Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Frases que impõem respeito

por Rui Crull Tabosa, em 29.01.10

Diz Campos e Cunha:

  • O “Estado português corre o risco de, dentro de três a cinco anos, não ter capacidade financeira para assegurar funções básicas, como por exemplo segurança, saúde e educação;”
  • Nós estamos a testar os limites da nossa credibilidade internacional e é bom não brincar com o fogo…”
PS: perante esta realidade, o ministro das Finanças resolve abrir a guerra contra as empresas de rating que avaliam a dívida da República Portuguesa…

Autoria e outros dados (tags, etc)



23 comentários

Sem imagem de perfil

De Por falar em empresas de rating... a 29.01.2010 às 18:01

"Um automobilista engana-se na auto-estrada e às tantas ouve um alerta na Rádio: "Atenção há um condutor em contramão na A2". "Um"?, pergunta: "São milhares". Lembrei-me desta anedota ontem, ao ouvir o ministro das Finanças questionar a credibilidade das agências de rating por terem posto em causa a sanidade das nossas finanças públicas..."

Camilo Lourenço, no Jornal de Negócios
Sem imagem de perfil

De Estupefacto a 29.01.2010 às 18:14

Como já ontem comentei, não consigo perceber de todo o papel da D. Manuela no meio de tudo isto, atendendo a que há dias declarou que as preocupações do PSD tinham tido acolhimento por parte do governo.
Imagem de perfil

De Rui Crull Tabosa a 29.01.2010 às 18:46

Ou seja, Campos e Cunha diz que a nossa credibilidade internacional está no limite e que o Governo anda a brincar com o fogo. Teixeira dos Santos põe em causa as empresas de rating, esquecendo que as suas declarações não nos ajudam mesmo nada. E o meu amigo está preocupado com a Dr.ª Manuela...
Percebo-o bem. Acaso não se chama Abrantes? Ou é só um problema de dislexia mental?
Imagem de perfil

De Réspublica a 29.01.2010 às 18:48

Boa, como se a Doutora Manuela Ferreira Leite é que tivesse a culpa dos últimos 5 anos de incompetência governativa.
Sem imagem de perfil

De Façam o favor de desculpar, sim? a 29.01.2010 às 19:12

Pronto, pronto, a actuação da D. Manuela foi brilhante, gostam mais assim?

Nesse caso, é pena que não possam postar frases dela e tenham de ir buscar as de Campos e Cunha.
Imagem de perfil

De Réspublica a 29.01.2010 às 21:22

"É fundamental para o interesse nacional" recuperar a confiança dos mercados financeiros"
Manuela Ferreira Leite
(Se quiser mais é só dizer)
Sem imagem de perfil

De Digo, esteja descansado a 30.01.2010 às 10:07

Digo para ler o último post de sexta-feira, 29 de Janeiro de 1010, E DESTE PRÓPRIO BLOG.
Sem imagem de perfil

De (correcção) a 30.01.2010 às 10:48

(2010, evidentemente)
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 30.01.2010 às 02:20

Cinco Anos, Rés?


Cinco anos são os do Império Socrático!
Então o Consulado Guterrista?
E o Pricipado Soarista?

Maria da Fonte
Imagem de perfil

De Réspublica a 30.01.2010 às 11:00

Mas depois do só ares houve o Cavaco!!!
Os 5 anos de sócrates são os piores de sempre, nem o Salazar era tão mau.
Sem imagem de perfil

De Ai balhamedeus a 31.01.2010 às 10:56

Comparar Sócrates e Salazar não lembra a ninguém.

Sob o prisma das finanças públicas, Salazar era óptimo.

Mas nunca Salazar fez debates quinzenais (mais ou menos) na AR, que haja registo.

E depois e essencialmente, os tempos mudaram e muito.
Imagem de perfil

De Réspublica a 31.01.2010 às 13:42

Salazar só era bom em finanças porque sabia falsificar os dados financeiros, em que os juros da dívida pública não entravam no deficit.
Imagem de perfil

De Réspublica a 29.01.2010 às 18:46

É o Estado de Portugal... pobre Min . das Finanças e depois ainda perguntam ao homem se deixe o próprio ordenado, como é que tal seria possível, se ele está envolvido numa guerra... principalmente para nos fazer a todos mais pobres.
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 29.01.2010 às 20:30

O mercado financeiro sobreviveu à custa da injecção de triliões de euros a fim de cobrir os seus prejuízos e evitar o seu colapso, a sua falência.


Esse mesmo mercado financeiro, salvo com o dinheiro dos estados (o nosso dinheiro!), vira-se agora contra os estados que o salvaram!
Sem imagem de perfil

De Cfe a 29.01.2010 às 22:12



Nunca esqueça da velha máxima: "os bancos só emprestam dinheiro a quem já o tem."









Sem imagem de perfil

De Velho da floresta a 29.01.2010 às 23:59

O mercado financeiro é um gigantesco jogo de faz de conta, sempre que oiço falar em realidade virtual no campo da ciência informática, fico a pensar quando é que alguém com coragem e peso no meio mediático mundial, vem de uma vez por todas informar o mundo, de que o mercado financeiro é uma gigantesca aldrabice e que as previsões financeiras têm por base a mesma ciência das predições astrológicas. Ou seja se somarmos a totalidade REAL da riqueza mundial e depois a compararmos com a soma da riqueza ficcional financeira, veremos a incrível diferença de valor entre ambas. O capital não tem nação, tem apenas ambição e cada vez mais esta é desmedida e à custa dos estados.
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 30.01.2010 às 02:14

Caro Velho da Floresta

Quem teria coragem de denunciar este ridículo Jogo de Faz DE Conta, em que os políticos internacionais, vulgo Máfia, inventam uma crise financeira, para sacar milhões aos contribuintes, a fim de resolver uma Crise IMAGINÁRIA ? VIRTUAL?!

Virtual, como a Pandemia da Gripe dos Porcos, a famosa H1N1 .
Virtual, como o aquecimento Global, à custa da libertação de CO2 .
Virtual, como o degelo dos Himalaias em 30 anos. Virtual, como as armas de destruição maciça , do Iraque.

Vivemos uma farsa, que está a transformar a nossa vida num Inferno.

Mas quem terá A VOZ, e A CORAGEM de a DENUNCIAR?

Maria da Fonte
Sem imagem de perfil

De Velho da floresta a 30.01.2010 às 14:40

Cara Maria da Fonte, existem pessoas sérias um pouco por todo o mundo que fazem essa denuncia, infelizmente o problema é que essas pessoas não têm a projecção e a mediatização necessárias, para que esse tipo de aviso tenha impacto na opinião publica e seja levado a sério por essa mesma opinião publica. A ultima figura com esse perfil que anunciou ir tomar medidas, contra um desses agentes financeiros foi o J. F. Kennedy, que anunciou a intenção de eliminar o FED e criar um verdadeiro banco central estadual. Essa acção nunca foi realizada e o Kennedy está morto quase à 50 anos.
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 31.01.2010 às 03:18

Caro Velho da Floresta

J.F.K. ainda assinou a Ordem Executiva 11 110, antes de ser assassinado, embora nenhum Presidente depois dele, tenha tido a coragem de a executar, por razões óbvias.

A Reserva Federal fora idealizada por Paul Warburg, um Judeu alemão que emigrara para os E.U.A., em 1909, e que aí casara com a filha de Salomon Lock, da Casa Kuhn & Loeb, à época o maior Banco dos E.U.A..

Como os casamentos, neste caso são verdadeiros contratos financeiros dentro da mesma Família o irmão de Paul, Félix ,casou com uma das filhas de Jacob Schiff, o segundo maior Banqueiro dos E.U.A.

A criação da Reserva Federa, foi decidida numa Reunião Secreta, como é hábito da Família, no final de 1910 na Ilha de JECYLL, na Geórgia.

Et Voilá!

Depois de alguns contratempos, no final de 1913, o Senado aprova a criação da dita Reserva Federal, e o Presidente Wilson, promulga-a rápidamente.

A Reserva Federal recém nascida e assume o controle dos E.U.A., com DIREITO A EMITIR MOEDA, que empresta aos Banqueiros de Nova York, ao Juro de 3%.
Esta MOEDA, é depois emprestada ao Governo Federal ao Juro de 7% a 8%.

Simples!
Para quem milénios de experiência!

No ano seguinte, em 1914, o Arquiduque da Áustria, Francisco Fernando e a Aquiduquesa Sofia, são assassinados em Sarajevo, e começa a 1ª Guerra Mundial.
Mais uma limpesa étnica!

A Reserva Federal ampliara os seus domínios .
Até que em Junho de 1953, o Presidente J. F. K., avisa que lhe vai dar um fim.

O fim do Império da Família!
Dos Rothschild, dos Warburg, dos Rockfeller, dos Morgan, dos Kuhn & Loeb e dos Schiff.

Uma esperança para a Humanidade!

Não foi!

John Kennedy, foi assassinado em Dallas no dia seguinte.

Maria da Fonte
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 30.01.2010 às 10:00

Oh, não! Não me tirem o défice! Eu não sei viver sem ele!
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 29.01.2010 às 21:16

Lógico. Como bom português que é a culpa é sempre dos outros.
Sem imagem de perfil

De Como? a 30.01.2010 às 10:52

O mercado financeiro português, como já Fernando Ulrich declarou, não tem culpa nenhuma na crise.

Nem podia, não tem dimensão para isso.

Só se estão a falar dos buracos BPN e do BPP, mas isso é outra história.
Sem imagem de perfil

De Maria da Fonte a 30.01.2010 às 21:47

Pois!

Por cá ninguém viu nadam, nem ouviu nada, nem tem culpa de coisa alguma!

A culpa foi da Bolha!
Desta vez parece que foi a Bolha da Construção nos EUA.
Deve ter rebentado de tão inflacçionada que estava!

E deve ter apanhado com os estilhaços a Lehman Brothrers, que coitadinha parece que faliu, levando tudo em cascata.

A realidade, é que a pobreza se generalizou, e a Terra ,como sempre, cada vez é mais destruída.

E seja qual for a Bolha que rebentou, é uma Bolha, tão verdadeira, como o degelo dos Himamaias!!!
As consequências, essas sim é que são reais.
Mas como sempre, nunca atingem os causadores!

Maria da fonte

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Costa, Costa! Então já não há um pouquinho de verg...

  • Anónimo

    O Costa é Costa, o Costa é hipócrita e demagogo, o...

  • Anónimo

    O peixe oficial é mais raia que o parta.Henrique P...

  • Anónimo

    Caro senhor, o Henrique Pereira dos Santos tem vin...

  • Pedro Nunes

    Já tinha saudades de ler os textos do Henrique.


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D