Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ironia do des(a)tino

por João Villalobos, em 18.11.08

Antes, Manuela Ferreira Leite recusava o soundbite. Agora tornou-se especialista em soundbites que funcionam ao contrário (já aconteceu com Guterres, como lembra LPM aqui). Se algo se aprende cedo em comunicação é que a ironia nunca funciona eficazmente como  arma discursiva. Uma vez gravada, transcrita e publicada (ou emitida) a frase, o que ela origina são no mínimo mal entendidos e, no máximo, um bruá desgraçado.

É óbvio para qualquer pessoa com dois dedos de testa que MFL não defendeu a suspensão do regime democrático. Mas os senhores do circo já montaram a tenda em torno das suas declarações e o espectáculo ainda mal começou. 

De uma vez por todas: O problema comunicacional de MFL não é dela. É de quem conseguiu assessorá-la tão mal que se arriscam a tombar pela base os pilares em que assenta(va) a sua reputação: A credibilidade e a autoridade que lhe deram a vitória e a colocaram na liderança do PSD.

Manuela Ferreira Leite não pode falar com (ou na presença de) jornalistas agora da mesma forma que falava antes de ser líder. Manuela Ferreira Leite não pode ser irónica e muito menos desta maneira. É o que acho. Mas daí a participar no circo de feras que se levanta, meus amigos, não contem comigo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



10 comentários

Sem imagem de perfil

De Eng. J. Pitágoras a 18.11.2008 às 18:26

Discordo, meu caro. Manuela Ferreira Leite pode usar ironia, lançar 'soundbites e essas coisas todas. Com jornalistas e na frente dos jornalistas também. Estes é que não devem noticiar essas coisas...
Sem imagem de perfil

De trucos-de-blackjack a 02.02.2009 às 15:46

Estoy totalmente de acuerdo. La clase politica y su discurso de divide en dos partes distintas: la pré-elección y la pos-elección, en las cuales hay (o debería haber) todo un entrenamiento discursivo adecuado al feedbak de los média.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.11.2008 às 18:43

"Eu não acredito em reformas, quando se está em democracia...". "Quando não se está em democracia é outra conversa, eu digo como é que é e faz-se", "E até não sei se a certa altura não seria bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a democracia".
Porreiro pá! e depois o Socrates é que é ditador, hihihi
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 18.11.2008 às 18:54

Na política a ironia é perigosa. Falta o tom a expressão ou o sorriso, ficam as palavras.

Curiosamente, aconteceu-me o mesmo numa intervenção na TSF sobre a criação do concelho de Vizela. Afirmei o contrário do que pensava e tive que esclarecer tudo muito bem. Era eu dirigente concelhio do PCP, foi uma confusão tal.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 18.11.2008 às 20:56

Estou farta de política, mas parabéns pelo título do post, João!
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 18.11.2008 às 22:25

João Villalobos:

«Mas daí a participar no circo de feras que se levanta, meus amigos, não contem comigo».

É, obviamente, uma posição que respeito.
No entanto, concordará que ela tinha obrigação de conhecer a História do golpe de 28 de Maio de 1926 e o que se lhe seguiu: - Ditadura Nacional, seguida, não do regresso à democracia, mas da continuação da ditadura, sob a designação de "Estado Novo".
E bastava ter feito essa reflexão para não se meter por esse caminho. Foi insensata. principalmente por ser líder.

O que me parece é que ela não sabe resistir à pressão. Há tempos, alguém invocava como "handicap" o facto de ela não estar no parlamento. Agora, acho precisamente o contrário. Ela não dá mostras de poder enfrentar Sócrates no Parlamento. Era um desastre.
Imagem de perfil

De Luís Naves a 18.11.2008 às 22:47

concordo inteiramente com este post, joão.
Sem imagem de perfil

De Ana Pereira a 18.11.2008 às 23:59

Eu não quero acreditar que o MFL preconizasse aquilo que se pode deduzir das suas palavras,contudo tambem não notei na sua expressão que estivesse a ironizar.Acho que talvez esteja com alguma falta de prática para falar para a comunicação social.Mas tem sido umas atrás das outras é melhor arranjar um teleponto porque de improviso acaba por dizer aquilo que não deve
Sem imagem de perfil

De Emilia a 19.11.2008 às 07:40

O que eu penso é que a senhora é parca em palavras e quando tenta alongar o seu comentário para um discurso é o que sai.....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.11.2008 às 14:20

João, o problema não está no circo nem nas feras. O problema é apenas que a senhora é um cepo político. Tão simples que até parece mentira, não?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    1974, Setembro, LM:Antes de seguir para a cidade, ...

  • Anónimo

    Muito bem escrito.Devemos ter sido amigos e vizinh...

  • Sarin

    Porque nem sempre discordamos, permita-me partilha...

  • Anónimo

    novos-ricos cheio de 'entusiasmo urinário'

  • Luís Lavoura

    Parece que o João Távora está contente com o perfi...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D