Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Emoções básicas (63)

por Luís Naves, em 05.09.09

 

Síndroma de Pedro e o Lobo

A primeira semana de Setembro correu mal ao PS. Em vez do lançamento de uma campanha que com sorte levaria a uma vitória tangencial, os socialistas viram esboroar-se a sua estratégia de vitimização e controlo mediático. Agora, é bem visível a síndroma de Pedro e o Lobo: tantas vezes gritaram contra campanhas negras, que já ninguém acredita na inocência.
Acima de tudo, o PS subestimou o descontentamento da população. Faltam três semanas para as legislativas e o empate entre os dois maiores ou a ligeira vantagem do PSD apontam para um futuro bloco central (não digo coligação formal, mas por exemplo um governo minoritário que negoceia uma dezena de situações em que o grande derrotado se abstém no parlamento).
O bloco central está a diminuir e atingirá em breve o tamanho que justifica a grande coligação. A soma PSD e CDS terá dificuldade em reunir maiorias; idem para a soma PS e BE; desta vez, pode acontecer que o PSD ganhe, mas o primeiro grupo seja menor do que o segundo; (quem governava, com essa maioria de esquerda e vencedor de direita?).
O PC é previsível: é mais uma comunidade do que um partido; terá boa votação, mas está cada vez mais regional, confinado entre Lisboa, Beja e Évora.
O CDS tem o problema de ser uma facção do PSD fora do PSD, também regional, entre Viana, Aveiro e Viseu.
O bloco tem ainda de resolver a sua contradição interna entre marxismo e liberalismo, mas cresce onde há universidades.
Todos os pequenos vão eleger mais deputados, mas as vitórias devem ser insuficientes. O facto é que estes três partidos estão a especializar-se em nichos do eleitorado ou regiões.
E julgo que não haverá novas maiorias absolutas para qualquer dos grandes, pelo menos enquanto as pessoas se lembrarem destes quatro anos.
No fim da contagem, pode restar apenas a solução bloco central, formal ou tácito, com grande influência de Belém, em nome da crise.
Enfim, o sistema político está paralisado e pode levar bem mais de dois anos a definir outro mais eficaz.

Autoria e outros dados (tags, etc)



5 comentários

Imagem de perfil

De João Távora a 05.09.2009 às 15:53

Gosto da ilustração, caro Luís: da original versão animada em plasticina (?) de o Pedro e o Lobo de Prokofiev realizada por Suzie Templeton.
Abraço
Imagem de perfil

De Luís Naves a 05.09.2009 às 18:28

tirei da net, mas não vi o filme: esta animação deve ser muito boa...
Sem imagem de perfil

De carlos menezes a 05.09.2009 às 15:56

Muito bom texto. Parabéns!
A análise que faz é clarividente e focou alguns pontos em que eu próprio ainda não tinha pensado; boa análise e aguardemos para constatar se o que agora preconiza, poderá vir a tornar-se em realidade.

Cordiais saudações.
Carlos Menezes.
Imagem de perfil

De Luís Naves a 05.09.2009 às 18:32

Agradeço o seu amável comentário. Em relação ao texto, prefiro estar muito enganado. Seria bem melhor que o resultado das eleições desse origem a um governo estável e com capacidade para enfrentar as dificuldades do país.
Sem imagem de perfil

De Eu Topo-os a Todos a 05.09.2009 às 21:01

Entretanto, a dra. Manuela começou a dizer mabalarismos para a gente se esquecer da maladopreto. Parva é que ela não é.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Sem dúvida. A Constituição em vigor -obra de socia...

  • Anónimo

    Os meninos da geração dos "flocos de neve" são os ...

  • Anónimo

    Concordo com os comentários «Anónimos», vale bem a...

  • Anónimo

    Com o devido respeito pelas opiniões contrárias, e...

  • Anónimo

    A verdade não é determinada por um voto maioritár...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D