Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Apagão hipócrita

por Francisco Almeida Leite, em 29.03.09

Eu confesso aqui e agora que não aderi ao apagão ecológico que ontem se fez em Lisboa, à imagem do que se passou noutras cidades portuguesas e estrangeiras. Não o fiz por várias razões. A primeira: tinha um jantar em casa e não dava muito jeito fazê-lo à luz das velas entre as oito e as nove da noite. Mas a razão principal teve a fazer com o desperdício energético que existe nesta cidade e que me leva a pensar que António Costa só pode estar a brincar quando associa a capital a esta iniciativa. Um pouco por todo o lado a Câmara Municipal de Lisboa dá o exemplo oposto, ao deixar candeeiros acesos durante dias inteiros.

Não nos podem pedir para fecharmos as luzes de nossa casa, que somos nós que pagamos, quando a CML, gerida com o dinheiro dos nossos impostos nacionais e municipais, desperdiça energia. Não brinquem connosco, nem todos querem fazer figura de parvos. Quando quero economizar energia faço-o por vontade própria e não por causa de modas.

Autoria e outros dados (tags, etc)



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro a 29.03.2009 às 13:46

Acredito que não tenha entendido minimamente a iniciativa.
É óbvio que todas as cidades e pessoas que aderiram não têm prestações ecológicas perfeitas. Todos podemos melhorar um pouco e devemos melhorar um pouco. Esta iniciativa não serviu para poupar onde quer que fosse, mas sim para alertar para essa necessidade.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.03.2009 às 14:41

Tens razão: vejo dias inteiros, à luz do sol, os candeeiros de iluminação pública acesos. Na Avenida de Roma, por exemplo.
Sem imagem de perfil

De GONIO a 29.03.2009 às 15:05

Esta foi mais uma daquelas iniciativas parolas para encher o olho e enganar os parvos. Basta ver a reacção do presidente da REN à iniciativa: o apagão pode perturbar a rede. Pode? Então como é durante o dia, com as luzes apagadas? Ou será que o senhor referia-se aos milhões de euros que não poderão ser cobrados devido ao apagão? Hummm....
Umas formas simples de poupar energia: acabar com as televisões (ou lá o que é aquilo) que instalaram em todas as estaçoes de metro para perturbar (perdão, publicitar...); apagarem os candeeiros públicos durante o dia; reduzirem os mupis que empestam todos os passeios da cidade;... e para já chega.
Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 29.03.2009 às 15:28

Isso mesmo: eu salvo o planeta se me der jeito. E mai nada.

A questão é: irão pessoas como o FAL pensar sequer no assunto se não forem periodicamente enfadados com as hipocrisias dos outros?
Sem imagem de perfil

De C. Medina Ribeiro a 29.03.2009 às 19:30

A propósito desta treta, escreve hoje Nuno Brederode Santos, no «DN»:

«(...) Assim explicado o desencanto com que parti para a extraordinária aventura que o resto do dia devia propiciar, devo então explicar o que ele ainda trará de inquietante. É o apagão cívico. Uma hora mundial e ao que parece muito fraterna, em que se empenham sete municípios portugueses (fora os que agora se propõem voluntariamente seguir-lhes o exemplo) e o entusiasmo de alguns ambientalistas – tudo sob o entusiástico patrocínio de quatro multinacionais e a comovida vigilância da EDP e da REN. Por isso, das 20h30m às 21h30m, apagaremos as luzes: nas casas, nos escritórios, nos monumentos. Para irmanar ricos e pobres, aqueles juntam-se a estes durante sessenta minutos, no jovial sacrifício de uma auto-imposta Idade Média (o que é mais exequível e barato - mas sobretudo prudente - do que conceder uma hora de iluminação dos que a não têm).
.
Diluídos no sofá, de telemóvel na mão esquerda, copo na mesa de apoio e comando na mão direita, até se pode ver (à luz de vela que o petróleo não haja poluído) um Portugal-Suécia - que Ban Kimoon e Madaíl terão certamente combinado estar subtraído às obrigações um tanto juvenis do prometido mundo verde»

(Também publicado em:

http://sorumbatico.blogspot.com/2009/03/um-dia-para-gente-afavel.html )
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.03.2009 às 10:06

Olá, Medina Ribeiro. E quando é que o Sorumbático começa a fazer ligações a outros blogues?
Abraço
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.03.2009 às 20:28

A vida dos nossos dias está organizada de modo a não haver dia nem noite.

Ele há jogos de futebol à noite, bares e discotecas abertos toda a noite, lojas abertas até às quinhentas, ene canais de televisão a transmitir ininterruptamente e até a iluminação pública impede maior insegurança.

Donde estas iniciativas são bincadeira e só ingénuos ou idiotas podem acreditar neste folclore.
Sem imagem de perfil

De CR a 30.03.2009 às 11:19

Bem dito.
De facto esta palermice destes apagões para proteger o planeta, pode encaixar em alguns...se uma pessoa tem cuidado em não deixar desnecessariamente luzes ligadas, se utiliza a Tômbola da máquina de lavar roupa com o peso certo,e tc etc...porque tem consciência que além de proteger o planeta tem de poupar nas despesas, era o que faltava agora desligar a luz encarneirada com essa malta que outra coisa não faz durante o resto do ano que desperdiçar electricidade...
Vão mas é dar uma volta...palermas....
Sem imagem de perfil

De henrique antunes a 30.03.2009 às 17:58

Além do mais, os monumentos apagaram as luzes com a distância de vários minutos. até isso foi mau, bolas! Este Costa não dá uma pá caixa...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Aurélio Buarcos

    Trabalhar que é bom é que 'ta quiieto.Na melhor da...

  • João Távora

    Podia ser assim o final: "em consequência, a esque...

  • António

    Estavam todos na ADSE a tramar o João Távora.

  • António

    Começa a ser interessante o expediente brasileiro ...

  • Anónimo

    o mal do ex-mundo rural é ter  levado um pont...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D