Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há de haver

por Tiago Moreira Ramalho, em 30.11.09

Há um dia enganei-me na aplicação de um «à». Escrevi «há». Ó sacrilégio. Então não é que um Magalhães, sim, daqueles que tinham erros ortográficos, me fez a gentileza de notar e, pelo caminho, de me ridicularizar? Acredite, preclaro leitor. Aquela malta julga-se extremamente erudita com a sua capacidade transcendente para o fellatio e para a aplicação de toda uma variedade de técnicas a nós transmitidas pelos nossos queridos asiáticos. A sua erudição é especialmente notória na hora do gemido pedinte e no gemido de agradecimento. Há que dizer que não é só ali, ó leitor, que isto acontece. Na blogosfera a malta pensa que escreve bem e quando cata um erro pula em cima dele, qual infante com carências afectivas e sem muito com que se entreter. Já está corrigido, ó bófias da língua. Vou precisar, um dia, dos vossos serviços para quando o acordo entrar em vigor à séria. Claro que o supracitado é um anónimo, como não podia deixar de ser. Infelizmente é dos anónimos asquerosos que não fazem falta nenhuma e que só vou lendo porque morreram de amores por mim e o twingly manda-me terríveis avisos de chatice costumeira. Imundos bichos de secção partidária, percebam isto de uma vez por todas: eu não estou a fim: não se cansem a chatear-me, que o efeito é contrário ao pretendido. E agora prossigam com os vossos rituais que bem que podiam ser secretos, a bem da higiene mental de um povo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



11 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2009 às 19:07

O 25 de Abril foi feito para cada um poder fazer fellatios e cunnilingus à sua vontade.
Sem imagem de perfil

De Lutz a 30.11.2009 às 19:14

Tentativa vã de emendar o não emendável! O Tiago Moreira Ramalho está uma vez por todos identificado como parolo. Se tivesse tido berço, nunca-lhe teria ocorrido o erro.
Para isso serve a gramática: de separar o trigo do joio. Quanto ao Tiago, estamos conversados.

Só me resta deslinkar o Corta Fitas.
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 30.11.2009 às 19:46

Desculpe-me, então. Isto já começa a ser insuportável, que os comentários, regra geral, não têm ponta de ironia e depois de chegar a casa e ver uma data de coisas à conta, chiça!, de um «há conta», já nem equaciono a possibilidade de os outros não serem totalmente atrasados.

Um abraço
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 30.11.2009 às 19:48

Desculpe-me, então. É que os comentários, regra geral, não têm ponta de ironia e à conta, chiça!, de um «há conta» já li tanta barbaridade que por momentos esqueci-me que há pessoas normais.

Um abraço (retirei o post).
Sem imagem de perfil

De Lutz a 30.11.2009 às 20:01

No problem. :)
Já agora, em texto directo:
Ando nisto dos blogues há 6 anos, e não tenho conta de quantas vezes já tive a sua experiência. E acho mesmo que, além dos quem simplesmente necessitam de alimentar o seu ego ao corrigir os outros, haja ainda os que vêem e usam essas coisas como meio de distinção de classe. (Na Inglaterra é a pronúncia.) Posso perdoar o primeiro motivo, mas não tenho pachorra nenhuma para o segundo.
Um abraço.
Sem imagem de perfil

De São os exemplos que nos dão a 30.11.2009 às 19:55

Deixe lá. Temos tido governantes que se têm saído com cada uma...

Por exemplo, o Jorge Coelho, em plena AR: «Vocês ainda hadem ver...»

E hoje está CEO da Mota-Engil, e farta-se de comer robalos...
Sem imagem de perfil

De anónima a 01.12.2009 às 03:06

Caro Tiago Moreira Ramalho,

Não se zangue. Há outros erros afins que pululam pela blogosfera. E que também a mim me revoltam. Lembro-me do colégio de freiras onde estudei. Na antiga 3ª classe, um dia, durante um ditado escrevi um verbo qualquer + -mos. A prof. obrigou-me a escrever 100 vezes:

mos nunca se separa
mos nunca se separa
....

A língua portuguesa era sagrada e os erros ortográficos imperdoáveis.

Acredito que esta polémica, depois de passada a revolta, lhe vai trazer benefícios. A mim há muitos anos trouxe. Nunca mais esqueci que mos nunca se separa.

Passe bem!

Sem imagem de perfil

De Grammar nazi a 01.12.2009 às 13:56

"(...) percebam isto de uma vez por todas: eu não estou a fim: não se cansem a chatear-me (...)"

agora foi a pontuação.
Sem imagem de perfil

De David a 01.12.2009 às 20:05

Os rapazes da CC são um bocado caceteiros e demagogos e você fez-lhes o favor de descer ao seu nível por via de uma "guerra" sem importância. "À" toa e "há tempos" andam eles. Deixe-os pousar, como dizia a malta nos idos de 74/75, mas noutro contexto, claro. Na altura foi o que se viu.
Sem imagem de perfil

De senhorasimplicia a 01.12.2009 às 22:00

Já agora: "a sério" e não "à séria".

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.12.2009 às 01:00

José Magalhães, ex-militante do PCP, actualmente militante do PS. É também Secretário de Estado da Justiça, tendo sido no anterior Governo Secretário de Estado da Administração Interna. Na minha opinião, anónima, ficou conhecido do grande público enquanto comentador do programa Flashback, antecessor da Quadratura do Círculo.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D