Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu, o etéreo.

por Tiago Moreira Ramalho, em 30.11.09

A Fernanda Câncio (olá Fernanda), diz que não me conhece. Eu também não a conheço. Vi-a uma vez com uma gabardina amarela (linda gabardina) num Prós e Contras em que parecia estar a contra-gosto e a perguntar a juristas se tinham lido o Código Civil (nunca se sabe). Também a vejo naquela foto do twitter, em que está muito Obama (muito bem, diga-se, Fernanda). Enquanto escrevo estas linhas, brincando um pouco com a Fernanda (ó Fernanda, não leve a mal, que eu sou só traquinas), pergunto-me se ela não me levará a mal as maiúsculas. Acho que não. A Fernanda é tolerante (não é, ó Fernanda?). Agora prosseguindo para a resposta à mais ou menos pergunta que me deixou, Fernanda, deixe-me dizer-lhe que a falha é realmente minha. Sou péssimo na expressão e não me faço entender. Já pensei em dedicar-me ao desporto, mas tenho canelas fracas e enquanto me deixarem sentar a esta mesa, cá vou ficando – se me mandarem levantar, não me aguento. O que eu digo, Fernanda, é que «algo não está bem» quando uma pessoa ou um grupo de pessoas utiliza o anonimato para defender um partido. Porquê? Bom, eu julguei em tempos que isto não necessitava de explicação. Era assim um axioma à Kolmogorov. Precipitações. Por uma questão de integridade, Fernanda. Porque as minhas defesas, quando têm como objectivo convencer ou, pior, manipular alguém, têm de estar a mim associadas, pois sou eu o responsável por todas as suas consequências. E por coragem, Fernanda, que eu gostava de ser do tempo em que os homens e as mulheres se batiam, ó utopia, pelas suas ideias de peito aberto e cara a descoberto. Porque eu, Fernanda, assino o que escrevo e sobre o que escrevo respondo, tal como a Fernanda, aliás, e não me parece nada bem que haja gente – certa gente – que não responde pelo que escreve, achando-se no direito de passar entre a chuva sem que nenhuma gota lhe caia na testa. E isto que digo não é só para um dos lados, nem tampouco é apenas para os defensores de um dos lados. Há gente desta dos dois lados, de todos os lados, e eu não leio nenhum e apenas rezo ao meu altar pagão para que eles não me chateiem como tantas vezes fazem. E não, ó Fernanda, não coloco o insulto e a defesa de programas políticos no mesmo patamar. Aqui já não é problema meu, que nunca escrevi isso. Apenas disse que em ambas as situações algo estava mal.
Quanto a saber quem sou, ó Fernanda, isso é fácil. A Fernanda adiciona-me no facebook e vê logo uma foto que eu lá tenho, com um sorriso enorme. Ou então eu mando-lhe – para o e-mail, que sou tímido – os clips em que fui gravado a falar com dois digníssimos políticos da nossa praça, em conferências bem desagradáveis – ó arrependimento! –, que assim fica logo a saber da minha fisionomia. Em último recurso, sempre me pode convidar para um cafezinho (sou muito moderno, não me importo de ser convidado por uma senhora) ou «colar-se» (que horror, uma senhora não se «cola», mas não me sai palavra melhor) a um cafezinho do Corta-fitas ou do Aparelho de Estado, que são sempre muito agradáveis, como eu, aliás.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)



12 comentários

Sem imagem de perfil

De A. Pinto Pais a 30.11.2009 às 20:25

Excelente texto. Parabéns! V., de vez em quando, acerta. :)
Sem imagem de perfil

De DEZOITO! a 30.11.2009 às 20:44

18 Fernandas num post? Isso só pode ser paixão assolapada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2009 às 22:19

"coragem"? "defender ideias de peito aberto e cara a descoberto" Cum raio. Isto faz de escrever ideias num blogue ou numa caixa de comentários uma espécie de batalha de aljubarrota permanente. Ah catano!

Olá, chamo-me Pedro (nunca se sabe) e sou um cobardolas de um comentador anónimo que nem tem página de facebook. Enquanto isso não acontecer, e para não deixar a minha familia cair na lama por causa da pusilanimidade do parente, vou-me abster de de dizer se acho que este governo é bom ou mau.

Sem imagem de perfil

De Livra! a 30.11.2009 às 23:04

E eu vou-me abster de fazer comentários sobre a namorada do primeiro-ministro.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 30.11.2009 às 22:46

estou comovido com as duas cartas de amor... diga-se que o titulo da dela era mais pujante.
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 30.11.2009 às 22:47

não metas o SIS atrás de mim, homem.
Sem imagem de perfil

De Frame - Ness a 30.11.2009 às 23:24

loOoL
Sem imagem de perfil

De deus me livre a 30.11.2009 às 23:55

Que conversa de chacha...
Sem imagem de perfil

De PDuarte a 01.12.2009 às 01:15

só para quem não conhece corporeamente o Tiago:
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

só para quem não conhece corporeamente o Tiago: <BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ oultimopingo.blogs.sapo.pt 154274.html
Sem imagem de perfil

De Fogo! a 01.12.2009 às 10:48

Fogo, eu não conheço o TMR e não tenho interesse nenhum em conhece-lo corporeamente.
Sem imagem de perfil

De João Neto a 01.12.2009 às 22:19

O tema (a namorada do 1º ministro) é no mínimo desinteressante.
A prosa, essa, é muito boa!
Sem imagem de perfil

De João a 07.12.2009 às 01:11

Conversas sobre namoradas de primeiros-ministros são sempre boas. Ainda mais com primeiros-ministros modernos e contemporâneos, que vestem moderno e contemporâneo. Ela própria, usando traje também sempre moderno, é uma senhora adulta e jovem. P'rá frente. E escreve muito bem, ela. A f.. Linda.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Por isso desenvolve sistemas de fiscalização para ...

  • Nuno

    "Descobri-o" quando li "Portugal: Paisagem Rural" ...

  • Anónimo

    Sr.Lavoura como de costume só lavouradas!A "famigl...

  • Anónimo

    devem ter  importado parte das noivas de Sant...

  • Anónimo

    as pessoas não existem para servir 'o estado a qui...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D