Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

A pensar no primeiro emprego

Alguém deve ter cometido um tremendo erro e não fui convidado para a Blogotúlia, a reunião magna de bloggers convocada pelo PSD para discutir os ponderosos assuntos da nação. Foi o quem é quem, o creme do creme da blogolândia, mas eu não estive.

Fiquei mesmo chateado, pelo menos até me terem dito que o Pedro Sales também não foi convidado (não sei se é verdade, mas deve estar inconsolável e mando daqui um abraço solidário) nem sequer a misteriosa f. que ninguém sabe quem é, mas que ficou muito triste (tenho-me perguntado bastas vezes de quem será esta prosa magnífica e até aposto que se trata de uma Fernanda, Filomena ou até Francisca…); fiquei tão chateado, dizia eu, que inclusivamente avisei a minha Clotilde que estava com os azeites e disse-lhe que ia passear e ela respondeu que voltasse a horas do jantar, que esta noite havia rancho melhorado e sobremesa…

Fui para a baixa gastar a neura; hoje em dia não há muitas oportunidades para gastar mais do que isso…

Cheguei à baixa e passei por um café onde estava um grupo sorumbático, de pessoas sem sentido de humor, a olharem para o umbigo, enquanto comiam pastéis de nata e olhavam distraidamente para os livros que tinham trazido.

Entrei. Acho que era uma daquelas manifestações espontâneas convocadas por telemóvel e havia muita gente com ar extremamente sério e importante. Ao fundo, um senhor dizia que estava farto dos socialistas e que era preciso mudar, mas falava bem, por isso depreendi que talvez fosse um doutor a candidatar-se à academia das ciências, que é ali ao pé…

“O que é que se passa?”, perguntei a um ouvinte que estava muito entretido a escrever num computador portátil, enquanto tirava fotos digitais da sessão de esclarecimento.

“CHHHHH!”, respondeu ele.

Insisti, referindo-me ao orador, mas a tentar meter conversa com o tipo que me mandara calar: “Aquele senhor tem toda a razão. Eu também não concordo com aqueles académicos do adversário”.

“O adversário dele não é académico, é constitucionalista”, respondeu o meu novo amigo.

Fiquei a nadar, sem saber o que dizer. Depreendi que havia ali um caso qualquer e nem sequer sabia que a academia das ciências tinha constitucionalistas ou debates entre estes últimos, ou de doutores contra os ditos. Mas, apesar do embaraço, não gosto de me ficar pela frase menos inteligente (acho que nisso sigo a grande tradição do blogofenómeno). Pensei numa coisa inteligente para dizer, pensei mesmo com força, e só me lembrei de perguntar:

“Porque é que estão todos a olhar para o umbigo?”

O meu novo amigo olhou para mim:

“De onde é que és?”

“Rua da liberdade, número 39, e sou parceiro da Clotilde”.

“Não conheço essa rua da liberdade, deve ter pouca audiência. E a Clotilde também nunca li”.

“Não conheces? A minha zona tem muita gente…”

“Ah, é um colectivo?”

“Colectivo, não, que a Clotilde é exclusiva. Nada de ofensas…”

“Só estava a pensar fazer um link, desculpa lá”

“Não há cá links para ninguém…”

Devo ter feito uma cara assustadora, mas toda a gente estava concentrada no que dizia o orador, que naquele momento defendia o erasmus para o primeiro emprego e eu pensei, ora ali está uma ganda ideia, pois até o meu primo Zenóbio fez um erasmus e veio de lá todo consolado porque, como sabem (malandrice) aquilo é famosamente conhecido pelo orgasmus e já estava a deixar-me arrastar pela imaginação, podia candidatar-me a um primeiro emprego desses, numa indústria do sector, formar um cluster, colegas bonitas e tal, nem é preciso experiência porque se trata de um primeiro emprego e o benchmark é que pode ser um bocadinho puxado, mas como nunca trabalhei sou elegível…

De repente, lembrei-me da Clotilde e que ela dissera para não chegar atrasado ao jantar e fui a correr para casa porque a Clotilde é uma fúria quando lhe sobe a mostarda ao nariz e só tenho pena de não ter ficado mais um bocadinho, mas pensei que podia começar a treinar para o meu primeiro emprego sobre a mesa e passou-me logo a chatice de não ter sido convidado lá para aquela coisa, a blogotuna.

Adolfo Ernesto



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu sou uma das parvas que le tudo e ha' dias estav...

  • Anónimo

    Pereira dos Santos,Para mim, é sempre agradável lê...

  • Anónimo

    Mendonça da Cruz,Breve e limpo.Continua no post de...

  • Anónimo

    José Mendonça da Cruz,Muito bem. Os comentários co...

  • Anónimo

    "Merdia" portuguesa, um imenso , ignorante , mas p...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D

    subscrever feeds