Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A maioria nas mãos de Alegre

por Pedro Correia, em 13.11.08

 

Manuel Alegre pôs o dedo na ferida: "Como reformar a educação, sem ou contra os professores?”, questionou o histórico deputado socialista, afirmando em voz bem alta, como é seu costume, aquilo que muitos trampolineiros do partido do Governo vão já dizendo também por aí, mas por enquanto ainda em sussurro. A crítica de Alegre é política, mas Maria de Lurdes Rodrigues, incapaz de enfrentar o contraditório, levou a questão para o plano pessoal, procurando desqulificar o interlocutor ao insinuar que o vice-presidente da Assembleia da República lhe dirigira "insultos". A fragilidade actual da ministra ficou bem patente no facto de José Socrates ter sentido necessidade de fazer coro contra Alegre, deixando estalar o verniz: na sua opinião, o poeta "não tem razão nenhuma".

Chega tarde à refrega. Este primeiro-ministro que assim fala é o mesmo que em Janeiro tirou Correia de Campos do Governo, precisamente no auge das críticas de Alegre ao ministro da Saúde, e pôs no lugar de Campos uma apoiante da candidatura presidencial do autor da Trova do Vento que Passa. Como já aqui escrevi, a "escovadela" de que o titular da Saúde foi alvo reforçou a legitimidade da acção política de Alegre, dentro e fora do partido. Sócrates detesta as posições críticas de Alegre, embora só agora isso tenha ficado transparente. Mas não ignora que o poeta, quando fala, não se limita a exprimir teses pessoais: dá voz a uma ampla corrente de opinião, cada vez mais dissonante de um governo que se multiplica em trapalhadas. Estamos a falar de um milhão de votos. Por outras palavras: a revalidação da maioria absoluta socialista está cada vez mais nas mãos de Alegre. Basta ele querer. Ou não.



2 comentários

Sem imagem de perfil

De momento de cidadania a 13.11.2008 às 13:51

Não gosto, não consigo gostar e não tenciono fazer qualquer esforço para gostar desse homem que pensa ser o representante da liberdade em Portugal. Falo obviamente de Alegre.
Irrita-me a maneira que ele fala das coisas, como só ele sabe o que é democracia. Quem o conhece e com ele priva de perto sabe que não é assim, pois ele é prepotente mal criado e um burgueses de merda .
Por tudo isso é que ele não faz não fez e nunca irá fazer nada de util para a sociedade.
Chega! Ele não percebe que nunca irá passar de um deputadito comum.
Sem imagem de perfil

De Bruno - Planetas a 13.11.2008 às 18:28

Concordo,
Manuel Alegre parece daqueles velhinhos que tem medo de ser ignorados pelo resto da familia e por isso estão sempre a ralhar com todos lá em casa, quando no fundo apenas querem um pouco de atenção e carinho...!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • voza0db

    O Roque preocupado com o que se passa na China é m...

  • Anónimo

    https://www.publico.pt/2020/01/27/mundo/noticia/ch...

  • Vasco M. Barreto

    Caríssimo, Tendo em conta que passa a vida a escre...

  • Anónimo

    Ignorância, estupidez e dor-de-corno, deve ser a l...

  • Anónimo

    u já venho a escrever há muitos dias que após Hong...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D


    subscrever feeds