Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tomar partido

por João Villalobos, em 30.12.08

Era bom que Luís Amado utilizasse os adjectivos com mais conta peso e medida.  Depois de sacudir a água do capote, condenando a violência de ambas as partes numa declaração politicamente correcta ao melhor estilo tuga, classificar como «desproporcionada» a actuação de apenas uma delas é tomar partido pela outra. Em linguagem diplomática, uma simples palavra tem todo o peso do mundo. Que os franceses o façam é lá com eles, que sempre estiveram ao lado dos terroristas coitadinhos excepto quanto as bombas lhes rebentam à porta. Que Portugal os imite já é mais difícil de entender. 



4 comentários

Sem imagem de perfil

De PALAVROSSAVRVS REX a 30.12.2008 às 13:10

Certo, João. Tenho uma costela que é facciosa nesta questão e só consigo ser pró-israelita não sem criticar, como o fazem muitos judeus que sentem pertencentes à humanidade antes de se sentirem membros de um povo, um modo de operar contrário aos princípios basilares da Torah, mas coloco-te isto à consideração:

Mensch (Yiddish: מענטש mentsh, German for human being) means "a person of integrity and honor"[1]. The direct opposite of a Mensch is an Unmensch (meaning: an utterly cruel or evil person). According to Leo Rosten, the Yiddish maven and author of The Joys of Yiddish, mensch is "someone to admire and emulate, someone of noble character. The key to being “a real mensch” is nothing less than character, rectitude, dignity, a sense of what is right, responsible, decorous"[2].

In Yiddish (from which the word has migrated into American English), mensch roughly means "a good person." A "mensch" is a particularly good person, like "a stand-up guy," a person with the qualities one would hope for in a dear friend or trusted colleague. Mentschlekhkeyt (Yiddish: מענטשלעכקייט) are the properties which make one a mensch.

In Modern Israeli Hebrew, the phrase Ben Adam (בן אדם) is used as an exact translation of Mensch. Though it usually means simply "a person" (literally, "son of Adam") in general, it is used to mean "a nice guy" in the same way as mensch. This usage may have developed by analogy with Yiddish or by adaptation from Arabic (from which colloquial Israeli Hebrew takes much vocabulary), in which the cognate construction Bani Adam (بني آدم) has the same meaning. The Arabic parallel suggests that the idiom may be of Semitic origin, and may have migrated from Hebrew to Yiddish rather than the other way around
Imagem de perfil

De Jorge Ferreira a 30.12.2008 às 13:25

Gosto particularmente do título do post:))).
Bom Ano Novo, caro João!

JF
Imagem de perfil

De João Villalobos a 30.12.2008 às 15:29

Pois. Imaginei que sim :) Um muito bom ano também Jorge.
Sem imagem de perfil

De MGP a 30.12.2008 às 17:10

Junte-se a essa estúpida declaração, aquela outra em que disse que Portugal estava disponível para receber presos de Guantánamo!!

Deve querer assegurar que os terroristas vejam em Portugal um "amigo"....

Estúpido, mil vezes estúpido o MNE!

Já não se aproveita ninguém neste governo...

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    E golpes de Estado só o 28 de maio, não é?PP

  • Anónimo

    estatísticas do iné

  • Anónimo

    manuela eanes não diria melhor

  • Luís Lavoura

    Pode ser um dos atos mais anti-naturais do mundo, ...

  • Anónimo

    " a monstruosidade de abandonar o filho à morte nã...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D