Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pela liberdade, restaurar a esperança

por João Távora, em 10.02.10

Esta inaudita época da tecnologia e do conforto, trouxe consigo o fenómeno da participação cívica virtual, das "redes sociais" e "petições online", para todos os gostos causas e feitios. Entre a colheita dumas couves no Farmville, a aceitação dum convite a um evento que nunca irá, o cidadão, à distancia dum clique adere a um grupo contra a pesca à linha, e torna-se fã duma qualquer associação política no facebook. É a ilusória cidadania de rabinho sentado, a militância com o esforço dum dedo e três neurónios, tão anódina quanto estéril.

A gravíssima situação política que a democracia e o país atravessam, exige que por uma vez prescindamos da comodidadezinha e saiamos à rua para manifestar a nossa indignação, defender a Liberdade e resgatarmos a esperança em Portugal. Um longo caminho que começa amanhã, às 13,30 em frente ao parlamento



12 comentários

Sem imagem de perfil

De A. Pinto Pais a 10.02.2010 às 14:03

Hoje, à entrada do Metro, no Marquês, estenderam-me uma coisa chamada Destak. Na breve viagem, aí li o editorial (!) de uma tal Stilwell, que se louva no último artigo da D. Constança para denegrir a iniciativa da petição em prol da liberdade de expressão.
Duas conclusões:
- a miséria deste subjornalismo vai de vento em popa e não há, parece, nada a fazer;
- o socretinismo comanda, qual doença contagiosa, uma enorme rede de interesses, que se estende até serventuários de meia tigela.
Vai ser muito difícil correr com esta gente, olá se vai.
Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 10.02.2010 às 15:43

A última vez que vi uma manifestação com poder social "a sério", foi no buzinão da ponte 25 de Abril, onde o então 1º ministro (actual presidente!) mandou a cavalaria "arrear" no cidadão...
Onde estavam estas manifestações, quando nos últimos 10 anos foram retirados sucessivos direitos à sociedade civil??? Aumentos de impostos, congelamento de salários, desemprego, roubo pelos combustíveis, pela banca, pelos monopólios... Onde andavam "as gentes" da direita nessa altura???
Agora que o País se está a "desmoronar", política e financeiramente, vão dar uma ajudinha ao estado de direito?
Estes problemas não são de agora...
É uma manif "oportunista", que não incomoda nem ao de leve a podridão deste regime...
Sem imagem de perfil

De Ega a 10.02.2010 às 20:54

Tem ocorrido muitas manifestações, caro Tiago Mouta.
Veja, por exemplo, a dos profs. Sendo certo que o Sr. Nogueira, tanto quanto sei, é um homem da Esquerda.
Não importa.
Os portugueses estão descontentes. Todos vivemos problemas, senão dramáticos, muito complicados.
Alternativas? Não as vejo.
Hoje surgiu o nome de P. Rangel.
Desacredito.
É mais um sofista, um mestre de retórica. Vai ganhar o PSD (estou absolutamente certo) mas nada vai resolver.

Continuamos à espera de D. Sebastião, numa dessas manhãs de neblina...
Somos assim, nós, portugueses...
Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 11.02.2010 às 10:01

Este problema ultrapassa a dimensão de esquerda ou direita... Revolta-me o aproveitamento político que a direita está a fazer com o olho nos votos e não em resolver algo que está mal!
Paulo Rangel ganhará a liderança do PSD (se não aparecer algum notável!!!), mas é apenas um "Passos Coelho em forma de bola", portanto nada de novo!
As manifs de classes profissionais sempre foram pacíficas, como os "passeios" das forças armadas, isto ainda não deu para o torto... Na Grécia já queimam bandeiras da UE... Por cá ainda estamos em "negação"...
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 11.02.2010 às 01:19

Eng Tiago Mouta

Tem razão! O problema não é recente.
Tem há volta de 250 anos.

Poderá não ser muito, para quem tem milénios de História, mas acontece que estamos fartos.

Fartos deste bando de mafiosos que aqui aportou, e nos trata como cobaias.
Que infiltra, subverte, manipula, corrói!

O problema não é recente!

Não não é!
Somos peritos em sofrer usurpações, invasões, pilhagens, destruições.

E ainda assim SOBREVIVER!
E RECOMEÇAR UMA E OUTRA VEZ!

O problema não é recente!
Não, não é!

E é exactamente por isso, que chegou a altura de dizer:
BASTA!

Maria da Fonte
Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 11.02.2010 às 10:04

Maria da Fonte

Deixe lá a formalidade do Engº para o nosso 1º ministro...
Concordo absolutamente consigo, acrescento apenas que é preciso um rumo, uma alteração nesta lógica partidária da "caça ao voto"...
O rumo de hoje são "os braços do PSD", mas não é esse rumo que resolve os nossos problemas...
Sem imagem de perfil

De Fulano a 12.02.2010 às 05:15

Não é recente o problema, pois não é, mas já vem desde a ocupação romana, a obsessão de confundir-se com a aristocracia. A ideia que dignidade é um fato com brilho e carruagens pretas.
Sem imagem de perfil

De Matrix a 11.02.2010 às 01:28

Se não incomodasse o Regime, Sua Excelência, O Grande Gama do Oriente, receberia os promotores da Petição, como aliás é hábito fazer.

E recusou!


Matrix


Sem imagem de perfil

De Tiago Mouta a 11.02.2010 às 10:07

Pronto Matrix, reconheço que é incómodo para o grande Gama, como é um Crespo, ou uma Moura Guedes (Manuela e não Guta...)!!!
Mas os efeitos directos da manif. serão apenas mais uma acha na fogueira onde este governo se vai consumindo e não um incêndio de massas como muitos esperam...
Sem imagem de perfil

De Acabou-se a marmelada a 10.02.2010 às 16:20

Peço muita desculpa, mas a notícia do dia é a candidatura de Paulo Rangel à presidência do PSD.

Acabou-se a marmelada para o amigo do Vara.
Imagem de perfil

De Réspublica a 10.02.2010 às 20:31

O Rangel!!! Não me digam que o soltem a parede voltou...
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 10.02.2010 às 22:01

Pena ser distante para mi.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Está a fazer comentários sobre alguma coisa que eu...

  • s o s

    num texto (post) demasiado longo para ser lido a e...

  • Susana

    Mais grave ainda do que ter o senhor especialista ...

  • voza0db

    No último parágrafo entraste em estado de delírio....

  • balio

    Tegnell não decidiu da vida de ninguém. As pessoas...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D