Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Executados, assassinados, "suicidados"

por Pedro Correia, em 29.11.08

Eis os 26 membros do Comité Central do Partido Comunista russo em 1917, quando eclodiu a Revolução de Outubro. Destes, mais de metade terminou às mãos dos próprios camaradas: nove foram executados na sequência de julgamentos-fantoche, dois foram assassinados (um deles era Trostsky), um "suicidou-se" e dois morreram na prisão. Todos às ordens do aqui sorridente Estaline, um dos raros membros da elite comunista dessa época que acabariam por falecer de causas naturais. A União Soviética era tão igualitária que as primeiras vítimas dos crimes do partido começaram por ser os seus dirigentes. Como sublinha o PCP nas suas teses ao congresso do Campo Pequeno, "a contribuição da URSS e, posteriormente, do campo dos países socialistas, para os grandes avanços de civilização verificados no século XX foi gigantesca."

 

(clicar nas fotos para aumentar)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



88 comentários

Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 00:25

Ora aí está o anti-comunismo primário na sua forma mais pura. Veja lá se o P.C.P tb não executou alguém. Educação gratuíta e de qualidade , Cuidados de saúde gratuitos e de qualidade, 48 horas de trabalho semanais, subsídio de férias e 13º mês, legalização do aborto com os cuidados que uma situação destas precisa, apoio não só médico como psiquiatra, reformas para os trabalhadores que até ai não havia, criação de infras-estrutruras de lazer e de desporto gratuitos, acesso á alta cultura(teatro,cinema,ópera etc.) que até então era exclusivo só das elites. A transformação de 1 país medieval numa potência mundial em apenas 20 anos, 1ª nação a por um homem no espaço. Se isto não é avanço civilizacional já não sei o que é o sr. acha que é avanço civilizacional. Pedro e para quando um post com uma lista de crimes cometidos pelo capitalismo ocidental, é que foram cometidos muitos mais e nunca vi aqui nada disso. Xiça que a demonstração de coesão que o P.C.P hoje fez deve-lhe ter irritado muito e profundamente para você ir desenterrar esses horriveis e infelizes casos. Se quer aprender algo sugiro que compre um livro magnífico intitulado "O Socialismo Traído" escrito por Roger Keeran e Thomas Kenny. Curiosamente 2 americanos, o 1º professor de História e outro de Economia. Se o ler vai compreender bem melhor o que é que se passou tanto de bom como de mau na União Soviética. Se não o ler vai continuar na ignorância mas isso nós já sabemos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 00:46

Às vezes você surpreende-me, Peter. Então mencionar os crimes do Estaline, que decapitou dois terços do Comité Central do PCUS, é "anticomunismo primário"? São factos demasiado relevantes para poderem ser varridos para debaixo do tapete. Você gostaria que eu não os lembrasse? Paciência...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 00:55

Não tenho problema nenhum em que o Pedro desenterre os crimes do Staline acho é incoerente dizer que só na União Soviética é que se cometeram esses tipos de crimes. As chamadas democracias ocidentais nunca cometeram esse tipo de crimes? É que o Pedro sobre isso foge sempre, porquê? Está com medo? Não se preocupe ninguém lhe faz mal homem, ou será que fazem?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 01:08

Quem é que diz que só na URSS se cometeram crimes? Nada disso. A questão é diversa: sendo uma 'revolução' que se propôs construir não só uma nova sociedade mas também um homem novo, afinal cometeu crimes com um requinte antigo, que vem do princípio do mundo. Nada de novo, afinal, a não ser na escala: os crimes do estalinismo contabilizaram-se por milhões.
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:30

Fale então dos crimes que foram cometidos pelas democracias ocidentais. Se eu falo abertamente que foram cometidos crimes na União Soviética, porque é o Pedro não fala sobre os crimes do capitalismo. Quanto aos números que diz, olhe que não, leia o livro.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 01:00

Meu caro Peter, vejo algumas verdades naquilo que vem aqui lembrar. Graças ao PCUS e às suas gerações no poder, os russos, os soviéticos em geral, não só ficaram a ganhar com as profundas reformas que refere, como até ficaram isolados do capitalismo pegajoso cá de fora.

O problema só começou quando, um dia, um operário russo espreitou cá para fora e viu os operários todos explorados a irem para o trabalho de automóvel. Nesse dia, o russo sentiu-se traído, lembra-se?...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:17

Lembro-me pois, se calhar é por causa disso que a taxa de mortalidade rodoviária no Ocidente era e é brutal.enormes congestionamentos de carros que existem nas horas de ponta que fazem com que os operários cheguem atrasados ao trabalho que fazem com que o patronato se queixe que a pontualidade dos trabalhadores é má. E depois há outra nem todos tem capacidade económica para ter carro e a maior parte que os detém está endividado. Já na União Soviética a rede transportes públicos poupava todas essas maçadas e era muito menos poluente para além de ser muito barata. Portanto traído não se sentiu, sentiu-se tentado. Porque quer queira quer não o modelo soviético nesse aspecto é bem mais racional.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 01:52

Situe-se, meu caro. O que eu disse foi aí há duas gerações, mais-coisa-menos-coisa, e a sua resposta já é do século XXI!

O modelo soviético não «é» coisa nenhuma. Quando muito, era. E era o quê? Mais racional? Bem mais racionado, sem dúvida. Mas concedo: a taxa de mortalidade brutal na URSS não era rodoviária, não senhor.

Já sobre a poluição, temos de concordar: se não fosse o foguetório para o espaço, mais aquelas malditas centrais (lembra-se?), o raio do arsenal de guerra, aquelas ogivas medonhas...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 02:12

Veja 1 filme chamado o "Síndroma da China" com o Michael Douglas. Ogivas medonhas ainda havia e há mais no Ocidente do que na U.R.S.S. Quanto a racionamentos vá ali a soupa dos pobres ver o que é racionamentos. Vá às traseiras dos hipermercados ver os bandos de sem-abrigo que comem os restos de comida nos caixotes do lixo que até estão impróprios para consumo.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 02:29

1. Já lhe disse antes e repito: situe-se no tempo, porque assim torna-se desinteressante continuar.

2. Está a tentar dizer-me que também há ogivas no Ocidente? Porquê? Achou que eu não sabia? Troco essa informação por outra: em Portugal, por exemplo, não há.

3. 'Sindroma', 'síndrome' ou 'síndroma' são substantivos femininos...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 15:14

Que raio de argumento esse para nos falar de Chernobyl, Peter: um filme americano, sobre um caso americano. A propósito, quantos filmes russos se produziram sobre Chernobyl? Você, que está tão bem informado sobre o que lá se passa, bem podia esclarecer-nos.
Sem imagem de perfil

De dita dura a 30.11.2008 às 01:56

Claro que não havia poluição na URSS. e chernobyl era algures nos EUA, não era?
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 02:13

E o Exxon Valdez foi na China? E o Katrina foi em Marte.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 02:22

Na verdade, a poluição automóvel e a mortalidade rodoviária não podiam existir na URSS. Só os senhores do regime é que podiam andar de carro (à custa do orçamento, bem entendido). E era muito bem feito: sacrificavam-se dentro de uns carros horríveis, sem direito à utilização da rede de transportes públicos destinada à população. A qual, como diz o Peter acima, poupava imensas maçadas...
Sem imagem de perfil

De Daniela Major a 30.11.2008 às 17:13

Honestamente, Peter eu fui educada para respeitar todas a ideologias, mas tenho alguma dificuldade em respeitar duas: O fascismo e o comunismo. O comunismo, mesmo que baseado em ideiais nobres, foi em nome desta ideologia que se matou milhões de pessoas não só na Rússia. Por isso é me incompreensível como é que há gente que ainda defende esta ideologia. O seu argumento de que "A transformação de 1 país medieval numa potência mundial em apenas 20 anos," é como dizer que apesar de tudo, Hitler desenvolveu a Alemenha e que Salazar enriqueceu os cofres do Estado. Não é anti-comunismo. É puro bom senso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 17:58

Muito bem, Daniela.
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 09:31

Cara Daniela desculpe que lhe diga mas o que acaba de dizer é de uma ingenuidade abissal. A Daniela devia ter a consciência que quem escreve a história são os vencedores mas isso não quer dizer que o que dizem é verdade, bem pelo contrário. E os vencedores contam apenas a sua versão dos factos. E o Hitler a única coisa que desenvolveu foi o complexo industrial-militar alemão para os fins que a gente sabe, acha que a vida da sociedade alemã em geral melhorou como melhorou na U.R.S.S. em relação àquilo que era na Rússia? Salazar!? Enriqueceu os cofres do estado!? Antes demais encheu bem mas foi os cofres do Champalimaud, do Espírito Santo e dos grandes grupos económicos e latifundiários. Curiosamente o Hitler fez o mesmo. Curiosamente já em democracia os que mais beneficiavam com o fascismo,continuam a ser os mesmos. Portanto essas comparações que a menina faz são completamente descabidas. E não se esqueça que 1 mentira contada muitas vezes torna-se verdade. Que foi o que aconteceu. E a crise económica, a recessão e a estagnação da economia mundiais, são culpa do comunismo? Então se o comunismo é tão mau porque é se tomam medidas comunistas como as nacionalizações para salvar o capitalismo? O New Deal foi mau? Era uma medida comunista, aliás Roosevelt era constantemente acusado disso pelos conservadores. E minha amiga se você hoje tem direitos sociais é porque existiu e existem comunistas, senão não tinha nada. A não ser que a minha amiga pertence aquela classe em que as crises lhe passam ao lado ou que as leis a ela nunca se aplicam.

P.S.- O P.C.P matou alguém?É que a única desculpa que aqui encontram para combater o P.C.P é essa.
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 09:41

Na China e na Coreia há muitos direitos sociais como todos sabemos por isso você defende esses modelos
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 09:44

Mas você já lá foi?
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 10:40

Nem quero. E você porque é que nãp emigra para lá já que acha o capitalismo assim tão mau?
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 10:46

Porque eu sou português. Mas não era sobre isso que eu lhe tinha feito esta pergunta. Como é que você pode falar mal então de uma coisa que não conhece? Ou você é como a Maya?
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 10:48

E você fala bem sem ter lá ido como?Tem alguma mesa de pé de galo?
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 10:56

O Kim Il-Sung contou uns segredos só para si?
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 11:20

Mas você aqui alguma vez me ouviu aqui a defender a Coreia do Norte e a China eu nem sei o que é que se passa lá! As informações que nos chegam são sempre veiculadas via U.S.A como é que eu posso acreditar. Há bocado falou na emigração, já agora pergunto-lhe se isto aqui tb é tão bom porque é que tantos portugueses emigram?
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 13:16

Se aquilo lá é tão bom porque é que dois milhões de cubanos fugiram de lá? É por não gostarem das barbas do Fidel? Abra os olhos homem que ainda vai a tempo de ver o mundo tal e qual como ele é!
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 13:45

2 milhões!? daqui a bocado foi o país todo. Veja o Scarface e o Padrinho 2 e veja bem que tipo de Cubanos é que fugiram. Já os portugueses que emigram é porque não há trabalho e o que há é mal pago. Para não falar tb das muitas burlas que levam tb lá fora como cá dentro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.12.2008 às 15:19

"Veja bem que tipo de cubanos é que fugiram." Então o "socialismo", implantado há meio século, não tornou os cubanos todos iguais? Afinal são diferentes? E o "socialismo" serve para quê então? Deixe-me adivinhar: os maus são os que conseguiram fugir e os bons são os que não conseguiram. Acertei? As coisas que a gente aprende consigo, Peter...
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 10:07

Eu não defendo esses modelos sabe porquê? Porque eu pouco gosto de cópias, porque as cópias são sempre piores que os originais. Eu defendo o modelo comunista português que não é necessariamente igual ao deles até por questões culturais e afins.
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 10:43

O PC original? O PC é uma cópia do PC da URSS e foi criado como sucursal da Internacionak Comunista, qualquer pessoa que conheça um pouco de historia sabe isto.
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 11:35

Pelas bacoradas que diz vê-se logo que é uma autoridade na matéria. Sucursais,lol, veja lá se é antes franchising,lol, isto é só rir.
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 13:19

Andaram a lamber as botas aos russos até levarem com a bota do Gorby no queixo !
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 13:39

Lamber é uma coisa mais especializada do Durão Barroso e do Paulo Portas, na famosa cimeira dos Açores.
Sem imagem de perfil

De dita dura a 01.12.2008 às 13:49

E vocês não andaram a fazer o mesmo ao Brejnev?
Sem imagem de perfil

De Daniela Major a 01.12.2008 às 11:57

Caro Peter: Continua sem perceber. Quando eu mencionei Salazar ou Hitler foi precisamente utilizando os argumentos (falaciosos) que as pessoas usam quando os querem defender e que obviamente, não correspondem à verdade.

Quanto à sua última resposta: O P.C.P matou alguém?É que a única desculpa que aqui encontram para combater o P.C.P é essa.

O PCP nunca matou ninguém. Mas apoia ideologias que o fizeram.

Mesmo ontem quando se deu a ovação a Fidel e a Raul Castro, estes nunca mataram ninguém mas não primam exactamente pela Democracia. A tal que o PCP tanto apregoa.
Sem imagem de perfil

De Peter a 01.12.2008 às 20:13

Minha cara Daniela a quantas tentativas de assassinato o Fidel Castro sobreviveu por pessoas que se denominam democratas, a quantas? A sua ingenuidade deixa-me perplexo quantos governos e ditaduras foram suportados e financiados pelos democratas dos americanos/ingleses/franceses/alemães por esse mundo a fora. Explique-me lá como é que uma organização como a Nato tinha no seu seio um país como Portugal que era fascista e que assassinava tanto comunistas como outros contestários do regime. Então mas a Nato não era uma organização pela democracia? Quantas pessoas morreram e ainda estão a morrer no Iraque através de uma grosseira mentira co-adjuvada pelo governo português, apenas pela ganância do petróleo. E os E.U.A não são uma democracia? Abacha, General Sani ----------------------------Nigeria
Amin, Idi ------------------------------------------Uganda
Banzer, Colonel Hugo ---------------------------Bolivia
Batista, Fulgencio --------------------------------Cuba
Bolkiah, Sir Hassanal ----------------------------Brunei
Botha, P.W. ---------------------------------------South Africa
Branco, General Humberto ---------------------Brazil
Cedras, Raoul -------------------------------------Haiti
Cerezo, Vinicio -----------------------------------Guatemala
Chiang Kai-Shek ---------------------------------Taiwan
Cordova, Roberto Suazo ------------------------Honduras
Christiani, Alfredo -------------------------------El Salvador
Diem, Ngo Dihn ---------------------------------Vietnam
Doe, General Samuel ----------------------------Liberia
Duvalier, Francois --------------------------------Haiti
Duvalier, Jean Claude-----------------------------Haiti
Fahd bin'Abdul-'Aziz, King ---------------------Saudi Arabia
Franco, General Francisco -----------------------Spain
Hitler, Adolf ---------------------------------------Germany
Hassan II-------------------------------------------Morocco
Marcos, Ferdinand -------------------------------Philippines
Martinez, General Maximiliano Hernandez ---El Salvador
Mobutu Sese Seko -------------------------------Zaire
Noriega, General Manuel ------------------------Panama
Ozal, Turgut --------------------------------------Turkey
Pahlevi, Shah Mohammed Reza ---------------Iran
Papadopoulos, George --------------------------Greece
Park Chung Hee ---------------------------------South Korea
Pinochet, General Augusto ---------------------Chile
Pol Pot---------------------------------------------Cambodia
Rabuka, General Sitiveni ------------------------Fiji
Montt, General Efrain Rios ---------------------Guatemala
Salassie, Halie ------------------------------------Ethiopia
Salazar, Antonio de Oliveira --------------------Portugal
Somoza, Anastasio Jr. --------------------------Nicaragua
Somoza, Anastasio, Sr. -------------------------Nicaragua
Smith, Ian ----------------------------------------Rhodesia
Stroessner, Alfredo -----------------------------Paraguay
Suharto, General ---------------------------------Indonesia
Trujillo, Rafael Leonidas -----------------------Dominican Republic
Videla, General Jorge Rafael ------------------Argentina
Zia Ul-Haq, Mohammed ----------------------Pakistan

Estes senhores tem todos uma coisa em comum foram todos apoiados pelos E.U.A e seus aliados e mataram milhões de pessoas. Portanto cara Daniela a democracia que você defende está longe de ser isenta de crimes. E ainda faltam aqui bastantes.
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 30.11.2008 às 00:43

Estaline, conhecido pelo petit nom de Soso, amigo do seu amigo, contribuiu decisivamente para o controlo da população mundial. Contributo maior só o do Kamarada Mao!

Adoro quando o Pedro posta sobre os amigo da cassete. É cá uma chusma de comentários. De estalo, diga-se.
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:04

Ó filho é o chamado contraditório, não gosta? Já agora esforce-se mais 1 pouco porque a sua cassete tb eu oiço muitas vezes , mas a democracia é assim. Se calhar foi o Mao e o Staline que iniciaram a 1ª e 2ª Guerras mundiais e lançaram bombas atómicas. Esses grandes eventos de controle populacional. Xii na América Latina e em África foram eles de certeza.
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 30.11.2008 às 01:16

Ó filho, eu adoro o contraditório; outra grande conquista do comunismo.
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:43

Em Portugal é porque os outros são todos iguais.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 00:44

Para os comunistas, foi sempre característica comum e transversal das suas revoluções «os grandes avanços da civilização» começarem por demonstrações de barbárie.

Sei que é um bocado mórbido, até tétrico, mas ponho-me a imaginar a vitória de uma revolução comunista em Portugal: quem seriam os primeiros a tombar às mãos dos seus próprios correlegionários?

Cada vez que tento imaginar isso, mais óbvia se torna «a contribuição da URSS (...) para os grandes avanços de civilização verificados no século XX». A bem da Humanidade, o século XX não acabaria sem primeiro acabar a URSS e recuarem os tais 'avanços'.

Assim como assim, prefiro uma crise capitalista do século XXI do que uma revolução comunista do século XX. Aceito melhor um corrupto preso pelo poder judicial do que um desgraçado assassinado pelo poder político...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:21

Uma revolução comunista em Portugal garanto-lhe que ninguém assassinaria ninguém, esteja descansado.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 01:38

«Garanto-lhe que ninguém assassinaria ninguém» - disse Estaline a Trostsky em 1916.

Nunca estive tão descansado. O século XX já lá vai...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:46

" Como chefe do estado-maior das forças armadas vou cumprir com os desígnios do governo democraticamente eleito " Alberto Pinochet na tomada de posse de Salvador Allende.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 02:03

Julguei que estávamos a falar da «contribuição da URSS para os grandes avanços de civilização». Não era? Então, quando for para desancar no Pinochet, sai da frente que aí irei eu, que sou menos suspeito! Até lá, aguente-se com a sua URSS que foi isso que o atraiu. Já conheço de gingeira essas manobras de diversão: fizeram outrora parte de um suposto contributo para os avanços civilizacionais...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 02:15

Mas o Pinochet defendia o capitalismo e até teve guarida dessa grande democrata chamada Margaret Thatcher.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 02:33

Sim? E que conclusão tirou daí? Acha que fui eu que meti ideias na cabeça dele? Ou acha que meti alguma cunha a Lady Tatcher?...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 12:52

Desculpe era bastante jovem mas lembro-me que havia um consenso generalizado de pessoas que defendem as suas ideias em redor de Margaret Thatcher, a dama de ferro, era bem impolada pelos seus partidários e pelos media da altura.
Imagem de perfil

De António de Almeida a 30.11.2008 às 10:57

" Como chefe do estado-maior das forças armadas vou cumprir com os desígnios do governo democraticamente eleito " Alberto Pinochet na tomada de posse de Salvador Allende .

Sorry , é uma inverdade, quem garantiu lealdade a Salvador Allende na tomada de posse foi o Gen Schneider , cuja morte ocorreu antes do golpe de estado em circunstâncias por esclarecer na totalidade, Pinochet garantiu lealdade a Allende na sua própria tomada de posse como Chefe do Estado Maior. Não é muito importante no contexto do post mas fica a correcção.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 11:34

Fica e fica muito bem, meu caro. Boa memória.
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 12:49

Ó antónio almeida fique lá com a bicicleta, agora mais giro é essa sua observação sobre o Gen.Schneider ter morrido em circunstãncias por esclarecer na totalidade. Quando é sobre a União Soviética nunca há cirscuntâncias por esclarecer, foram logo automáticamente mortos pelo Staline, aqui nunca há dúvidas.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 13:36

Ó Peter, que coisa, hem? Há dezenas de milhões de mortes no tempo de Estaline por esclarecer, não é? Que injustiça...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 15:16

Esse estalinismo tardio fica-lhe tão mal, Peter. E retira-lhe toda a autoridade para se pronunciar sobre todos os outros crimes, cometidos por outros regimes (embora Estaline, neste matéria, tenha sido praticamente imabtível, há que reconhecer)
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 30.11.2008 às 01:11

E afinal o que são, mais coisa menos coisa, 30 milhões de mortos quando se pode ver ópera à borla?
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:24

Numa coisa tem razão esse foi o número de pessoas que morreram resultante da invasão nazi na União Soviética. Uma ideologia capitalista, mas quanto aos números que o Staline mandou executar foram bem menos, esforce-se mais um pouco.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 01:35

A ideologia nazi era capitalista? Deixe-me cá pensar... Era capitalista por não ser comunista? Deixe-me pensar melhor...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 01:53

Não me diga que não sabia que os grandes investidores do partido nazi na Alemanha eram os grandes grupos económicos. Xiça que capitalistas eram estes que depois não queriam o retorno do seu investimento. Será que nunca viu a lista de Schindler. É que o retorno desse investimento era mão-de-obra escrava nomeadamente judeus e eslavos que trabalhavam nas fábricas desses grandes grupos económicos a custo 0. Que falta de cultura.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 02:07

Deixe de fingir-se ingénuo. Estava mesmo à espera que eu defendesse o regime nazi??? Ora, palavra que fazia outra ideia de si...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 02:22

Eu não estou a dizer que o Jesus Christ defende o nazismo, o que eu estou a dizer é que o Nazismo foi financiado pelo capitalismo que curiosamente tb é 1 sistema que você defende. Bem até amanhã e vemo-nos todos no Campo Pequeno, eu só vejo potenciais comunistas aqui, ainda hei-de vos ver de cartão na mão.

Até amanhã Camaradas.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 11:39

Portanto, defendo o nazismo??? Ora, espere por mim no Campo Pequeno. Sentado. Serei fácil de identificar pelo cartão: é vermelho, mas não tem foice e martelo...
Sem imagem de perfil

De dita dura a 30.11.2008 às 02:17

E você não sabia que a Alemanha hitleriana e a URSS do Staline assinaram um pacto de amizade e boa vizinhança??
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 02:38

O Peter? Sabia, pois, mas atrapalhou-se. Agora já está a zurzir em Margareth Tatcher. Coitada da senhora, que deixou o poder do mesmo modo que chegou lá. E nem mandou matar ninguém enquanto esteve...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 12:54

A Margaret Thatcher não mandou matar ninguém!? Essa agora, a Guerra das Malvinas foi o quê? um passeio no Parque.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 13:53

Margareth Tatcher mandou matar gente? Ah! As Malvinas! Eu estava mesmo à espera dessa. As Malvinas eram uma espécie de campo tipo Goulag para deportar e matar a oposição trabalhista britânica. Certo, Peter?...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 13:06

Então não sabia o famoso pacto Molotov - Ribbentrop, uma tentativa parva de adiar o inevitável por parte de Staline. Mas meu amigo o antecessor de Churchill , o sr. Chamberlain e os E.U.A e a França é que deixaram os alemães se re-armarem e desrespeitar o tratado de Versalhes que eles próprios lhes tinham imposto. Portanto tb houve bastantes erros deste lado. Há e para não falar das simpatias que Hitler granjeava em diversos sectores da alta sociedade nestes países e mesmo em alguns membros da monarquia inglesa. E em Potugal havia tb uns poucos banqueiros que os admiravam.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 13:39

Julguei que o Peter defendia o regime da comunista. Afinal enganei-me. Ele só quer é encontrar defeitos a Ocidente para poder encolher os ombros a Leste. Fracote...
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 17:03

Caro JC eu sou tão fracote que até fiz com que este post tivesse 58 comentários. Já viu, diga-me lá se isto acontece noutros posts que não sejam de anti-comunismo. E sou apenas uma pessoa, vocês são bem mais e vêm-se à rasca para responder. Quem é o fracote afinal?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 17:56

Caro Peter, Você fala em anticomunismo como se fosse um defeito e afinal é um cumprimento (embora involuntário, no seu caso). Como se antifascismo não fosse um cumprimento também.
Sem imagem de perfil

De JC (o outro) a 30.11.2008 às 08:28

Estive a ler os comentários do Peter ...É a cassete em todo o seu esplendor . Ou o contraditório, em versão democrática, porque em versão comunista o contraditório não existe - quando é tentado resulta invariavelmente em exílio, prisão ou morte. Se o modelo comunista de sociedade é o melhor de todos, porque é que apenas nesses países os CIDADÃOS não podem circular livremente para o exterior? Porque já não voltariam? Porque descobririam que a igualdade na mediocridade não dá felicidade a ninguém , a não ser aos membros do comité que vivem sofridamente nas suas casas de campo? O igualitarismo comunista é uma das maiores desgraças ideológicas de sempre. Ninguém em liberdade escolhe um regime destes. E saber porquê, Peter ? Porque é sempre um regime de terror. Dê-me um só exemplo, apenas um, de um país comunista cujo modelo de sociedade gostasse de ver aplicado em Portugal? E para evitar o seu habitual maniqueísmo digo-lhe já que me revejo nos modelos de sociedade sociais-democratas - aqueles que ocupam os primeiros lugares do Índice de Desenvolvimento Humano da ONU e que combinam desenvolvimento económico e social com um profundo respeito pelos direitos humanos.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 11:41

Hum... ok... mas porte-se bem. Não gosto de ser confundido com gente de fraco intelecto...
Sem imagem de perfil

De JC a 30.11.2008 às 15:51

Eu também não gosto de ser confundido com ninguém. Quanto ao intelecto e ao respectivo grau de desenvolvimento, cada um é como é.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 30.11.2008 às 13:06

Imagine-se a maioria dos delegados votarem contra a Lista única para o novo CC.

Jerónimo não seria SG!

Teria de realizar-se um novo Congresso.

Seria extraordinária a confusão.
Sem imagem de perfil

De Peter a 30.11.2008 às 13:37

Isso era o que o meu amigo queria, continue a sonhar.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 13:42

Como a escolha do Comité Central vai ser à porta fechada, o PCP teve de anunciar que ela se faz por voto secreto. Já se sabe que o sistema foi sempre secreto. Quanto ao voto... Porreiro!
Sem imagem de perfil

De enfim... a 30.11.2008 às 13:27

Adoro a sua imparcialidade Pedro




(Ah, estava a ser irónico... Ou não?)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 15:18

Obrigado pelo elogio, Enfim...
(estava a ser irónico? Não me diga que aderiu ao clube da doutora Manuela)
Sem imagem de perfil

De nuno granja a 30.11.2008 às 14:49

nem mais Pedro Correia,

contra factos não há argumentos e apesar de todos os defeitos e crimes do capitalismo, julgo que não haverá em todo o mundo ocidental nada de comparável em termos de baixas das direcções dos partidos no poder executadas pela prata da casa

Talvez o Kennedy, o nosso Sá Carneiro, numa hipótese muito remota um Olaf Palm e um ou outro mais, mas nunca de uma forma sistemática e com um único mandante que ficou a rir-se na foto


peter deixe de por favor enxergue-se, faz exactamente a mesma figura que um nazi faria ao reagir a um post sobre o holocausto dizendo, "porque só fala do nazismo? e as mortes do comunismo?" ou já agora de um apoiante de Pinochet a dizer porque só falam da caravana da morte, e as mortes da revolução cultural na China?.

crime é crime, em nome dos negócios ou da luta de classes, se bem que no caso do post, foi mais tipo "daqui não saio e daqui ninguem me tira" e quem poderia remotamente constituir ameaça foi eliminado


nuno granja
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.11.2008 às 15:19

Olá, Nuno. Como diria a outra, um crime é um crime é um crime. Não há volta a dar.
Um abraço
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 30.11.2008 às 18:49

O Comunismo foi um zero civilizacional: pouco mais que nada a não ser na evolução do Armamento o comunismo trouxe. Qualquer Ditadura autocrática consegue ser mais eficiente que o Comunismo, desenvolver mais e em alguns casos caminhar para a liberdade.
Muitos pensadores da liberdade viveram em ditaduras, quais foram os pensadores que viveram durante o Comunismo?
Se os biliões de pessoas que estiveram sobre a pata do comunismo simplesmente tivessem direito á liberdade e desse modo a ter ideias talvez esses milhões de cérebros congelados pelo Comunismo tivessem desenvolvido saber, ciência e assim doenças já tivessem sido debeladas ou pelo menos o caminho para tal estaria mais próximo. Milhões de cérebros congelados é outro crime do Comunismo mas de que não se fala.
Sem imagem de perfil

De J.C. a 30.11.2008 às 20:58

Não é «sobre a pata», mas sim «sob», certo? Não tem importância: é só o contrário...
Sem imagem de perfil

De dita dura a 30.11.2008 às 18:59

Fazia falta suspender a democracia por seis meses ou seis anos ou séis decadas, sei lá.

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Estimado Henrique Pereira dos Santos,Vexa é um Sen...

  • henrique pereira dos santos

    Vou explicar-lhe uma coisa simples: pessoas adulta...

  • Anónimo

    A ignorância e a inveja são os nossos principais p...

  • Anónimo

    Não é só por cá que as ditas elites políticas alme...

  • Anónimo

    o Ir.: O e C percebe muito de fundos, SCP e sondag...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D