Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O partido que prefere o monólogo

por Pedro Correia, em 01.10.08

Vira o disco e toca o mesmo. As teses para o XVII Congresso do PCP recuperam tudo quanto já foi dito e escrito pelo partido sobre a necessidade de haver "diálogo à esquerda", enquanto se bloqueia a todo o passo esse mesmo diálogo. Isto porque os comunistas julgam ver "direita" em todo o lado. PS? Tem "políticas de direita". BE? É um "partido socialdemocratizante", com "uma atitude determinada em muitos casos pelo anticomunismo". Fica a certeza que, à esquerda, o PCP só "dialogará" com um partido-muleta, tão domesticado quanto nulo, como Os Verdes, herdeiros espúrios do MDP/CDE. Nenhuma solução governativa é possível com eles, o que estas teses só confirmam.

Isto força o PS a pedir em 2009 a renovação da maioria absoluta aos eleitores para poder governar como alternativa à chamada "direita". Curiosa ironia: se Sócrates repetir a maioria, será em grande parte devido ao PCP, que - como os eleitores não ignoram - se nega por sistema a contribuir para um Executivo que possa governar à esquerda, tornando-o inútil para esse efeito. Embora não se tenha importado de contribuir para a maioria de Rui Rio na Câmara do Porto, por exemplo. Sempre em nome do "diálogo à esquerda", claro.

Autoria e outros dados (tags, etc)



12 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2008 às 15:11

Pode ser que amanhã de manhã já se tenham tornado monárquicos.
Sem imagem de perfil

De Änönïmö a 01.10.2008 às 15:13

"As secções locais de três partidos políticos, PS, PSD e PCP, funcionam em espaços alugados à Câmara Municipal de Lisboa, à qual pagam rendas mensais de valor compreendido entre 4,55 euros e 75 euros".

Partidos, para que vos quero?
Sem imagem de perfil

De Mialgia de Esforço a 01.10.2008 às 15:38

Ninguém os avisou que as cassetes deixaram de ser produzidas...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2008 às 15:41

Não desgosto da deputada Heloísa.

Leva muitas vezes o licenciado a passar-se dos carretos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2008 às 16:24

Em 2009, o PS pedirá sempre a maioria absoluta, como é evidente, e não podia pedir outra coisa...
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 01.10.2008 às 18:05

Não custa nada pedir a maioria absoluta. Basta o PM a referir, e já está.
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 01.10.2008 às 18:27

Meu Caro Pedro,
que admira que o Partido com Paredes de Vidro se ponha a falar para as paredes? É a única forma que têm de olhar para fora...
Abraço
Sem imagem de perfil

De RMS a 01.10.2008 às 18:30

Então é o PCP que força o PS a pedir a maioria absoluta? Curioso como descarta o BE numa eventual política de alianças do PS - bem mais próximo de algum PS do que o PCP -, e, ainda mais curioso, o PSD.

A política de alianças locais do PCP sempre foi devidamente explicada e fundamentada aos eleitores e aos militantes, faça uma visita ao site do PCP e encontra lá tudo.

Sim, é um facto que os eleitores da CDU estão atentos e a isso não terá sido alheio o facto de ter a Coligação ter aumentado a sua votação para a Assembleia Municipal do Porto.

A última sondagem dava ao PCP 12,6% - é um aumento considerável atendendo ao facto de que as sondagens, por norma, ficam aquém dos resultados reais da CDU.

Por isso, é verdade e dou-lhe razão: Os eleitores estão efectivamente atentos. Felizmente.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 01.10.2008 às 19:25

A esquerda para o PCP, é a Heloísa , o Franscisco Madeira e aquele sr. baixinho da ID que agora n me lembro do nome. Todos os outros estão ao serviço de políticas de direita.
Sem imagem de perfil

De rms a 02.10.2008 às 10:04

O que não é de certeza esquerda para o PCP é o Manuel Alegre, ó aglutinador dos fracos e oprimidos, disso podes ter a certeza...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.10.2008 às 13:56

Caro Ricardo, então o Manuel Alegre também já é de direita? É o que eu digo: o PCP vê direita em tudo quanto é sítio. Só Os Verdes é que não são. Assim continuarão na oposição para sempre. Que sentido faz votar num partido que jamais se disponibiliza para alternativas de governo?
Sem imagem de perfil

De rms a 03.10.2008 às 14:16

O PCP vê a direita como entender, de acordo com a vontade dos seus militantes que lhe definem o programa.

Eu, militante de base do PCP, não vejo o Manuel Alegre como alternativa de esquerda, por motivos vários.

O PCP com certeza que se disponibiliza para integrar um Governo que seja efectivamente de esquerda. E ser de esquerda parece, nos dias de hoje, um conceito tão abrangente que vai desde a malta do Verde Eufémia até ao Res Pública. Acha o Pedro que os dois são conciliáveis? Eu, pessoalmente, acho que não.
Acha mesmo que com um PS que apresenta um código laboral como o que apresentou, alguém de esquerda pode convergir com o PS? Ou as teorias de que o PS conseguiu a maioria absoluta com votos à direita já não valem?

O PCP tem o seu projecto e o seu trajecto, alteráveis segundo circunstâncias específicas, onde a avaliação do Partido em torno de seriedade e coerência dos outros sujeitos também terá o seu papel. O PCP não pretende aglutinar por aglutinar; propõe antes um projecto alternativo de sociedade. Quem não concorda, não concorda e está no seu direito. O que o PCP não permitirá com certeza é que seja condicionado na sua acção e nas suas posições por elementos exteriores ao Partido e que aparecem e desaparecem ao sabor do interesse mediático de determinadas acções ou condições.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vai acabar como sempre tem acabado desde o sec.XVI...

  • Anonimus

    Se o Trump não quer pagar autoestradas no Iraque, ...

  • Francisco Albino

    E ainda um efeito pouco referido e particularmnete...

  • Anónimo

    a mini-remodelação ficou sem suspensórios por dete...

  • marina

     don mariano deu conta do recado, quero ver q...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D