Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Parlamento e as pressões

por Francisco Almeida Leite, em 05.04.09

"Sócrates pediu a Costa para vos falar", garante o Correio da Manhã sobre as conversas de Lopes da Mota com os procuradores que têm em mãos o processo Freeport. "O Freeport será outro Casa Pia e vocês estão sozinhos", terá ameaçado o presidente do Eurojust, segundo o DN. Já o Público escreve que Ricardo Rodrigues, vice-presidente da bancada do PS na Assembleia da República e membro do Conselho Superior do Ministério Público, terá ido à reunião de sexta-feira sugerir processos disciplinares a pelo menos dois magistrados, um deles João Palma, o homem que denunciou em primeira mão as alegadas pressões aos magistrados do Freeport.

Curioso que, até ao momento, e tirando Paulo Portas, que já anunciou a intenção do CDS/PP ouvir o ministro da Justiça no Parlamento, ninguém parece estar muito preocupado em ouvir esta gente toda. E não me venham com a desculpa de que a Justiça já está a averiguar o assunto com o inquérito anunciado por Fernando Pinto Monteiro. Do que falo é do Parlamento. Vai demitir-se da sua função de fiscalização? Segundo li e ouvi nestes dias, já há titulares de órgãos de soberania suspeitos de estarem envolvidos nas alegadas pressões. Era bom tirar isso a limpo.

As investigações e a diligência interna ordenada pelo Procurador-Geral da República podem perfeitamente coexistir com uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Nem sempre os exemplos são famosos, é certo, mas foi o que aconteceu com Camarate, com o Envelope 9, com o BCP, a Junta Autónoma de Estradas, a ponte de Entre-os-Rios e, mais recentemente, com a saga do BPN. O Freeport é um caso à parte? Porquê?

Será que ninguém, ao centro-direita, se lembra do facto do caso Moderna também ter ultrapassado, e muito, o âmbito do Tribunal de Monsanto? Então esse caso de má memória não acabou por ser associado à demissão de Maria José Morgado do DCICCEF? Que eu me lembre, o caso deu origem a uma Comissão Parlamentar de Inquérito, apesar dos resultados terem ficado longe do que era desejável. No entanto, discutiu-se o assunto, abordaram-se diferentes perspectivas e os deputados fizeram o seu papel, coisa de que agora estão a fugir a sete pés.  



4 comentários

Sem imagem de perfil

De a.pacheco a 05.04.2009 às 14:26

Mas o problema da Moderna não foi um que envolveu o actual deputado do PSD, Fernando Negrão?

Realmente com óptimos resultados para o dito.

Ministro com Santana Lopes.
Candidato ás Câmaras de Setúbal e de Lisboa.

Actual deputado.

Se o resultado dos inquéritos ao Freeport , forem para premiar da mesma maneira alguns dos intervenientes, mais vale a Assembleia da Republica não fazer nenhuma comissão para investigar as tais ditas pressões....
Sem imagem de perfil

De Nuno Santos a 05.04.2009 às 14:28

Mas, qualquer que seja o resultado do inquérito será o caos. Já pensaram nos resultados possíveis?
http://aoutravarinhamagica.blogspot.com/2009/04/o-primeiro-ministro-quer-isto.html
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 05.04.2009 às 19:39

Pressões? Onde? Não vejo nada.

"Isto (caso Freeport) vai ser outro processo Casa Pia para o Ministério Público"

"vocês estão sozinhos nisto e lixados"

"O que eu sei é que o primeiro-ministro quer isto (caso Freeport) esclarecido rapidamente."

"Sócrates pediu a Costa para vos falar"
Sem imagem de perfil

De Amêijoa Fresca a 05.04.2009 às 20:16

I Parte

Uma caldeirada pretendiam cozinhar,
mas são fraquinhos como cozinheiros,
a seriedade pública está a definhar
com estes responsáveis louvaminheiros!

Cozinhar uma saída airosa
para abafar a verdade,
nesta democracia indecorosa
impera uma podre moralidade!

O mexilhão inteligente
não acredita neste “socialismo”,
com tanta atitude negligente
baseado num pútrido moralismo!

II Parte

De pressão em pressão
a caldeirada é cozinhada,
esta imoral repressão
deixa a democracia definhada!

Esta caldeirada esturricada
com peixe tão malcheiroso,
tamanha é a “barracada”
com material tão piroso!

O mexilhão cozinheiro
de boa comida é apreciador,
sente o bolso sem dinheiro
agudizando a sua dor!

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • voza0db

    Este foi o comentário mais incongruente que li hoj...

  • voza0db

    Para Portróikal a Ryanair até é o ideal. Satisfaz ...

  • voza0db

    "o relançamento da TAP" terminará desta forma...ht...

  • Ana ☯

    Nem eu concordo com punições. Defendo a compreensã...

  • Anónimo

    Não julga. Sabe que não é assim. Veja o que a GB f...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D