Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como será o amanhã?

por Duarte Calvão, em 04.09.09

Independentemente de se conseguir provar ou não que houve interferência directa de Sócrates no fim do jornal de sexta-feira da TVI (de ele ter criado um clima propício a que a decisão fosse tomada não restam dúvidas), já é certo e sabido que houve um interferência inadmissível, e até ilegal, da administração no jornalismo da estação, como aliás salientou Miguel Sousa Tavares no seu comentário desta noite na própria TVI. Com a direcção de Informação demissionária, com chefias e editorias a colocarem os lugares à disposição, como irão reagir os vários comentadores e participantes em debates da TVI e da TVI24?Será que irão seguir o exemplo de Vasco Pulido Valente, que já anunciou que se não serve para comentar às sextas também não serve para comentar às quintas e saiu do programa de debate que tinha com Rui Ramos e Manuel Villaverde Cabral?  Estes dois comentadores, bem como Nuno Morais Sarmento, Augusto Santos Silva, Francisco José Viegas, Francisco Teixeira da Mota, João Pereira Coutinho, António Peres Metelo, Miguel Sousa Tavares, entre outras pessoas conhecidas que participam em programas dos dois canais, quererão continuar a colaborar com um órgão de Comunicação Social onde quem manda na Redacção são os administradores?



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Vasco Rosa a 04.09.2009 às 01:05

A coisa é tão admissível que ninguém a esperava — e fica tudo dito. A gente sente-se de repente num plano inclinado, rumo ao declínio. Sem liberdade de imprensa, de opinião, de expressão, etc., não há verdadeira Política. É terrível isso, e eles nem se appercebem do que fazem — a todos?
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 04.09.2009 às 11:06

Isto por aqui está sinistro, meu caro. Fica onde estás, que é o melhor que fazes. Se calhar, um dia destes vou ter contigo.
Sem imagem de perfil

De cr a 04.09.2009 às 11:07

Desculpe lá Sr.Rosa, o " eles " é quem?

mais outro que deve estar a embarcar em teorias de cabalas...

É triste quando já ninguém se questiona com honestidade e segue encarneirado com as explicações mais simples...é até fácil e não desgasta tanto as meninges...
Sem imagem de perfil

De Vasco Rosa a 04.09.2009 às 11:59

Eles são os canalhas que v. quiser.

«Ministros» (enfim…) que se vanglorizam de gostar de «malhar» (sic) na direita, por exemplo.

Engenheiros pinóquios, governantes sem diagnóstico do país, sem pingo de cultura, cuja fama de corruptos nos meios ambientais apenas não é conhecida porque as pessoas que a podem testemunhar têm medo. Sabe, m-e-d-o!

Mas esse tempo de mentira e arrogância vai acabar em breve
Sem imagem de perfil

De cr a 04.09.2009 às 15:47

Qual medo Sr.Rosa??? qual medo...comprem um cão...
Não me faça rir e por acaso acha que isso alguma vez vai acabar? isso não é culpa dos governos, dos ministros, dos presidentes, sei lá que mais...desculpas esfarrapadas, isso nasce com as pessoas de carácter que preferem perder estatutos a deixarem enxovalhar-se...mas o que existe sim e sempre existirá, é um pôr a jeito, uma corrida aos tachos, de gente sem valor, mas que se acham importantes...nenhum governo vai impedir isso de acontecer, nunca....ou acha que sim?
A mentira a ignorância vai acabar? não me faça rir, isso é impossivel, só se banissem a raça humana...
Não seja utópico, caia na realidade...

Um mundo sem " esta " gente seria de facto muito melhor, estariamos assim numa espécie de vida celestial, beirando o paraíso, mas estranhamente igual...uns monos...
Sem imagem de perfil

De Vasco Rosa a 04.09.2009 às 16:50

Nada legitimiza o crime, a corrupção — nem a condição humana.

E estamos a falar de pessoas concretas que querem à viva força ser governantes de Portugal. E que tudo se permitem.

Eu assino com o meu nome. Outros não o fazem assim. CR deve ser tudo menos o seu. Comece por aí.
Imagem de perfil

De João Távora a 04.09.2009 às 19:14

Vasco: preciso falar contigo. Vê mail.
Abraço aí pra S. Paulo.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 04.09.2009 às 09:46

Grande embrulhada, de onde é possível extrair conclusões para todos os gostos. Inclusive o argumento de que esta palhaçada pode configurar um presente envenenado, precisamente para o senhor Sócrates.
Eu nunca votaria em Sócrates por inúmeras razões, tantas que não caberiam neste comentário. Mas se neste episódio e neste momento, Sócrates tivesse influenciado essa decisão - do que duvido - passaria a ter mais um motivo: o de não poder dar o meu voto a quem revelasse tamanha falta de discernimento.

Mas que esta história já está bem apimentada, lá isso está!
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 04.09.2009 às 11:10

O que é facto é que Sócrates e os socialistas, com as suas intervenções públicas contra o jornal de Manuela Moura Guedes, criaram um ambiente em que a administração de uma empresa de Comunicação Social toma decisões que julga agradarem ao poder ou pelo menos não o confrontar. Tudo o resto, como é óbvio, nunca será "provado"...
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 04.09.2009 às 11:51

Duarte Calvão:

A ter sido assim, e reatando a linha do meu raciocínio, então a dita administração é duplamente "burra" e inábil.

Primeiro, porque deveria ter antecipado o cenário de suspeição que agora está montado.
Depois, porque estaríamos perante um caso em que uma administração "estrangeira" se permitia interferir nos conteúdos de uma estação a operar em Portugal. E que conteúdos! Nessa hipótese, a embrulhada aumentaria de tom e passaria a ser uma grande trapalhada. De tal modo, que perante os seus accionistas só restaria, à dita administração, sair de fininho e com o rabinho entre as pernas...
De qualquer modo, a telenovela segue dentro de momentos.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • JPT

    O corrector do Word insiste em alertar para esse s...

  • henrique pereira dos santos

    As épocas de gripe são monitorizadas pela mortalid...

  • Anónimo

    Demolir, diz bem."Delenda Carthago est"!

  • Anónimo

    HPS, eventualmente já terá lido sobre este assunto...

  • Anónimo

    Não é uma criatura nada desprezível, não senhor......


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D