Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O 'feedback' do 'self-checkout'

por Pedro Correia, em 30.09.08

 

“Agora, uma viagem aérea pode ser comprada e o check in feito em máquinas automáticas on line. Já é possível em vários estabelecimentos comerciais usar caixas automáticas, em que é o próprio cliente a registar as suas compras em scanners de códigos de barras e a fazer o pagamento. Com o self-service, as empresas tornam-se mais competitivas. Há já o exemplo dos call centers. E há outras vertentes. A primeira é a apetência que um certo grupo de consumidores, os early adopters, tem por experimentar e testar novas formas de oferta. E apenas 5 por cento de clientes de supermercados se recusaram a utilizar serviços de self-checkout. O feedback dos clientes é muito positivo porque o self-checkout permite uma passagem em caixa mais rápida, sendo que o sistema é user-friendly. Mas falta ainda uma espécie de incentivo, como um voucher que desse descontos, e colocar pequenos chips nos produtos, cuja informação pode ser lida automaticamente.”

Este texto de leitura tão penosa resulta de uma montagem de frases que fiz, todas extraídas de um artigo saído recentemente num dos principais jornais portugueses. Um artigo que demonstra pelo menos duas coisas. Por um lado, a vontade de comunicar com o leitor, da parte de alguns jornalistas, é mínima – o que me deixa perplexo. Por outro, sem que quase nos apercebamos disso, é cada vez mais evidente que os nossos jornais começam a ser escritos com frequência numa espécie de crioulo luso-americano, povoado de termos de importação tecnocrática que se pretende transpor a martelo para o discurso comum.
É feio. E triste. E é sobretudo muito sintomático de um certo provincianismo mental português. Que pode aparecer com um verniz modernaço mas que é quase tão antigo como a fundação da nossa nacionalidade.
 
Publicado no Sete Vidas como os Gatos, correspondendo a um amável convite do Rui Vasco Neto

Tags:



19 comentários

Imagem de perfil

De Rui Vasco Neto a 30.09.2008 às 19:11

Um belíssimo texto, como tive ocasião de piar lá na loja na altura. Mas tenho um gorjeio diferente que não disse mas digo agora: há textos que valem pela abordagem, tão somente. Este é um deles.
Abraço, Pedro. Ou melhor, toma lá um hug e guarda na freezer!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.09.2008 às 22:00

Grande abraço, Rui. E vai entrando em estágio. Serás um dos nossos convidados para um próximos jantares do Corta-Fitas. Com todo o mérito.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Joao S.

    ahahahha. A voz deste chegar ao grande publico. LO...

  • Anónimo

    "A false flag operation is an act committed with t...

  • Anónimo

    Cheira-me a AUTO-mutilação. Da esquerda, claro.

  • Anónimo

    ok.

  • zazie

    Tome lá que esta é para sihttps://portadaloja.blog...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D