Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Status quo

por João Távora, em 05.02.10


Bando de abutres suicidas,

asnos canibais,

hienas, 

ratazanas, 

fuinhas, 

traças deslumbradas, 

baratas, 

sanguessugas inchadas, 

varejeiras, 

não haver um pé que vos esmague, 

um ddt que vos fumegue, 

uma chibata que vos fustigue, 

um abalo que vos soterre, 

um diabo que vos carregue, 

um decreto que vos expatrie. 

Matam a música, 

rasgam o livro, 

sujam a água, 

ofendem, 

conspurcam, 

desanimam. 

Pobres das vossas mães, 

mas sobretudo dos filhos das nossas. 

Não haver um buraco que vos sugue, 

grande para vos tragar a pequenez, 

pequeno para não nos arrastardes convosco para o quinto dos infernos, 

vossa ditosa pátria. 

Ide pelo ralo, que só então poderemos emergir 

lentamente

das ruínas.

 

por Jorge Lima, via Rui Castro

 



6 comentários

Sem imagem de perfil

De pablo picaço a 05.02.2010 às 22:03

Lindo! A extrema-direita no seu esplendor.
Sem imagem de perfil

De Ega a 06.02.2010 às 18:28

Sr. artista Picaço:

Se por acaso o poema se chamasse «Os Vampiros», declamado ou cantado por José Afonso, seria um hino à democracia, não era?

Há rótulos que ainda não aprendi a pôr, assim automáticamente. E espero manter o meu espírito suficientemente liberto para nunca assim proceder.
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 06.02.2010 às 00:12

Magnífico, sim!
Verdadeiramente sentido.


E muito a propósito!

Maria da Fonte
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.02.2010 às 00:22

OI

TENHO UM PASSATEMPO A DECORRER.

PASSA POR LÁ. :)

BEIJINHOS
Sem imagem de perfil

De Amêijoa Fresca a 06.02.2010 às 00:34

Num país de...

Negócios apadrinhados
por interesses tenebrosos,
tentáculos emaranhados
entre monturos escabrosos.

Desta tremenda devassidão
da política lusitana
brota a abjecta podridão
de gentalha tão pobretana.

O descrédito galopante
da nossa portugalidade,
é deveras preocupante
a actual realidade.

Da normal anormalidade
para ficar surpreendido
emerge a fatalidade
do nosso regime perdido…
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.02.2010 às 01:51

«Nossa portugalidade»...salvo seja...da portugalidade deles, bem diferente da minha que não se compadece com a ladroagem institucionalizada com a benção da Justiça e outras áreas da gestão ordinária actual deste país.

Educadinha

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Neve da Bélgica à Turquia. Em Portugal desde o fim...

  • Anónimo

    E para não deixar morrer o assunto, um texto escla...

  • Jose

    Ontem, já era tarde. Urge a necessidade, até para ...

  • Jose

    Esses acontecimentos começaram a 19 de Abril, con...

  • Anónimo

    Os nossos governantes já deixaram de governar para...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D