Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidente condiciona passos...

por Pedro Quartin Graça, em 31.03.10

Os passos do novo líder do PSD estão condicionados. Para quem pensasse que Pedro Passos Coelho teria "luz verde" para executar a estratégia que defende para o PSD ou a moção política que resultar do próximo Congresso, desengane-se. Há quem, desde o primeiro dia deixe bem claro que pretende assegurar que o consulado de PPC esteja fortemente "vigiado", nem que isso implique, de vez, e curiosamente, o fim do actual Regime. Para as bandas de Belém, nesta República à beira de comemorar 100 anos, o valor supremo que o mais alto magistrado da Nação defende é... a "estabilidade". Ingenuamente pensei eu que o que mais interessava era a democracia, fosse ela em Monarquia ou em República. Mas há uns anos a esta parte, a democracia parece ser um dado adquirido na cabeça de alguns (atitude perigosa...) e o valor que mais alto se levanta agora é outro: a dita "estabilidade", a qual significa: paz podre, manutenção do status quo, na prática, o "deixa andar" que caracterizou as últimas décadas da jovem democracia portuguesa com os resultados que se conhecem.

É a segunda vez no passado recente que um líder partidário, curiosamente sempre do PSD, vê a sua acção condicionada por um Presidente da República. Foi o caso de Pedro Santana Lopes com Jorge Sampaio, que culminou no conhecido "golpe de Estado constitucional" que levou à dissolução da Assembleia da República e à queda do Governo e, agora, a propósito do malfadado PEC, Cavaco Silva com o novo Presidente do PSD, Pedro Passos Coelho. O Presidente pretende que PPC não trave o PEC "a bem da imagem externa do País". Ou seja, o que conta são as aparências, não interessa se a casa está ou não arrumada. Tem é de parecer que está, nem que o lixo se acumule todo debaixo dos tapetes. A reacção dos mais próximos do novo líder do PSD não se fez esperar. E estão cobertos de razão. Numa monarquia uma atitude deste tipo por parte do Chefe do Estado seria impossível. Aí "o Rei reina mas não governa" ou seja, ao Rei cabe a função de Chefe de Estado e representa a Nação, nomeadamente nas questões internacionais, o tal palco onde Cavaco pretende que tudo aparente "estar bem". É com atitudes como esta que o Regime se afunda. No que me toca fico encantado, mas que mete dó, mete. E vamos andando...

Autoria e outros dados (tags, etc)



6 comentários

Sem imagem de perfil

De ... com a cabeça entre as orelhas a 31.03.2010 às 09:53


Também não parece nada boa ideia que o primeiro a reagir tenha sido Ângelo Correia, o que só parece confirmar que PPC não passa de uma criação dele.

E enquanto o PSD não arrumar a casa e houver sondagens que indiciem a possibilidade de um novo governo, eleições não parecem de facto ir adiantar nada mais que instabilidade.
Sem imagem de perfil

De tric a 31.03.2010 às 11:17

realmente, Pedro Passos Coelho, não passa de um boy de Angelo Correia...por mais que o queiram negar e a comunicação social induzir o contrario!! um boy, como "lider" do PSD !!??lol
Sem imagem de perfil

De Ega a 31.03.2010 às 14:06


Duas questões:
- A de regime: Quartin disse tudo. Não há comparações possiveis. Um Rei é um Rei, um Presidente é um Presidente - jamais se conseguirão equivaler no se desempenho da chefia de estado (que o Rei acumula com a chefia da Nação, muito mais importante);
- a conjuntural (neste caso, governamental). Nunca tive fé nele, PPC. O facto é que «conquistou» o PSD com nºs nada desprezíveis. Dêsse-lhe agora, ao menos, o benefício da dúvida. 
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 31.03.2010 às 16:26

Agora é a vez de Cavaco dedicar-se a colocar preguinhos nas fechaduras da sede do PSD. Bem feito para o PSD, talvez assim aprenda e ajude o país a livrar-se dos Cavacos e instituições afins que poluem as nossas vidinhas.
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 01.04.2010 às 02:48


E porque é que ele não condiciona as corridas do Sócrates também?
Sem imagem de perfil

De Francisco Castelo Branco a 01.04.2010 às 10:08


Cavaco faz bem em avisar PPC para não chumbar o PEC.
É essencial para o país.
E não vejo em Cavaco uma adversário de PPC.
Tem mantido a equidistância em relação à politica partidária.
E bem.
Os comentólogos é que fazem teorias da conspiração despropositadas

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D