Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Os 'grandes educadores' como o doutor Pacheco Pereira opor-se-ão sempre às iniciativas transparentes e assumidas que popularizem a política, que melhorem a informação dos cidadãos e tornem mais transparente a actividade dos partidos (...). Pelos vistos, para essa gente falta-nos a legitimidade que tinham os consultores brasileiros, americanos e espanhóis contratados às escondidas e pagos pela porta do cavalo. Eu, como, ao contrário do doutor Pacheco Pereira, nunca fui presidente de uma distrital partidária desse tempo, não consigo compreender por que os consultores estrangeiros que recebiam o dinheiro em cash tinham mais legitimidade do que têm, hoje em dia, as consultoras portuguesas que orçamentam, facturam e pagam impostos".

 

Luís Paixão Martins, Consultor da campanha eleitoral do PS, hoje, em entrevista ao jornal "i".

Autoria e outros dados (tags, etc)



11 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.06.2009 às 12:35

Mas Pacheco Pereira disse em algum sítio que "os consultores estrangeiros que recebiam o dinheiro em cash tinham mais legitimidade do que têm, hoje em dia, as consultoras portuguesas que orçamentam, facturam e pagam impostos"?

Onde foi que disse isso?
Imagem de perfil

De José Aguiar a 22.06.2009 às 15:57

Não, não disse. Releia a afirmação de Luís Paixão Martins e perceberá o sentido da frase.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.06.2009 às 12:37

Ou será que é isto: http://abrupto.blogspot.com/2009/06/entre-o-animal-feroz-e-manso-cordeiro-o.html que preocupa Luis Paixão Martins?


Sem imagem de perfil

De Blondewithaphd a 22.06.2009 às 16:18

E eis como, desde sábado, as loiras andam na berlinda. Eu cá vou achando cómico.
Imagem de perfil

De José Aguiar a 23.06.2009 às 11:12

Cara Loira com um Doutoramento, ajude lá a listar loiras no cinema, na música e no léxico comum:
1 - os homens preferem as loiras;
2 - loira burra (Gabriel o Pensador)
3 - mais uma loira para a mesa 3 (imperial ou fino, claro, que aqui somos sérios);
4...

Sem imagem de perfil

De A. Pinto de Sá a 22.06.2009 às 19:05

Esse LPM é de uma "seriedade" a toda a prova. Ficou assim desde que, em 1975, tomou conta da Rádio Renascença, em nome da UDP, e só com recurso à bomba foi possível devolvê-la à Igreja.
Nem toda a gente tem memória curta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.06.2009 às 22:46

Pinto de Sá, já que a sua memória é tão boa, lembre-nos lá o que andava Pacheco Pereira a fazer em 1975. E com quem ele andava. E o que defendia. Ainda se lembra bem disso, não lembra?
Sem imagem de perfil

De A. Pinto de Sá a 23.06.2009 às 10:05

Nesse tempo, eu nem sabia quem era o Pacheco Pereira, pode crer, Pedro.
Tinha mais, muito mais, que fazer, sabe? E fiz. Com êxito e benefício do País.
Imagem de perfil

De José Aguiar a 23.06.2009 às 11:05

Caro Pinto de Sá,

o País agradece-lhe.

Mas agora que sabe quem é Pacheco Pereira - releia as declarações de LPM. E perceba que o post era sobre o primeiro, e não sobre o segundo.

O Anónimo - coisa rara - percebeu (ou parece ter percebido).
Sem imagem de perfil

De A. Pinto de Sá a 23.06.2009 às 14:01

A que Anónimo se refere?
Alguém seguramente muito mais inteligente do que eu, deduzo.
Os meus parabéns, portanto, ao Anónimo.
(A tempo: o tema JPP não me interessa absolutamente nada, percebeu?).
Imagem de perfil

De José Aguiar a 23.06.2009 às 14:41

A um anónimo que perguntou onde é que JPP teria dito que "..." (é reler os comentários).

Quanto a JPP não lhe interessar, lamenta-se, porque é espécimen vivo dos primórdios do estalinismo.

Cumprimentos!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esse jornal, o Expresso, ou traz poesia ou noticia...

  • Anónimo

    Sr. João, o direito a abster-se é tão legitimo qua...

  • Pedro Picoito

    Não tem escrito direito e as linhas são muito tort...

  • EMS

    Essa edição do "Expresso" é de 1973. É natural que...

  • João Távora

    Com os problemas dos outros posso eu bem...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D