Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O avanço da barbárie

por Pedro Correia, em 01.12.08

O único terrorista capturado com vida em Bombaim, um jovem paquistanês de 18 anos chamado Amir Qasav, confessou que ele e os seus parceiros de crime pretendiam imitar na Índia o que sucedeu em Nova Iorque em Setembro de 2001: matar cerca de cinco mil pessoas e destruir por completo o emblemático Hotel Taj Mahal, que encheram de explosivos sofisticados como numa operação de guerra. Foi uma acção meticulosamente preparada: os terroristas conheciam em pormenor a planta do gigantesco edifício, um dos hotéis mais luxuosos do planeta.

Atacaram este hotel, e também o Oberoi, e o café Leopold, por serem alguns dos pontos mais cosmopolitas de Bombaim, cidade que "horroriza os extremistas religiosos, tanto hindus como muçulmanos", como sublinha Suketu Mehta, professor de Jornalismo na Universidade de Nova Iorque, neste notável artigo publicado no New York Times.

"Bombaim é o sonho colectivo dos povos do sul da Ásia. As películas de Bollywood são a fórmula de entretenimento mais popular do subcontinente. Graças a ela, todos os paquistaneses e bangladeches conhecem a arquitectura de bolo de noiva do [Hotel] Taj Mahal e o arco da Porta da Índia, símbolos da cidade que dá nome à indústria. Ao entrarem em Cabul, os talibãs encerraram os videoclubes que alugavam filmes de Bollywood", salienta Mehta, que desfia uma memória pessoal da cidade: "Na Bombaim onde cresci, a religião era uma excentricidade pessoal, como o corte de cabelo. Na Bombaim de hoje, as coisas mudaram. Os demagogos hindus e muçulmanos querem que os seus seguidores voltem a sair à rua e se apunhalem mutuamente em nome de Deus."

Eles sabiam bem onde atacavam. O café Leopold, "uma esplanada onde viajantes de todo o mundo tomavam uma cerveja antes de se aventurarem pelo interior da Índia". E também o centro judaico: a partir de agora, alerta Mehta, "ser judeu na Índia converteu-se num perigo pela primeira vez na História".

Desta vez os terroristas provocaram 183 mortos e cerca de 300 feridos. A barbárie deu mais um passo em frente. A civilização deu mais um passo à retaguarda.

Tags:



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    pelo seu comentario se calhar nunca trabalhou para...

  • Anónimo

    Sem dúvida, um excelente texto. Que bem fundamenta...

  • Anónimo

    Não é parva não Senhor...Dizem que pró ano, nos ós...

  • Anónimo

    chamar a Holanda um pais civilizado é uma pura abe...

  • Anónimo

    Está é tudo doido! Matem-se todos já! Deixem de co...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D

    subscrever feeds