Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tomar partido

por Pedro Correia, em 29.07.06
Algumas das personalidades que se reclamam da "equidistância" no actual conflito israelo-árabe fazem-me lembrar aqueles que nos anos 70 e 80 gritavam nas ruas europeias: "Nem NATO nem Pacto de Varsóvia." Como se pudesse haver equivalência moral e política entre sistemas democráticos e totalitários. Não tomar partido, em diferendos como este, equivale a apoiar quem tem menos razão. Cometem-se crimes de ambos os lados? Certamente que sim: toda a inocência se perde em tempo de guerra. Mas, tal como Pacheco Pereira aqui nos advertia a propósito das recentes teses revisionistas sobre a Guerra Civil de Espanha (1936-39), toda a equidistância é imoral quando está em causa um conflito entre a legitimidade democrática, ainda que musculada por uma questão de sobrevivência, e a pura lógica do terror que faz tábua-rasa de básicos princípios civilizacionais. Basta recordar como o Comité de Não-Intervenção, durante a Guerra Civil de Espanha, beneficiou objectivamente os rebeldes de Franco contra as legítimas autoridades de Madrid. Quando recusamos optar entre um mal maior e um mal menor, acabamos - mesmo sem querer - por fazer a pior das escolhas.



14 comentários

Sem imagem de perfil

De AM a 30.07.2006 às 16:44

"Como se pudesse haver equivalência moral e política entre sistemas democráticos e totalitários"
É impressão minha, que não percebo muito disto, ou a "democracia", imperfeita como só ela sabe ser, até vigora em Israel, no Líbano e na Palestina, com governos democraticamente eleitos em eleições livres?
O que está em causa, salvo melhor opinião, que não faltarão, não é um conflito entre a "legitimidade democrática" e "a pura lógica do terror", que é praticada pelos "dois lados", e que todos (?) condenamos, mas um conflito “politico por outros meios”, pelo direito do Estado de Israel (e já agora da Palestina, se não se importam…) a existir.
A tese da "equidistância moral" à "lá Pacheco", também não cola. Não há comparação possível com a guerra civil… civil, percebem... de Espanha.
Muito eu gostaria de ter assistido aos alistamentos maciços na causa (“esquerdista”) da República, da nossa “direitinha"... olha para ela tão confortável... agora sentada ao computador, a largar postas (como bombas) nos blogs, e a “toma partido” por Israel!
Sinto-me um cobarde, na minha “equidistância”, ao vosso largo (nos vossos charcos), bravos guerreiros!
Que deus, que os deuses deles todos, me livrem da chantagem moral de ter que optar pelo "mal menor".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.07.2006 às 11:31

Um pessoa tem que tomar partido se for para ir para a guerra. Agora tomar partido para ver a coisa na tv, ena .. que grande coragem! Que grande resoluçao de vida! Que perigo.

Porque nao dizem mas é a razao verdadeira porque o fazem? Dizem que tomam partido por X, porque assim os adversarios politicos é porque se nao apoiam x, apoiam y. Neste caso os terroristas. Dizem que o adversário está com o terrorista.

A cobardia é tomar partido só para chamar terrorista ao adversario politico. Triste direita!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.07.2006 às 00:24

ah sim, tomo partido sim, grande blog.
Sem imagem de perfil

De sabine a 29.07.2006 às 21:38

Como faço parte do clube dos que nao tomaram partido, ja estava à espera de criticas dessas. Ainda assim, você tendo razao, mantenho a minha opiniao.

Comentar post


Pág. 2/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • AVS

    Inequivocamente a política está inserida no domíni...

  • balio

    o Rei é e um Presidente da República está. E nunca...

  • Júlio Sebastião

    O António José Seguro começou a dar aulas de mestr...

  • Anónimo

    Há sistemas baseados no voto que não são democráti...

  • Elvimonte

    Já dizia Eça: "Os partidos elegem-nos e nós votamo...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D