Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




JPP e a Blogosfera

por Tiago Moreira Ramalho, em 30.12.08

Já tinha escrito aqui que não leio o Abrupto, pelo menos não o leio regularmente. Visito a página de José Pacheco Pereira apenas quando alguém me chama a atenção para um texto seu. Foi o caso. O António de Almeida fez uma chamada de atenção para uma análise sobre a Blogosfera feita pelo biógrafo de Álvaro Cunhal, na qual é transmitido ao amigo leitor o desagrado de JPP em relação ao que por aí se escreve, querendo eu dizer com "por aí" "na blogosfera". Ao que parece na blogosfera escreve-se cada vez mais lixo, os jornalistas vieram sujar o belo do pano e é uma missão quase impossível encontrar um bom texto, um bom autor, um bom blogue. Enfim, opiniões. Eu, não sendo jornalista, estou à vontade para dizer que com os jornalistas a blogosfera ganhou e tem ainda imenso a ganhar. Se o senhor PP se julga culto e sabedor das coisas do mundo em que vivemos, também os jornalistas trazem questões para o debate que dificilmente seriam trazidas pela mão de um não jornalista. Falo por exemplo do José Milhazes, mas os exemplos são muitos e passam também pelos nomes desta nobre casa que é o Corta-fitas.

E há ainda que dizer que o tão crítico JPP traz muito pouco à blogosfera. Utiliza o Abrupto como se fosse a Sábado ou o Público: um espaço para dizer apenas o que pensa, quando um blogue não é só isso, é muito mais. Um blogue é importante pela discussão e debate de ideias, coisa a que o senhor JPP não se digna por, pelos vistos, achar que trava um duelo desigual no qual começa com franca vantagem. E, já agora, se os jornalistas trouxeram os males do jornalismo para a blogosfera, o Pacheco Pereira trouxe sem sombra de dúvidas os males da política: o constante contorno das questões que não lhe convêm é apenas uma das evidências disso.

Autoria e outros dados (tags, etc)



16 comentários

Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 30.12.2008 às 17:18

"um blogue não é só isso, é muito mais"

Com esta parte, não concordo, um blogue é o que um homem quiser. Ou uma mulher. Ou qualquer animal semisapiente com acesso a um computador e à net.
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 30.12.2008 às 17:38

Lá porque cada um faz o que quer com o seu blogue, não invalida que possam estar a fazer errado, ou melhor, não invalida que eu possa pensar que estão a fazer errado. Um casal pode encarar o casamento apenas um contrato que permite fornicar de forma legítima, no entanto, eu posso achar que é muito mais. Um blogue é muito mais que comunicar, no entanto, só vai mais além quem quer. Mas que é, lá isso, é.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 30.12.2008 às 17:41

Tiago Moreira Ramalho:

Tem razão.

Um "blog", a meu ver, só faz sentido se houver lugar a alguma interactividade. Sem isso, não passa de um espaço onde se despejam textos.
Até os jornais "on line" têm lugar para comentários.

Sem imagem de perfil

De APC a 30.12.2008 às 17:47

Esse cavalheiro da Marmeleira sempre cheio de arrogância à sua volta, encontra tudo de mal naquilo em que ele não seja autor.

É o produto mais narcísico do Homem nascido no Porto
que renega culturalmenete as suas origens - que parecem envergonhá-lo.

Quanto ao que pensa dos jornalistas e dos Outros em geral - está dito.
Sem imagem de perfil

De PALAVROSSAVRVS REX a 30.12.2008 às 18:09

A retórica de JPP é de boa qualidade intelectual, mas o modo como qualifica um feixe de bloggers nacionais, como os irreleva, como os detracta e destrata, a esses soldados ESFORÇADÍSSIMOS e cientes do seu papel cívico da bloga, faz de JPP um ser repelente, incapaz de fazer amigos e construir empatias.

Ora, a Bloga, para além de tudo, tem construído conflitos, debates e relações, tertúlias abertas e ousadas, do mais fecundo para Portugal.

Realmente nem parece da massa dos do Porto, como eu, autênticos, francos, mas humanos e solidários, calorosos e fraternos.

Essa receita de auto-exclusão da grande fraternidade blogosférica fica mal a JPP como ser voluntariamente desdentado, anão ou feio: pura e simplesmente não faz sentido.

Mais uma vez, boa, Tiagão! Estou a apreciar muito o teu trabalho, um rapaz tão novo. Olha para mim, que tenho 38, e tenho estado desempregado e desaproveitado há três anos e meio, a não ser na tarefa blogueana de todos os dias, coisa que me fez faz vivo e as duas filhas pequenas para criar.

JPP definitivamente não anda entre mortais e faz muito mal em desprezar-nos e aos jornalistas portentosos do Corta-Fitas assim como ao blogger, rei dos blogues nacionais, joshua, eu, PALAVROSSAVRVS REX.

Abraço
joshua
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 30.12.2008 às 18:19

Quem disse ao Joshua que sou um "rapaz tão novo"? Não me diga que os meus textos são assim tão joviais! Ahah

Obrigado

Abraço
Sem imagem de perfil

De Daniela Major a 30.12.2008 às 20:23

Tal como eu disse no Direito de opinião, já não é a primeira vez que o PP faz este tipo de afirmações. O que me irrita sobretudo no JPP é a sua suposta superioridade intelectual, como se fosse preciso um "curriculo" para se ter um blogue. É óbvio que JPP é um homem inteligente, e também é óbvio que na blogosfera se escreve muitos disparates só o que parece fugir a JPP, o que ele parece não perceber é que a blogosfera é uma das ferramentas dá voz ao cidadão comum. E vai cada vez mais tendo este efeito. Mesmo que este "cidadão comum" nunca tenha lido Kafka ou os Lusíadas.
Sem imagem de perfil

De APC a 30.12.2008 às 20:57


No entanto, embora o que afirmei antes, o Amor que o JPP demostra pelos livros é admirável.

Mas, conforme outros comentários certeiros dizem, este espaço dos blogs abriu a possibilidade real da " vox populi " se poder manifestar de maneira mais interessante e contraditória. Há disparates ? Há. Mas, também nas Literaturas há matéria de boa qualidade e outra não.

Caberá ao leitor fazer, como em tudo, as suas escolhas - e cortar ele próprio - as fitas !
Sem imagem de perfil

De famalicense a 30.12.2008 às 21:30

Ele julga-se o pai da blogosfera portuguesa e não admite que quase todos os blogues em Portugal são melhores do que o (abrupto). Até o meu, mas só porque é meu.
O JPP com aquele aspecto de personagem retirada de uma história da antiga Republica Soviética, tem vindo ao longo destes tempos a dizer baboseiras mas ninguém o leva a sério e ele fica lixado com isso.
O problema dele é não conseguir fazer do PSD uma partido marxista leninista.
Sem imagem de perfil

De EU a 30.12.2008 às 22:37

Sim, mas o JPP sabe pontuar.O seu texto (confrangedor) dá-lhe inteira razão. Leia lá o que escreveu. Devagar.
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 31.12.2008 às 01:26

Caro Eu,

Apesar de me considerar bom entendedor, nunca concordei com a máxima de que meia palavra basta, por isso, a haver alguma coisa a dizer, diga-o de forma um bocadinho mais concreta.

Cumps
Sem imagem de perfil

De famalicense a 31.12.2008 às 10:56

Car(a)o, EU
Deixe lá iso, vossa exª. percebeu, percebeu tanto que até reparou na falta de pontuação.
É por isso que nós blogueres (fraquinhos) temos prazer ao escrever (mal) pois os JPP´S e EU´S deste país sempre tem algo para criticar.
Um beijo

(por respeito ao "Corta Fitas" não vou alimentar esta discussão com este tipo ressabiado)
Sem imagem de perfil

De nuno granja a 30.12.2008 às 22:54

nota: tenho 3 posts no Abrupto

o JPP é um pouco como a américa, tem tanto de bom como de mau

Eu gosto dele assim pois, desconfio de gente muito certinha e linear.

Por vezes é brilhante como quando em 1999 escreveu sobre o bug do milénio, não como sendo um probelam de bites em computadores, mas uma fractura que passa no mediterrâneo e divide duas civilizações, e já existia na passagem de milenio anterior

outras vezes como na guerra do Iraque, faz lembrar um comunista a justificar o socialismo real, dizendo que as intenções eram as melhores, as pessoas no comando é que estragaram tudo
embora eu não morra de amores por hammas e afins, as suas posições descrevendo Israel como uma vitima cercada de vizinhos facinoras tambem não abonam muito a favor da sua honestidade intelectual

ainda assim, tal como com o Miguel Sousa Tavares, acho o saldo do que vou lendo deles positivo

sobre a sua posição quanto ao resto da blogosfera, nota-se que tem soudades do tempo em que a blogosfera era ele, mas ai é um problema dele


Sem imagem de perfil

De JOÃO COSTA a 31.12.2008 às 01:47

BLOGUE SEM CAIXA DE COEMENTARIOS ABONA MUITO POUCO SOBRE O SEU AUTOR
JOÃO COSTA

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esse jornal, o Expresso, ou traz poesia ou noticia...

  • Anónimo

    Sr. João, o direito a abster-se é tão legitimo qua...

  • Pedro Picoito

    Não tem escrito direito e as linhas são muito tort...

  • EMS

    Essa edição do "Expresso" é de 1973. É natural que...

  • João Távora

    Com os problemas dos outros posso eu bem...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D