Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Criticar não é lançar à fogueira

por Pedro Correia, em 21.10.09

José Saramago critica tudo e todos: está no seu direito. O que não faz qualquer sentido é o escritor - ou alguém por ele -, ao receber críticas igualmente legítimas, queixar-se de estar a "ser alvo de um processo inquisitorial". Só em ditadura existem concepções deste género. Mas foi precisamente esta a expressão que ouvi três vezes esta noite, na RTP N. Na óptica do canal público, criticar, quando o visado é Saramago, não é simplesmente criticar: é desencadear "um processo inquisitorial".

Seria do mais elementar bom senso a RTP não empregar estas expressões de forma leviana: criticar um escritor, por mais duras que sejam as críticas, nada tem a ver com a fogueira da Inquisição. Mas provavelmente isto é exigir de mais à RTP.



34 comentários

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 21.10.2009 às 22:46

Não que tenha muito conhecimento dessa época, mas pelo que oiço falar, cá em casa nomeadamente, parece que ele não estará impoluto para atirar a primeira pedra.Refiro-me ao " consulado " no Diário de Notícias.
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 02:52

Cara Cristina estou a ver que na sua casa e perdoe-me a intromissão a cultura democrática não é devidamente aplicada porque os seus pais só lhe contaram um lado da história desse caso, para julgamentos correctos convém sempre os dois lados do conflito serem ouvidos, já viu se a justiça fosse assim, que tipo de justiça seria?Completamente parcial o que não é de todo correcto, ou para si é?
Sem imagem de perfil

De Pan a 22.10.2009 às 09:22

Os dois lados do conflito? Quer então dizer que tinham de ouvir o Saramago mais os que ele saneou do DN mais todas as vítimas das tropelias que ele lá praticou.
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 10:06

Exactamente ouvir os 2 lados da questão, Ou você só costuma ouvir um dos lados quando existem conflitos.Tropelias é a sua opinião não tem que ser necessariamente a realidade.
Sem imagem de perfil

De Pan a 22.10.2009 às 10:18

Eh Eh Eh
Sem imagem de perfil

De Bom dia, D. Cristina Ribeiro a 22.10.2009 às 09:31

Estimada D. Cristina, recomendo-lhe o acesso a http://dn.sapo.pt/inicio/interior.aspx?content_id=620488.

Vai ver como lá em casa tinham razão...
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 10:24

Cristina já agora aproveite e leia o editorial do dn hoje que fala sobre esta polémica recente.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 22.10.2009 às 11:38

Bom dia, Caro Anónimo! Agradecida pelo link, que vou seguir, para melhor me inteirar do assunto, porque, muito ao contrário do que pode pensar o Peter, a cultura democrática, por aqui existe; está de boa saúde, e recomenda-se.
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 13:22

Cara Cristina não me entendeu eu não referi falta de cultura democrática aqui neste blog, mas e perdoe-me a indiscrição novamente mas na sua casa onde lhe disseram que o Saramago fez isto e aquilo no dn, eu agora perguntou-lhe você já alguma ouviu a versão dele desses factos, é que até hoje tanto na televisão,nas rádios e nos jornais só se ouviu a versão contra ele.E quando eu falo em cultura democrática é precisamente isso tem que se ouvir sempre ambas as partes,capisce ragazza?Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 22.10.2009 às 19:04

Sei o bastante do PREC, onde o dito senhor navegou, para duvidar - duvidar? Não. Ter a certeza! - da " cultura democrática " do nobelizado amigo de ditaduras, tais como as cubanas, e demais " compagnons de route ". So...
O referido artigo mostra, à saciedade, a quem não sabia certos pormenores, como eu, qual é essa cultura...

P.S. E entendi-o perfeitamente quando falou na falta de cultura democrática...
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 21:46

Minha cara fala muito mas pouco conteudo e de concreto apresent,a simplesmente limita-se a afirmar o que os outros dizem sobre o assunto. Certezas minha cara na vida só há uma a morte.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 23.10.2009 às 12:13

Isto de se tentar desmentir o indesmentível é uma chatice, não é, Peter? Ter de se lançar mão de " argumentos " bacocos...; mas olhe, e como diz o comentador seguinte, " enfim " :é vida...
Sem imagem de perfil

De Peter a 23.10.2009 às 14:37

Desmentir o indesmentível lol, mas a minha amiga quer falar do PREC, então vai saber isto o meu pai nesse período era funcionário do PC em Viseu juntamente com a minha mãe e eu com poucos meses de vida dormia muitas vezes num berço no centro de trabalho local.Certo dia os meus pais deixaram-me por momentos nesse edíficio para irem às compras e quando regressaram o edíficio estava em chamas, tinha sido atacado com cocktails molotov, agora imagine o que é que não passou pela cabeça dos meus pais, felizmente o meu pai conseguiu me salvar como é óbvio senão não estava aqui. Dezenas de ataques destes existiram neste país a centros de trabalho do PCP. Diga-me lá quantos comunistas é que atacaram sedes do ps,psd ou cds?E como estes há muitos outros episódios que os historiadores oficiais ignoram porque a história minha cara é escrita pelos vencedores, mas isso não fez dela totalmente verdadeira, mas olhe acredite naquilo que você quiser que eu sinceramente já me estou pouco borrifando, depois quando as desgraças lhe atingir à porta como tem acontecido a muita gente que eu conheço não se venham queixar porque eu avisei e muitas vezes.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 23.10.2009 às 16:59

Quer que lhe conte uma " história " muito edificante? Era eu pequena, mais as minhas irmãs, e o meu pai foi, com os meus irmãos, mais velhos, a um comício do CDS, no Teatro Jordão, em Guimarães; passado pouco tempo, depois deles terem saído, recebemos um telefonema de um amigo, que vivia ali perto, a dar-nos conta do pandemónio que por lá ia; e nós, as raparigas, agarradas à minha mãe, a chorar, a ouvirmos os tiros pelo telefone. Os meus safaram-se depois de terem rastejado por debaixo dos carros...; a desgraça bateu à porta de outros.
Sem imagem de perfil

De Peter a 23.10.2009 às 20:11

Minha cara não me vá levar a mal mas em Guimarães pouca ou nenhuma implantação havia do PC e seguramente não era através de tiros que se conquistavam as populações, portanto quem cometeu esses actos não foi gente do PC mas provávelmente de partidos esquerdistas (pequeno burgueses com tiques de rebeldia inconsciente) que havia e muitos nessa altura.Esses sim cometeram graves actos mas como usavam foice e martelo nos seus símbolos confundiam as populações e os adversários do PC (ps/psd) aproveitavam para meter todo no mesmo saco e deixar o PC mal visto. Curiosamente as pessoas que integravam esses partidos hoje fazem parte em grande número do ps e do psd ( é a recompensa pelo trabalho de sapa naquela altura) e outros altos cargos em estruturas do estado. A ana gomes, o santana lopes, o durão barroso, o ferro rodrigues, a maria josé morgado e o seu marido saldanha sanchez, isabel do carmo etc.etc. Numa estratégia bem estruturada e já aplicada noutros países pela CIA para descredibilizar os partidos comunistas.Não é por acaso que nessa altura o Carlucci foi nomeado embaixador dos e.u.a em Portugal, um alto cargo dessa agência norte-americana. Veja ou reveja o filme JFK do Oliver Stone e esteja particularmente atenta ao modo como a CIA derrubava regimes e descredibilizava Partidos Comunistas desde o final da II Guerra Mundial, a parte do filme em que as personagens do Kevin Costner e do Donald Sutherland se encontram junto ao capitólio diz tudo. Os métodos aplicados em Portugal foram os mesmos.
Sem imagem de perfil

De Enfim... a 23.10.2009 às 09:23

E muito engraçado que aqui este tal de Peter só quer que se ouçam os dois lados da questão (expressão desajustada: como é que a D. Cristina ia ouvir o Saramago e os que no DN sofreram os desmandos dele?) quando não se fala da URSS e do apoio que os estalinistas do PCP sempre lhe deram. Chegaram a apoiar uns generais que tentaram um golpe de estado contra o Gorbatchov! Nesse caso, mostra a nhurrrice característica do pessoal do partido que já vai em 5º lugar e só quer saber da «opinião» da Soeiro Pereira Gomes.
Sem imagem de perfil

De Peter a 23.10.2009 às 16:33

Olha olha mais uma criatura intelectualmente desonesta. "(expressão desajustada: como é que a D. Cristina ia ouvir o Saramago e os que no DN sofreram os desmandos dele?) " Simples pedia para falar com ele não custa nada é telefonar para a sua editora e pedir o seu contacto, porque as suas supostas vítimas tiveram direito de aplicar a sua versão nos media o Saramago não, realmente a sua versão de escrutinar a história é deveras democrática.Estalinistas no PC!? Começo a ficar preocupado consigo não me diga que abriram um gulag na Atalaia? E você deve ter apoiado a invasão do vietname,iraque etc.etc. 5º lugar!? ò filho há mais marés que marinheiros.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 22.10.2009 às 12:12

Caro Anónimo: não sei se ficou registado o comentário em que lhe desejo um dia bom ( é que não o vejo ), e, entretanto segui o texto, muitíssimo elucidativo - " Quando Saramago exigia ' violência revolucionária ' ", e estamos conversados...
Obrigada, por tão preciosa informação.
Sem imagem de perfil

De APC a 21.10.2009 às 23:08


Não se pode dizer mais em tão poucas palavras PARABENS !
Sem imagem de perfil

De milodon a 21.10.2009 às 23:26

Então devia ter visto a Judite Sousa na RTP1 a querer à força toda abastardar a conversa com o ser ou não português e outros mimos. Valeu a capacidade intelectual e o bom senso de Saramago
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 03:11

Por falar nessa entrevista gostei muito da questão da judite sobre qual a reacção dos católicos em espanha sobre este assunto e da resposta do Saramago. É que apesar de algum conservadorismo tb bem patente nos católicos espanhóis são bem mais tolerantes que os portugueses, e eu pessoalmente passei por essa experiência quando tive oportunidade de passar as férias da Páscoa em Cáceres há uns anos atrás em que assisti a procissões desde 5ª até domingo na semana santa. Os espanhóis com que tive oportunidade de falar demonstraram sempre 1 grande carinho pelo Saramago independemente nas alfinetadas que este dá na igreja católica e de ser comunista. Já os portugueses quais virgens impolutas não se pode dizer nada, nem se por em causa nada, é absolutamente tabu. E agora até os judeus ficam todos ofendidos.Sinceramente que país mais mesquinho é este.

P.S. O Homem aceitou 1 debate sobre o assunto estou para ver cara a cara olhos nos olhos quem é que vai conseguir com seriedade intelectual refutar o que ele diz.
Sem imagem de perfil

De Atenção a 22.10.2009 às 09:02

Quem veio pela primeira vez com a conversa de renunciar à nacionalidade portuguesa foi o PRÓPRIO SARAMAGO, pelo que ele agora ficar tão indignado com a coisa é típico da sua arrogância.
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 10:45

Para quem se denomina atenção o meu amigo/a anda um pouco desfazado da realidade.Sim o Saramago chegou a referir que possivelmente poderia renunciar à nacionalidade portuguesa agora tem é que é verificar em que contexto é que ele referiu isso. Em 91 quando o sousa lara (secretário de estado da cultura do governo do psd liderado pelo cavaco silva) impediu a obra Evangelho segundo Jesus cristo do escritor de concorrer a 1 concurso literário por motivos ideológicos e religiosos o autor sentiu-se indignado e proferiu tais palavras, portanto meu caro/a não se trata de arrogância mas sim de dignidade e de liberdade de expressão. Aliás nesse período de governação o caso do Saramago não foi virgem das interferências ideológicas e religiosas por parte daquele governo.O humorista Herman José que não é nenhum comunista tinha 1 programa chamado Humor de Perdição que era transmitido pela rtp a única estação televisiva na altura. Em todos os episódios o Herman fazia um sketch sobre figuras ou acontecimentos históricos caricaturando as mesmas. O problema foi quando 1 desses sketches foi sobre a última ceia, caiu o carmo e a trindade e o governo obrigou a rtp a cancelar o programa do Herman.Grandes democratas não haja dúvida.
Sem imagem de perfil

De Haja Decência a 22.10.2009 às 11:32

De Atenção:

Se não consegue perceber a diferença que existe entre uma pessoa por em equação tomar uma determinada atitude ou, pelo contrário, que lhe seja exigida uma decisão, mesmo que essa decisão seja semelhante, então não vale apena discutir. Não é?

Esta nuance é tão só um dos aspectos que marca a diferença entre liberdade e ditadura.

Que se saiba o deputado europeu, eleito nas listas do PSD, não foi investido na tutela de direitos do cidadão. Numa república existem cidadãos; súbditos só na Monarquia ou em algumas sociedades tribais.
Sem imagem de perfil

De O resto é conversa a 22.10.2009 às 17:30

Tomei em devida nota que não negou (nem podia)que o próprio Saramago equacionou renunciar à nacionalidade portuguesa.
Sem imagem de perfil

De texto de Eduardo Dâmaso a 22.10.2009 às 10:25

...Rita Rato, do PCP, em entrevista à revista ‘Domingo’, do CM, publicada na última edição. O que pensa a deputada dos campos de trabalho forçados na URSS, vulgo ‘Gulag’, em que morreram milhares de pessoas? "Não sou capaz de responder porque, em concreto, nunca estudei nem li nada sobre isso." Bom, mas a coisa foi bem documentada pela História, pergunta--se. "Por isso mesmo, admito que possa ter acontecido essa experiência... Aqui chegados, é melhor parar o baile. Falar de "experiência" quando se fala do ‘Gulag’ é a mais recente versão de negação histórica. A versão mais benévola seria pôr os ‘Gato Fedorento’ a perguntar ‘Gulag? Qual Gulag?’. A deputada, porém, não faz parte do elenco dos ‘Gato’ mas de um partido pouco dado a humor e em que este ‘desconhecimento’ da História seguramente a levará longe...
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 11:18

Há falta de argumentos foge-se para outras questões ok. Sobre essa alegada entrevista da Rita Rato tinha que a ler 1º para confirmar o que diz porque não sei se o que me está a dizer é verdade ou não.Mas de uma coisa sei eu o gulag já existia antes da União Soviética e era utilizado pelos czaristas para castigar os inimigos desse regime imperial nomeademente os comunistas.Curiosamente o escritor soljenitsin que tornou célebre o gulag era czarista e antes da União Soviética existir ele não se preocupava nada mesmo com o que se lá passava, só quando passou por isso é que ficou indignado,portanto moral ele não tinha nenhuma. Outra coisa que me faz espécie é o que é o Saramago e os comunistas portugueses tem a ver com isso?Não me diga que foram estes que abriram o gulag.O pacheco pereira era maoista não me diga que ele era responsável pelos crimes do mao-tsé-tung durante a revolucão cultural. E já agora por essa ordem de ideias o durão barroso esse grande contestário do ensino burguês que era maiosta tb é culpado por esses crimes e pelas mentiras recentes do george bush que levaram à guerra do iraque e que já matou mais de 1 milhão de pessoas.Conclusão o durão é um verdadeiro serial killer.Haja paciência.
Sem imagem de perfil

De Cheio de comunagem a 22.10.2009 às 17:26

Pois claro, a comunagem tuga, que tudo apoiou, desde a invasão da Checoslováquia até aos gulags, aos hospitais psiquiátricos, às deportações para a Sibéria, não sabia afinal de nada. Do massacre de Katyn, sempre negado pela URSS e só agora reconhecido pelos líderes da Rússia, na Soeiro Pereira Gomes nunca se ouviu falar. Nem o Saramago sabia, coitado, nessa altura era praticamente analfabeto.
Sem imagem de perfil

De Peter a 22.10.2009 às 22:22

Meu caro cheio de comunagem apoiar a invasão da Checoslováquia sim tem razão, gulags não está a mentir,hospitais psiquiátricos na União Soviética eram bons sim senhor bem mais avançados do que cá.Deportações para a Sibéria houve mas o PCP nada tem a ver com isso.Massacre de katyn se você mesmo diz que só agora é que foi conhecido acha que o PCP nessa altura sabia, tenha mas é juízo, nessa altura o PCP era o único partido que fazia oposição em Portugal das duas uma ou o meu caro é fascista ou então é partidário desses partidos burgueses que nada fizeram para derrubar o fascismo em Portugal, portanto deixe-se de moralidades para cima de mim porque se você hoje tem liberdade para falar é porque muitos comunistas portugueses se sacrificaram por ela na clandestinidade sendo muitas vezes presos,espancados e torturados e muitos até assassinados.

P.S. Tb eu estou cheio de capitalistas exploradores e pseudo-intelectuais pequeno- burgueses que só olham para o seu umbigo e que não fazem nada pelo seu país senão viver á custa da exploração dos outros servindo de arautos dos interesses grande capital económico e explorador.
Sem imagem de perfil

De Que idiota a 22.10.2009 às 18:56

Ó meu grande palhaço, por favor inibe-te de escrever mais de duas a três palhaçadas por dia. Mais, francamente, não aguentamos.

Haja alegria! O riso é o melhor remédio.
Sem imagem de perfil

De p D s a 22.10.2009 às 11:23

Compreendo o sentido do seu post...

no entanto deixe-me ressalvar algumas diferenças, que "talvez" justifiquem as diferenças de abordagem.

- Saramago, escreveu um livro (que eu não li) e falou sobre o livro. Segundo diz versa sobre a Biblia, que na opinião "é um manual de maus costumes", etc etc etc.
Demonstrou uma opinião pessoal, concordemos ou não com ela,

Daqui, surgiu uma onda de indiganção colectiva ( quase diria "corporativista"), onde grande parte dos "indignados" não contradiz a opinião dele ( tipo: "Não concordo, pq a Biblia ao contrario do que Saramago diz, é ... e é ..., e é ...!"), o que se tem ouvido e visto é que a generalidade das respostas são :"Saramago devia mudar de pais", "Saramago está senil", "Saramago quer publicidade"...

Obviamente que "fogueira da Inquisição" é a toda a linha um exagero ( que não reflecte mais doque o sensacionalismo que tem feito parte do Jornalismo moderno, seja qual for o tema)...

...mas tambem me parece que as respostas e a suposta indignação sobre o "caim" e sobre as palavras de Saramago, tambem são exageradas !!
Imagem de perfil

De yulunga a 22.10.2009 às 16:03

E agora a Igreja manda acabar com o telejornal da RTP.
Sem imagem de perfil

De Cid, o Campeador a 22.10.2009 às 20:05

Há que dar um desconto ao camarada Saramago. Pois não devemos esquecer que estamos perante um velho estalinista recalcitrante, embora a avaliar por estas declarações mais pareça um atrasado mental com laivos de intelectual (o que se calhar vai dar ao mesmo). Honi soit qui mal y pense! ;)
Sem imagem de perfil

De jpt a 23.10.2009 às 07:36

Post muito certeiro

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foi precisamente isso que foi feito com o primeiro...

  • Anónimo

    É aquilo que se faz com os eucaliptos.Quando se co...

  • henrique pereira dos santos

    No fundo foi o que fizemos antes do último fogo, m...

  • Anónimo

    os novos deuses humanos querem contrariar a nature...

  • Susana V

    Interessante. Não seria mais eficaz deixar toda a ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D