Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Drª Ferreira Leite lá saberá o que diz

por João Villalobos, em 28.04.09

Estou com Marcelo, Passos Coelho, Santana e Morais Sarmento. Não vi a entrevista de Mário Crespo à Drª Ferreira Leite. Na sua compreensível estratégia de autopromoção, a entrevista divulgou o único fragmento que entendeu ser minimamente interessante e digno de menção: A Drª Ferreira Leite terá afirmado que se sentiria «confortável com qualquer solução em que acredite». Leia-se (ou outros leram) uma solução que passasse inclusive por uma coligação com o PS.

Houve quem tratasse a entrevista com o destaque que merece - caso do Público -  e quem lhe desse protagonismo de primeira página - caso do Diário de Notícias. E foi neste  estimável jornal, onde escrevem respeitáveis pessoas desta casa corta-fiteira e também a igualmente respeitável Paula Sá, que li a  citação da Drª Ferreira Leite dizendo o seguinte: «O País está a evoluir para pior». Não pude deixar de reparar que o jornal cita a referida frase como se ela fosse - digamos - normal. Tal como, aliás, foi considerado normal que um dos comentadores de  jogo recente do FCP contra uns gajos estrangeiros tenha afirmado que algo (não me recordo o quê) se tratava de uma «ascensão meteórica».

Enfim...Todo este post  é uma tergiversação tonta e, vai-se a ver,  talvez a Drª Ferreira Leite nem conheça aquele político brasileiro que prometia «O Brasil está à beira do abismo. Comigo vai dar um passo em frente». Vai-se a ver também e talvez a Drª Ferreira Leite acredite mesmo - à semelhança de tantos conservadores por nós conhecidos - que é possível evoluir para pior e, num lapso freudiano, tenha apenas revelado todo o seu horror ao progresso.

Ou talvez, afinal, o que parece seja. Isto é, a Drª Ferreira Leite tenha dito o que disse sem ela própria se dar conta do significado das palavras que proferiu. A ter sido assim, não me parece avisado da parte do DN (ou de outro qualquer jornal) encher páginas de caracteres com os eventuais siginificados das polissémicas afirmações da Drª Ferreira Leite. Pela simples razão de que, lendo bem, elas mesmas - entrevista após entrevista - não evoluem para melhor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



8 comentários

Sem imagem de perfil

De tric a 28.04.2009 às 11:44

"Não vi a entrevista de Mário Crespo à Drª Ferreira Leite."

esta no site da SIC ! foi uma excelente entrevista, como sempre!
Sem imagem de perfil

De Xarope a 28.04.2009 às 11:57

Lá isso é verdade: para melhor não se vê nada.

Eu ouvi a sra. insistir, pela enésima vez, na sua oposição às grandes obras públicas, e repetiu isso até à exaustão. Acho que já todos os que tinham de saber o sabem.

Mas... não vai há muito ouvi-a dizer que o Aeroporto era para avançar, dados os compromissos existentes.

Depois queixa-se de que as suas propostas não são ouvidas pelo governo, mas há pouco dizia que a oposição só tinha de fiscalizar o governo e que este até roubava as propostas que apresentasse.

Fala de recuperar estradas, vias férreas. Acredito, mas uns exemplos não ficavam mal. Recuperar estradas de traçados aos esses e se calhar municipais e quais vias férreas? As que foram desactivadas?

Recuperar edifícios. Sim, mas como se faz quanto aos que não são públicos?

Da entrevista, eu apenas retive de novo o que afinal a dra. MFL hoje veio desmentir.
Sem imagem de perfil

De António Rodrigues a 28.04.2009 às 12:10

E afinal tanto caracter, para ...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.04.2009 às 12:12

Se não viu, porque comenta?

Afinal interessa-lhe?

É assim que trabalha lá no seu jornal?
Imagem de perfil

De João Villalobos a 28.04.2009 às 13:13

Eu não sou jornalista, ó senhor. Ganha-se pouco e trabalha-se muito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.04.2009 às 14:12

O sr. Lobos ganha bem, até tem serviettes cravates e criadas e tudo.
Sem imagem de perfil

De jorge c. a 28.04.2009 às 15:33

Respeitável João Villalobos,

há já uns anos largos atrás ouvi da boca do Dr. Paulo Castro Rangel uma expressão semelhante. Ele dizia que o mundo evoluía sempre, fosse para melhor ou para pior. E isto faz todo o sentido porque estamos em constante mudança, como dizia o poeta e cantava o canhoto. O estar melhor ou pior é um qualificativo que depende da interpretação de cada um. A evolução é um facto inegável.
Talvez o estimável Villalobos, aborrecido com o tempo, não tenha reparado em mais nada. Acontece que naquilo que reparou não tem razão absolutamente nenhuma.
Por isso, repense bem as suas palavras antes que eu lhe parta uma tíbia ou um perónio.

Os melhores cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De dutilleul a 29.04.2009 às 00:22

Estava eu na eminência de sugerir à respeitável criatura que experimentasse abrir um dicionário (sem ameaças). Assim sendo…

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    lágrimas de crocodilo meu caro. Se tivessem ficado...

  • Anónimo

    EU QUERO MORRER E NÃO EM CUIDADOS PALIATIVAS. já v...

  • Anónimo

    Para além do que está dito, eu gostaria de sugerir...

  • Anónimo

    A pena aplicada ao Vara foi tão grande no cas...

  • Anónimo

    E já é a segunda vez que tem uma pena suspensa por...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D