Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estrelas de cinema (12)

por Pedro Correia, em 10.11.08

QUANTUM OF SOLACE *

Mataram o James Bond. É verdade que a personagem se vai perpetuando de filme para filme, mas a febre da correcção política descaracterizou por completo o agente 007, roubando-lhe a aura imoral e cínica. A última película da série, recém-estreada, é um perfeito exemplo disso. Bond liofilizou-se, amansou, passou a beber os ares do tempo. Agora deu em odiar ditadores, abraçou a causa ecológica, trocou os cenários luxuosos pelo banlieu de Porto Príncipe e pelas tabernas mais ordinárias de La Paz. Faltou pouco para o vermos num comício de apoio a Evo Morales, o presidente-índio que proclamou o socialismo em versão andina. Deixou de dizer a frase que mais o celebrizou - "Bond, James Bond" - como se andasse em crise existencial. Trocou o sexo pelas mágoas de amor. Para cúmulo, despreza os atributos da bela de serviço, a esplendorosa Olga Kurylenko, com quem se limita a trocar um furtivo beijo. E já não bebe dry martini: sente um complexo de culpa quando empina uns copos nem ele sabe de quê.

Em suma: um verdadeiro enjoo. Há muito que não se via um Bond tão insípido. Salvam-se o fabuloso genérico e as cenas de acção, com inacreditáveis arraiais de porrada, mais devedores da banda desenhada do que do cinema. Aliás a cena de pancadaria mais emblemática decorre aqui num andaime, metáfora de um Bond que deixou de ter laivos aristocráticos para se tornar "operário". Mas talvez no próximo filme já isto nem exista: ainda havemos de ver um 007 a beber capilé por uma palhinha, de flores no cabelo, convertido ao hinduismo, leitor dos sonetos de Florbela Espanca e membro da Sociedade Protectora dos Animais. Vai uma aposta? 

 

Quantum of Solace (2008). De Marc Forster. Com Daniel Craig, Mathieu Amalric, Olga Kurylenko, Gemma Aterton, Judi Dench, Jeffrey Wright e Giancarlo Giannini

 

Tags:



1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo ao Sul a 11.11.2008 às 00:08

Pedro, a crise toca a todos, até ao melhor agente secreto do mundo. O Bond , James Bond , tem de aceitar os trabalhinhos todos, descer de nível sempre que exigido, controlar as despesas (qual dry Martini , beba água) se quiser manter o emprego. Se assim não proceder está tramado, é logo substituído por um estagiário disposto a tudo, até a trabalhar de borla. Como no jornalismo.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    (cont.)E se a AR é a Casa da Democracia, não haver...

  • Anónimo

    O Parlamento representa o eleitorado e é uma amost...

  • anónimo

    O desinteresse nasceu e subsiste porque metade do ...

  • Carlos Sousa

    Explicou perfeitamente, só que essa solução leva a...

  • balio

    Não sei de quem é a culpa dos erros nos cadernos e...


Links

Muito nossos

  •  
  • Outros blogs

  •  
  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D


    subscrever feeds