Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Regresso ao Futuro

por Joao Tordo, em 20.05.09

Existimos com duas décadas de atraso; a esta deficiência chamamos-lhe “revivalismo”. Nos anos noventa descobrimos os anos setenta; agora, nos zero-zero, são os anos oitenta estão na moda. Há festas temáticas, emissões especiais no VH1, o desenterro grotesco de personagens defuntas. No Family Guy aproveita-se a onda para maltratar os maltratados: Michael J. Fox, tal qual o adolescente de Regresso ao Futuro (1984), aparece ao bebé da família e grita: “Há uma coisa que precisas de saber acerca do futuro!”, ao que o bebé responde: “Não, Michael, TU é que precisas de saber uma coisa acerca do futuro!” Pura maldade, mas aqui está o futuro: o regresso ao passado.

Esta semana até o Facebook se encheu de nostalgia. Um amigo lançou o tópico dos portuguesismos e, de repente, todos os trintões se recordaram da juventude. Agora a sério: o que foi aquele “fónix” que perpassou gerações e que serviu para introdução ou remate de qualquer frase (“Fónix, a consulta com o médico da caixa!”) Qual era a diferença entre um “anorak” e um “kispo”? Por que é que os ténis se chamavam “sanjos”? Que raio de palavra é “truces” para descrever uma cueca tipo slip? E por que motivo toda uma geração de homens e mulheres nunca questionou a validade de palavras como “escanifobético”, “bardajona” ou “xoné”? O meu pai usava palavras como “trangolamango”, coisa que nunca soube o que era, mas ao menos usava-as como substantivos – “deu-lhe o trangolamango”, “fez-lhe o trangolamango” – e não como adjectivos que nada qualificam (“Fónix, o anorak do xoné era escanifobético!”). Se olharmos para trás com honestidade saberemos que era assim que falávamos; o que conduz à triste conclusão de que, grande parte do tempo, não estávamos na verdade a comunicar, mas a falar sozinhos.

Pois hei-de ir a uma festa dos anos oitenta. Mas vou a sério: não levo ténis da Nike nem calças da Levi’s nem o Ipod no bolso do casaco. Encho o cabelo de gel Shock Wave, visto um kispo, calço os sanjo que haverão de estar guardados no armário das relíquias; saco o Walkman de cassetes do baú e meto-lhe o Melhor dos Journey. E depois, quando encontrar os trintões, não me venham com conversas modernas e palavras caras. Não me falem do Facebook; não me vendam a página do MySpace. Chamem-me caixa d´óculos, insultem a minha irmã, mostrem-me o último número da “Gina”. É revivalismo ou não é? Fónix.



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.05.2009 às 15:39

Hoje as cenas são bué mais fixes.
Sem imagem de perfil

De Francisco Sousa a 20.05.2009 às 16:10

Apesar de já ser quarentão, achei uma verdadeira delicia este seu texto! Eu que também usei sanjos e vesti kispos e ainda uso gel, fónix!
Sem imagem de perfil

De CAL a 20.05.2009 às 16:23

Pois para mim os "truces" eram "truços" e o "escanifobética" era "escaganifobética". E ainda estou a uns aninhos dos 30.

E o triquinino (sinónimo do seu “trangolamango”, suponho...) não faz parte do seu universo? Como não?
:D
Imagem de perfil

De Joao Tordo a 21.05.2009 às 16:14

"escaganifobética" é demais.
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 20.05.2009 às 17:19

Já estavas a fazer falta.

Texto excelente :)
Sem imagem de perfil

De Blondewithaphd a 20.05.2009 às 19:04

A maravilha de saber Português mal e porcamente é abrir textos destes e sorrir! Delicioso!
(Por acaso até gosto dos 80s)
Sem imagem de perfil

De Há coisas que basta ir ao dicionário a 20.05.2009 às 19:06

tanglomanglo

s. m.
1. Pop. Sortilégio de bruxas.
2. Doença atribuída a feitiço.
3. Doença renitente.

Sinónimo Geral: tangromangro
Sem imagem de perfil

De Pedro Fonseca a 23.05.2009 às 21:11

O texto está excelente, mas pergunto-me se não havia nele espaço para os blusões "antifogo"? E os casacos de ganga? Ou eram eles mais característicos de zonas menos cosmopolitas como a minha Leiria? Acho que sem isso, este texto, fica um bocado Roskopf Patente!
Sem imagem de perfil

De de Marte a 29.07.2009 às 17:16

:)

Lindo!

Achei este texto o máximo. Um mimo. Revivalismos? Yes, please!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • henrique pereira dos santos

    Está a fazer comentários sobre alguma coisa que eu...

  • s o s

    num texto (post) demasiado longo para ser lido a e...

  • Susana

    Mais grave ainda do que ter o senhor especialista ...

  • voza0db

    No último parágrafo entraste em estado de delírio....

  • balio

    Tegnell não decidiu da vida de ninguém. As pessoas...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D