gente inocente teve que viver “às escondidas”. Por fim expliquei-lhe que a Liberdade prevaleceu apesar dos revolucionários. E que a Liberdade é o nosso mais precioso bem, e que nem sempre está onde parece ser mais evidente.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Imagem de perfil

De Réspublica a 24.04.2010 às 17:32

Caro amigo e a Constituição de 1822, também era democrática, e assegurava a igualdade de todos os cidadãos!
A "sanguinária" Revolução Francesa! Como sabe a Revolução Francesa começou por rpetender instaurar uma monarquia constitucional, não fosse a influência nefasta de Maria Antonieta e Luís XVI teria sido um rei constitucional apoiado pelo seu povo, ele no fundo foi um pobre diabo levado para uma conspiração anti-patriótica que lhe custou a vida e fez a monarquia francesa perder os seus apoiantes, entre eles Robespierre, com as consequências que se sabem...
Quanto ao 25 do A tem razão, se podesse a semana que começa amanha era de clausura, é a silly weak nacional até ao 1 de maio, felizmente até o Estado já não liga ao 1 de Maio...
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 24.04.2010 às 22:11

Coitada da miúda, João. Deve estar a pensar ..."o meu pai endoidou!"
Então isso faz-se? Baralhar assim as criancinhas, contando a verdade?! Incrível...
Sem imagem de perfil

De paulo_marques a 25.04.2010 às 01:37

já lhe explicou o tarrafal?
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 25.04.2010 às 02:18

"A História é escrita pelos vencedores".

É um lugar comum.Um facto que aceitamos.
Ocasionalmente reagimos e tentamos repôr a verdade, mas nunca vamos até à origem. Até porque a origem está tão distante, que já nem a vemos.

O 25 de Abril, foi apenas mais um passo, no longo "Apagão" a que Portugal tem vindo a ser submetido, e que culminou com a perda da Soberania, com a assinatura do Tratado de Lisboa.

Um "Apagão", fundamental para que Establishment, imponha definitivamente a sua versão perversa  da História Universal.

Lech Kaczynski, o Presidente Polaco, Católico, morreu depois de ter reduzido a moeda polaca o Zloty, a fim de tornar as exportações mais competitivas.

Ía homenagear os Polacos mortos, no 70º Aniversário do Massacre de Katyn.

Morreu em Smolensk, tão perto da Floresta de Katyn. 

Os Polacos massacrados durante a 2ª Guerra, já podem ser de novo esquecidos.

Os Portugueses, massacrados ao longo de toda a sua História,  nunca tiveram um Presidente, que os Homenageasse.

Permaneceram sempre esquecidos!

Maria da Fonte 

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Tiago

    Se uma vaca pesa pelo menos 500kg, e as cantinas c...

  • Anónimo

    Esta história do filho pródigo é música para os ou...

  • Anónimo

    Afirmo que o próprio Estado manobra máquina agríco...

  • pitosga

    Mendonça da Cruz,eu tenho um 'mau' hábito que é re...

  • Anónimo

    Era o que faltava que , quem tem o seu blogue não ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D