Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Emoções básicas (57)

por Luís Naves, em 23.05.09

 

O Independente

O final dos anos 80 e início dos anos 90 foi o período áureo do jornal Independente, que não tinha medo e na altura foi acusado de fazer jornalismo justiceiro, não me lembro se alguém usou a expressão jornalismo de sarjeta.

 Hoje, que o Independente está extinto e não incomoda ninguém, todos dizem que aquilo é que era.

 Sou jornalista e a minha escola não é aquela. Não acredito na forma demasiada agressiva e obcecada em criticar o poder. Não estou a tentar valorizar. São estilos diferentes: aquele em que me revejo tem o defeito da timidez, o outro morde imediatamente.

Daquilo que tenho visto dos jornais de sexta-feira da TVI, penso que os autores tentam reproduzir em televisão o jornalismo do estilo do Independente.

Recuso a ideia, que alguns pretendem fazer passar, de que aquilo é “jornalismo de sarjeta”, e critico o ataque ao direito de perguntar que o bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, fez ontem em directo. Quando as pessoas se ofendem muito é porque os jornalistas tocam nos nervos de uma sociedade. O poder tentará limitar a sua acção, pondo em causa a liberdade de informar. São usadas pequenas fórmulas que desacreditam as notícias: “sarjeta”, “situacionista”, as que estão na moda. A profunda crise da imprensa também ajuda. Felizmente, no caso do jornal de sexta-feira, a técnica da contenção parece ter resultados inversos aos pretendidos: o facto é que toda a gente viu a peixeirada de ontem, portanto, toda a gente estava a ver o jornal de Manuela Moura Guedes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



17 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.05.2009 às 10:23

Perguntinha inocente: se, no que toca à Ordem dos Advogados e ao seu Bastonário, o jornal de sexta-feira da TVI e Manuela Moura Guedes têm praticado tantas faltas à verdade e procedido a tantos julgamentos sumários, para não falar nas descaradas infracções ao código deontológico do jornalismo, MP, que deverá ser o primeiro a acreditar na resolução destes problemas pela via judicial, já lhe pôs algum processo ou ainda pondera?
Sem imagem de perfil

De Álvaro Pires a 23.05.2009 às 15:42

Importa-se de concretizar as "descaradas infracções ao código deontológico", a que se refere?
Porventura sabe do que está a falar? Ou é apenas mais um cultor do "jornalismo" rastejante tão do agrado do poder do momento?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.05.2009 às 16:07

Foram palavras dele. Se não foram estas exactamente, foram muito parecidas. É só ver o vídeo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.05.2009 às 16:21

«O que você faz aqui é violar sistematicamente o código deontológico do jornalismo e duvido que o conheça".

Palavras do bastonário da ordem dos advogados.
Sem imagem de perfil

De Álvaro Pires a 23.05.2009 às 18:47

E você, portanto, avaliza, sem hesitar e sob anonimato, a descabelada afirmação...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.05.2009 às 20:10

Vexa. ou é parvo profissional ou faz-se.
Sem imagem de perfil

De Álvaro Pires a 23.05.2009 às 20:37

Disse isso em frente do espelho, não foi? Só pode.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.05.2009 às 21:00

Aprenda a ler e deixe-se de estupidez.
Sem imagem de perfil

De Álvaro Pires a 25.05.2009 às 21:30

Vai apanhar onde apanham as galinhas, como já estás habituado...
Sem imagem de perfil

De Joca a 23.05.2009 às 10:31

Também podias dizer que "Quando as pessoas se ofendem muito é porque o bastonário toca nos nervos de uma sociedade"
De qualquer maneira não estive a ver a habitual peixeirada das sextas feiras da TVI, apenas me chamou a atenção o que a seguir apareceu nos blogues.
E não votei nem vou votar no Socrates, mas a Guedes não tem nada a ver com isso.
Sem imagem de perfil

De Anónimo Veneziano a 23.05.2009 às 12:10

Se é de peixeirada que estamos a falar, estão bem um para o outro. Mas expremida toda aquela gritaria, o que é que fica de concreto, afinal?
Sem imagem de perfil

De Berbigão a 23.05.2009 às 15:48

Esse "expremida" está bem esgalhado. É assim uma coisa entre o espremido e o expresso, não?
Já quanto a estarem "bem um para o outro", parece-me bem português: distribui-se o mal pelas aldeias, a culpa morre solteira, é tudo boa gente num país de brandos costumes, etc., etc., etc..
Ora, como diz o outro, da-se!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo Veneziano a 23.05.2009 às 20:02

"Chapeau"! Foi o primeiro a descobrir a gralha. Tem direito a dois pacotes de farinha Maizena.
Sem imagem de perfil

De Berbigão a 23.05.2009 às 20:42

E quando (e onde) é a respectiva entrega?
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 23.05.2009 às 14:09

De toda aquela "peixeirada" fica a nu a incoerência do dr. Marinho Pinto quando há um ano atrás, e citado por MMGuedes, disse que se os advogados não o quisessem na Ordem, que se reunisse uma Assembleia Extraordinária e o demitissem. Ontem, não rejeitou a citação mas quis dar-lhe a volta, dizendo que era "ilegal a convocação de uma Assembleia Geral extraordinário com objecto ilegal [destituição]".
Outro ponto que revelou incoerência do Bastonário: diz que numa conversa de colegas, denunciar uma alegada pressão, por se tratar de uma conversa privada, é típico de "bufos" e descredibiliza a justiça. E ele, que anda desde que foi eleito a denunciar, em praça pública, situações de corrupção, de tráfico de influências, de crimes cometidos pelos advogados, não é "bufaria"? Afinal, está a denunciar os seus colegas..
Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De A.Teixeira a 23.05.2009 às 19:10

Por um lado nem “todos” dizem que “aquilo (O Independente) é que era” e por outro nem é verdade, e muito menos facto, que “toda a gente estava a ver o jornal de Manuela Moura Guedes”…

Finalmente, não me parece nada sustentável essa teoria que as reacções a uma ofensa possam ser sinónimos de se ter “tocado nos nervos de uma sociedade”.

Pusesse-me eu aqui a acusar Luís Naves de facciosismo corporativo e, antecipando a sua previsível reacção desagradada, não creio que tivesse “tocado nos nervos” do que quer que fosse, estaria apenas a ser grosseiro, que foi o mesmo comportamento da Manuela Moura Guedes ontem…

(Vi o vídeo hoje)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.05.2009 às 22:52

MMG teve ONTEM «comportamento grosseiro»? Ele há cada opinião mais estapafúrdia...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esse jornal, o Expresso, ou traz poesia ou noticia...

  • Anónimo

    Sr. João, o direito a abster-se é tão legitimo qua...

  • Pedro Picoito

    Não tem escrito direito e as linhas são muito tort...

  • EMS

    Essa edição do "Expresso" é de 1973. É natural que...

  • João Távora

    Com os problemas dos outros posso eu bem...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D