Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quando o Pedro chegou, pendurado em duas namoradas, já a tia Manela lá estava, junto à lareira, com o neto ao colo. Cumprimentaram-se com alguma frieza e creio que não voltaram a trocar palavra o resto da noite. Já o outro Pedro, indiferente ao clima gélido que se instalara na sala, atirava-se com apetite à carne assada: É para me ir habituando, gracejou ele para o primo Marco António que acabara de chegar do Porto e dele se acercara. Do seu canto a tia Manela dardejou-o com o olhar, demonstrando que tinha ouvido perfeitamente a graça. O incidente fê-lo engasgar-se, mas logo o tio Luís Filipe o veio socorrer com umas palmadinhas nas costas. Vê lá não me espetes alguma coisa sem querer!, brincou, cinicamente, o Pedro. E os dois riram-se muito.

O Zé Manel, indiferente áquelas quezílias, circulava descontraído pelos convivas oferecendo-lhes chocolates belgas. Ao fundo da sala e de costas voltadas para todos, o tio da Marmeleira cofiava a barba enquanto de palm pilot na mão se concentrava na arroxada que queria dar a um jornalista que tivera o topete de se meter com ele na blogosfera.

Sempre simpático, o tio Marcelo oferecia rebuçados às crianças que cirandavam à sua volta enquanto despachava, a um ritmo frenético, a última correspondência de Natal e mordiscava uns sonhos que lhe tinham enviado da presidência da república. Só ele percebeu que naquele momento entrava na sala de fininho o PP.

O PP aqui? Começaram uma a uma a comentar as pessoas que iam notando a sua presença. Cuidado que ele é um infiltrado ao serviço dos cubanos, vociferou o tio Alberto João, acabado de chegar da cozinha com duas garrafas de whisky. E logo algumas vozes engrossaram: Mas por que não vai ele passar o Natal com a sua família? Ao que outros retorquiram: Qual família?

O clima ficou muito tenso, mas mal começou o relógio a dar as doze badaladas a juventude irrompeu pela sala aos gritinhos: Já é meia-noite! Já é meia-noite!, salvando a situação. A excitação dos pequenos era tanta que nem perceberam que o Pai Natal tinha chegado no seu elegante fatinho cor-de-rosa (o encarnado, definitivamente, está out). Olá, meninas e meninos! - cumprimentou naquele tom  professoral, que é seu apanágio. Como este ano se portaram muito melhor do que alguma vez eu poderia ter sonhado - prosseguiu muito pausado - trago-vos um saco cheio de presentes!

E enquanto dizia isto começou a distribuir uma série de embrulhos, todos iguais, e de peso não superior a 1,4 Kg. Cheio de curiosidade o menino Pedro, líder da juventude, foi o primeiro a desvendar o conteúdo do seu presente: Oh! É um Magalhães!



8 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Lopes a 25.12.2008 às 17:07

ENSAIO SOBRE A LUCIDEZ?
Sem imagem de perfil

De Clepsidra a 25.12.2008 às 17:45

Gostei do tom mordaz da escrita, mas gostei ainda mais do ruído das entrelinhas.
Parabéns pelo blog.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 26.12.2008 às 14:48

Obrigada, Clepsidra!
Sem imagem de perfil

De anónimo a 25.12.2008 às 18:36

É uma família muito unida!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2008 às 20:05

ahahahah! Excelente
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 25.12.2008 às 21:57

Boa, Teresa! Uma consoada feliz e na santa paz do Senhor... :-)
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 26.12.2008 às 14:48

Já vou tarde para retribuir os votos, Ana. Espero que a
sua consoada tenha sido como a descreveu para mim.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.12.2008 às 15:39

Foi óptima, felizmente bem melhor do que a dessa família do seu post! Mas o Pai Natal Sócrates não se lembrou de pôr-me um Magalhães no sapatinho, que pena... ;-)

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Mentiroso. Não foi Vitor Gaspar a assinar o memora...

  • Luís Lavoura

    Peço desculpa pelo meu erro, não é "Monte das Flor...

  • Anónimo

    Embora não conhecendo nada de política entendo que...

  • Anónimo

    Muito bom. Gostei bastante de ouvir. Parabéns por ...

  • Antonio Maria Lamas

    No dia que um PS for apanhado a 200 na autoestrada...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D