Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cerrar os Dentes

por Paulo Cunha Porto, em 03.10.08

Pode-se sorrir e sorrir e ser-se vil.

Shakespeare, «Hamlet», I, 5

 

Pois pode, Will! Mas isso só diz algo negativo da pessoa, não do acto. Descobrir que, por sorrir, se é vil é coisa que apenas encontramos no interesseirismo das bocas escancaradas, como as dos políticos em busca dos votos das mãos que apertam. Mas quantas vezes não é o contrário? Estou muito mais predisposto a admirar o sorriso arrojadamente arvorado naqueles que pareceriam ter razões para dele desistir, porque se não deixaram abater pelo infortúnio que nos parece chocar mais a nós, que estamos de fora. Ou dos que tendo motivo de felicidade, se deixam embarcar nele abrindo-a francamente ao outro. Um sorriso não-desvirtuado pelo objectivo de ganhos sem elevação não é o riso, tantas vezes ofensivo do Gosto e da Bondade. Mesmo quando é enganador, visa garantir a elegância, ou a confiança daqueles meios em que nos sentimos bem. Ainda há um par de dias um cachorro se atirou a mim em busca de festas, acompanhado das desculpas da dona, que me dizia "ele é assim, basta um sorriso". Senti-me recompensado com a condecoração de um Poder que, para variar, respeito. E a Filha de um Querido Amigo, então com nove anos, depois de me ter visto pela primeira vez, disse: tu ris bem (referindo-se ao sorriso, pois que não soltei gargalhada alguma). Foi o maior elogio que uma Mulher me fez, apesar de equivocadas e semeadas palavras agradáveis que fui ouvindo nestes quarenta e tantos anos.

Prevenção: nunca tecer louvores ao sorriso alvar do Próximo, como Artur Agostinho, nas Memórias, diz que ouviu insistentemente fazer a um Ministro, por confusão com a semântica de alvo.

Hoje determinaram que fosse o Dia Mundial do Sorriso. Não mostrem os dentes só nesta data, mas exorto-Vos a sorrir com «Give The World a Smile», aqui por The Cathedrals.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



14 comentários

Sem imagem de perfil

De Margarida Pereira a 03.10.2008 às 19:07

:)
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 03.10.2008 às 19:45

Mil Graças!
Beijinho, Querida Margarida
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 03.10.2008 às 20:00

O velho Will tinha razão, um sorriso é sempre uma arma poderosa e potencialmenteperigosa. Para o melhor e para o pior, diga-se. Mas não imagino um mundo sem sorrisos, porque não o imagino sem humor (e no humor gosto de alguma subtileza).

E confirmo: tu "ris bem", o que é uma qualidade inestimável.

beijo
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 03.10.2008 às 21:00

As crianças são muito justas nos seus cumprimentos. Foi o caso :)
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 03.10.2008 às 21:07

Como eu o compreendo, caro Paulo.
Assino por baixo.
Abraço.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 03.10.2008 às 21:12

Texto bonito Paulo.
Para mim o dia do sorriso( estranho: e os outros dias? ), devia vir atrelado ao do olhar, onde ele mora tantas vezes...
Beijo
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 03.10.2008 às 21:47

É isso, Cristina, um só dia é muito pouco, embora possa parecer esforço descomunal a quem nunca o rasga. E sim, o olhar é, neste campo, a manifestação sem os riscos da afectação.
Beijo
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 03.10.2008 às 21:29

Qierida Ana,
é bem verdade. O filósofo Stern fedendeu que o riso era sempre uma degradação de valores Eu descofio destas preconceituosas aversões, que me parecem implicar demasiado estudo abstracto e diminuto olhar para o que rodeia. Já vi pessoas sem outros recursos em quem o sorrir era uma poderosa maneira de amar cristãmente.

Querida Teresa,
o mesmo poderia en dizer da minha Iluminante Interlocutora de ontem...
Mas tem razão, porque não condicionadas pelos rituais e aspirações dos adultos, os juízos da gente pequena são mais libertos de elementos falseadores.

Meu Caro Mialgia de Esforço,
é sempre tremendo termos de nos refugiar na Infância, ainda que de outros, para encontrar aspectos de pureza comparativamente maior. O que devia ser uma etapa de aperfeiçoamento supera os que o deviam moldar. É triste para todas as gerações hoje em plena actividade.
Quero dizer o quanto calou fundo neste irrecuperável vaidoso a concordância com a Miúda, por parte das Senhoras que a exprimiram.
Beijinhos e abraço
Sem imagem de perfil

De mike a 04.10.2008 às 00:06

O William era um sábio, caro Paulo. E a menina foi, como diz e bem a Teresa, justa e genuína. Quanto às equivocadas e semeadas palavras agradáveis, calculo que não tenha renegado um sorriso a quem as proferiu.
Um abraço.
Sem imagem de perfil

De Luísa a 04.10.2008 às 04:12

Também não duvido da genuinidade do seu sorriso, Paulo, porque é o que mais vejo nas suas letras.
O sorriso já é, nalgumas partes do mundo, uma cultura de atendimento. Mas deveria sê-lo de muitos outros actos humanos e em todas as partes do mundo. Talvez se se criassem mais dias mundiais do sorriso e, sobretudo, se se lhes desse mais divulgação…
Enfim, o dia passou, mas nunca é tarde para um :-)))))))))))))))))))))) [sorriso muito rasgado e talvez um pouco alvar. É o sono].
Sem imagem de perfil

De JuliaML a 04.10.2008 às 08:07


afasta a raiva, querido Paulo. anda por aí´gente muito raivosa.
olhe ,eu sorrio que me farto.

e a criança tem razão, os genuinos reconhecem-se!


Sem imagem de perfil

De marilia a 04.10.2008 às 10:50

(Sor)rir é sempre o mlehor remédio nesse mundo meio maluco em que vivemos, querido Paulo.
Por isso, um sorriso pra você. De longe, mas de coração.

Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 04.10.2008 às 11:54

Querida Marília,
e se o Seu é bonito, que já tive a felicidade de vê-lo em fotografia!
Beijinho, sorrir é, de facto, o melhor remédio

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • António

    Portugal está cheio de Salazarinhos.

  • Anónimo

    Presumo que a medida não se aplica aos bovinos mac...

  • Anónimo

    ..." Mas não nos acontece, tal como o filho mais v...

  • Anónimo

    Este andaço para pouparem a vida dos animais é dev...

  • Anónimo

    Modas e vontade de ficar bem na fotografia...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D