Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sobreviventes (16)

por Pedro Correia, em 22.11.08

 

SIDNEY POITIER

 

Muito antes de os EUA sonharem sequer que teriam um presidente mestiço, um actor negro nascido nas Bahamas conseguiu uma proeza impressionante: um Óscar de Hollywood pelo melhor desempenho masculino em Lírios do Campo (1963). Precisamente no ano em que Martin Luther King fazia um dos mais belos discursos de todos os tempos, declarando em Washington que sonhava com um mundo onde os homens não pudessem ser julgados pela cor da pele.

Sidney Poitier estava então para o cinema como Barack Obama está hoje para a política. Impôs-se desde muito jovem em filmes como No Way Out  (Joseph L. Mankiewicz, 1950), Sementes de Violência (Richard Brooks, 1955) e Um Homem tem Dez Metros de Altura (Martin Ritt, 1957). Contracenou com Paul Newman, Tony Curtis, Glenn Ford, Richard Widmark - todas as vedetas da época. E continuou a romper barreiras raciais em filmes como Adivinha Quem Vem Jantar e No Calor da Noite, ambos de 1967. Neste, ficou célebre uma réplica sua a Rod Steiger, que fazia de polícia racista: "Chamam-me Mister Tibbs." Uma das frases mais memoráveis do cinema, pronunciadas pelo senhor Poitier. Antes dele, os negros em Hollywood apenas podiam ser mordomos, porteiros de hotel ou pianistas de bar. Depois dele, puderam ser tudo.

Nasceu a 20 de Fevereiro de 1927 (tem 81 anos).



7 comentários

Imagem de perfil

De Ana Vidal a 22.11.2008 às 02:14

Um charme irresistível, um pioneiro e ainda por cima um bom actor.
Sem imagem de perfil

De VICI a 22.11.2008 às 02:55

Grande texto!
Sem imagem de perfil

De Eng. J. Pitágoras a 22.11.2008 às 03:35

Poitier teve sorte. Hollywood precisava do homem certo para os guiões sobre racismo que estavam na moda. Naquela altura e com tanta África nossa, o tema não devia dizer-nos nada e, pessoalmente, confesso que nunca me atraiu. O certo é que Poitier foi a mosca no mel do cinema americana da época.

Reconheça-se que Hollywood também teve sorte, porque Poitier tinha talento e pôde provar que também dava conta de outros papéis. Tem 81 anos? Só se foi descongelado agora, porque ainda há pouco tempo continuava a aparentar uma quase eterna meia idade em excelente forma...
Sem imagem de perfil

De mike a 22.11.2008 às 10:33

Uma excelente escolha a que um magnífico texto deu corpo. Recordo-me, (como poderei esquecer?) de um discurso dele numa entrega de Óscares desdramatizando a "cor" no cinema americano, algo que, creio, só ele poderia fazer, com a plateia a aplaudir de pé, mas vergada. Um grande actor e um grande homem.
Sem imagem de perfil

De Fonte próxima a 22.11.2008 às 10:47

Belíssimo, caro!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 22.11.2008 às 15:21

Gostei de ler, Pedro. Era pequena quando ouvi o meu pai dizer que ia ao cinema ver «Adivinha Quem vem Jantar».Anos depois, vi eu na Televisão.
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 22.11.2008 às 19:08

Essa do romper as barreiras raciais tem que se lhe diga. Seria perseverança ou permissão conveniente do Sistema?

Como actor nunca me caíu no goto. Incluo-o naquela categoria dos Actores de Um Registo Só.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D