Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Analisando as opções

por Luís Naves, em 27.08.09

Acho que este texto do Pedro Correia, em Delito de Opinião, acerta no alvo. Se não houver maioria PSD-CDS ou PS-BE ou qualquer tipo de combinação entre estes dois pares que permita a aprovação de orçamentos de Estado, terá de existir uma grande coligação PS-PSD ou algum tipo de entendimento entre os dois maiores partidos que permita aprovar orçamentos de Estado. O resto é campanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 27.08.2009 às 16:30

Li "en passant" e deu-me a impressão de que o Pedro Correia mal fala no BE. Ou seja uma maioria governativa PS-BE não lhe passa pela cabeça, o que de resto é consistente com a posição do BE, que já disse que não fazia concessões, posição que, de resto, subscrevo e admiro.

Num aparte, tenho pena que esta posição seja de uma forma geral mal entendida, ao que me parece. Com a lingua inglesa era talvez mais fácil, já que distingue "politics" e "policy".
Creio que o BE não está disponivel para fazer "Politics" mas sim para apoiar "Policies", o que é diferente de considerar que são uma mera força "do contra". Mas isto é a minha interpretação.

Imagem de perfil

De Luís Naves a 27.08.2009 às 16:41

Concordo com o seu comentário. Se houver uma maioria PS-BE, então o bloco terá de viabilizar orçamentos de um governo minoritário socialista em troco de concessões políticas (é o que me parece), mas os socialistas poderiam tentar uma versão espanhola, fazendo acordos pontuais com o PSD e alternando com o bloco. A complicação ocorre se os agrupamentos CDS-PSD e PS-BE ficarem sem maioria. O governo minoritário resultante seria instável...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.08.2009 às 23:49

É como dizes, Luís: o resto é campanha.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.08.2009 às 23:49

Tem razão, LR. Quanto ao BE, tomo as declarações de Louçã pelo seu valor facial: não há motivo para as pôr em causa, o que torna o CDS o único partido, entre os de média expressão eleitoral, com alguma 'utilidade' para uma futura coligação. Mas tudo dependerá da percentagem que obtiver: pode não bastar para entendimento algum, com PS ou PSD.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Nahir Bantam Sêguroh

    com tempo arde tudo e resta só o granito esculpido...

  • João Sousa

    Extrapolar resultados (ou sondagens) de uma eleiçã...

  • Anónimo

    Grosso modo, os 5 partidos com um intervalo = ou &...

  • Luís Lavoura

    um infeliz acidente rodoviário é coisa para nunca ...

  • António

    Nem sei como há ainda quem leve o BE a sério. Um p...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D