Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Agora já não falam da Caixa...

por Pedro Correia, em 09.10.08

Por onde andará a dinâmica rapaziada ultra-liberal que ainda há bem pouco advogava alegremente a privatização da Caixa Geral de Depósitos? Tenho estranhado o silêncio deles nas últimas semanas. Nem sequer o sagaz dr. António Borges, presuntivo número dois do PSD, diz agora umas palavrinhas sobre tão palpitante assunto. Logo ele, que tanto gosta de falar. Terá ido à Turquia com a líder do seu partido?



14 comentários

Sem imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 09.10.2008 às 18:31

So algumas notas: não é preciso o termo ultra-liberal, liberal basta; o António Borges não é um qualquer e sabe que a esmagadora maioria das pessoas não sabe muito de economia, logo se ele viesse defender a privatização da CGD (que seria óptimo!) muita da sua pouca popularidade iria à viola. Não pense que é por estarmos numa crise financeira que as privatizações ficam inviabilizadas. Acredite que não estaríamos a passar por muito do que estamos a passar se nesse mundo fora os bancos não acreditassem tanto que poderiam ser salvos caso algo corresse mal.

abraço,

TMR
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 09.10.2008 às 19:15

Seria óptimo?

Há pessoas que ainda não perceberam bem o que se está a passar. Deve se o resultado do estado de choque. Ou então querem pôr o resto de pantanas.

Vá lendo as notícias, todas.

Sem imagem de perfil

De Bruno-Planetas a 09.10.2008 às 19:44

Boa Pedro, boa!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2008 às 19:49

Isso dá pano para mangas, Tiago. Teremos certamente ocasião de analisar o tema, nos nossos blogues.
Abraço
Sem imagem de perfil

De tric a 09.10.2008 às 19:06

e o que dizer de Pedro Passos Coelho, tão apoiado no DN ?



Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 09.10.2008 às 19:10

Pedro Correia:

O homem anda em maré de azar. Além dessa da Caixa, teve a "lucidez e a oportunidade" de afirmar - há menos de 5 meses - que o subprime foi a maior invenção financeira dos últimos anos. Brilhante.

Eu só me admiro é como ainda não lhe retiraram (cassaram) o diploma.

Perante as circunstâncias, tem todos os motivos para se refugiar ... no silêncio.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2008 às 19:50

Um homem brilhante, sem dúvida, Manuel Leão. Se chegasse a ministro das Finanças, a emigração disparava...
Imagem de perfil

De António de Almeida a 09.10.2008 às 19:21

-A Caixa Geral de Depósitos deveria ser privatizada. Esta não é obviamente a melhor altura para vender uma instituição financeira, o preço seria mais baixo, apenas isso, mas continuo a defender que o estado não tem de ser um player no mercado.
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 09.10.2008 às 20:27

Não, está enganado!

Os gulosos queriam o preço preferencialmente baixo. O ponto de vista deles é o do comprador.

E depois, não é usando esses termos estrangeiros, como "player" e quejandos, que disfarça a ausência de argumentos. Convence apenas quem já estiver "convencido".

Em resumo: - Vossa Exª canta bem, mas não me encanta.

Essa "música" já é muito conhecida. É um autentico canto de sereia, para atrair os incautos!
Sem imagem de perfil

De Bruno-Planetas a 09.10.2008 às 19:48

«...continuo a defender que o estado não tem de ser um player no mercado»

Caro António,
Parece que os players que não se safam no mercado sozinhos..!
Imagem de perfil

De Pedro Sales a 09.10.2008 às 20:25

os que estão a defender a privatização da Caixa talvez não tenham lido a notícia, que saiu no Jornal de Negócios, que dá conta de uma corrida de novos clientes ao banco do Estado, muitos deles fechando as antigas contas em bancos privados. As coisas são como são, e, no fim do dia, o pessoal acredita mesmo é no Estado. É a vida.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2008 às 20:46

Dizes bem, Pedro: as coisas são como são. Dito de outra maneira: os factos falam por si.
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 09.10.2008 às 21:23

Meu Caro Pedro,
como a imagem parece ser da Caixa-Forte do Tio Patinhas, esperemos que o Estado não abra mão do que detém...
Abraço
Sem imagem de perfil

De Manuel Leão a 09.10.2008 às 22:56

Paulo Porto:

Também espero que não.

Mas os gulosos são muitos e nem sempre os guardiões estão atentos.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Na bicha, minha senhora, na bicha.Recusar colonial...

  • Luís Lavoura

    uma acção coerciva de uma violência brutal, sem cu...

  • Luís Lavoura

    Sim, Marina, as pessoas em Lisboa estão todas borr...

  • Anónimo

    https://observador.pt/opiniao/retorno-ao-normal-de...

  • Anónimo

    Deu-se ao trabalho de verificar as credenciais de ...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D