Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Destes, já não há

por Cristina Ferreira de Almeida, em 22.09.08

No outro dia encontrei o general Ramalho Eanes com a mulher. O general é cordial, sempre direito e enigmático. Manuela Eanes é muito simpática, como se me conhecesse de menina, com o seu penteado fora de época e uma cor de baton que já se voltou a usar e a deixar de usar várias vezes.

Sempre que os encontro fico com a sensação de que devia ter dito mais qualquer coisa, que o país todo lhes devia dizer mais qualquer coisa.

O general Ramalho Eanes é o único general que foi presidente da República e não foi promovido a marechal. O general Ramalho Eanes tem direito a que o Estado lhe pague uma pipa de massa e recusa os retroactivos de uma injustiça antiga. Imagino o filho a abanar a cabeça, "O que é que se há-de fazer?", porque toda a gente precisa de dinheiro e não deve ser fácil recusar aquele montante, que ainda por cima lhe é realmente devido. A mulher do general nunca perdeu tempo a mudar de penteado ou de baton, mas perdeu muito tempo a arranjar formas de ajudar as crianças em risco. Em dias de política-espectáculo, vejo o general Ramalho Eanes e a mulher e sinto-me um bocadinho envergonhada. Nem sei bem explicar porquê.



24 comentários

Sem imagem de perfil

De Antonio P. a 22.09.2008 às 23:27

Pois é Cristina...ninguém duvida da honra e honestidade pessoal do General.
Mas convém não esquecer que também há que o ser na política...e convém não esquecer o PRD.
E os poíticos são para ser julgados politicamente.
E politicamnete o General Eanes foi um desatre.
Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De kruzeskanhoto a 22.09.2008 às 23:37

Lamentável, mas mesmo lamentável é o facto de os políticos terem todos esses direitos.
Sem imagem de perfil

De mike a 23.09.2008 às 00:08

Eu vou arriscar, Cristina. A vergonha que sente é aquela que sentimos quando não fizemos nada de errado mas nos envergonhamos do que nos rodeia.
Sem imagem de perfil

De Dinis a 23.09.2008 às 02:10

Lamentável, mas mesmo lamentável são estes dois comentários. São inenarráveis.
O Post é excelente. Sentiria o mesmo se me cruzasse com o General Eanes..!
Vergonha de ser cúmplice do "estado a que isto chegou" ( ao nível da dignidade, da honra e dos valores)
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 23.09.2008 às 11:58

Conheço essa frase, "o estado a que isto chegou". Bem aplicada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2008 às 09:30

E se não tem sido aquela asneirola do PRD, que borrou um bocado a pintura, a minha consideração pelo sr General Eanes ainda seria maior.
Sem imagem de perfil

De Pedro Barbosa Pinto a 23.09.2008 às 10:03

No discurso de entrega dos primeiros 20.000 Magalhães deveria constar a frase:

GENTILMENTE CEDIDO PELO EX-PRESIDENTE DA REPÚBLICA GENERAL RAMALHO EANES

Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 23.09.2008 às 11:55

Tem razão, Pedro Barbosa Ribeiro. O homem abriu mão de mais de um milhão de euros. Todas as "exprimentas designs" e quejandos são feitos com o dinheiro do general. Que sirva para alguma coisa, nem que seja para haver mais pudor em gastar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2008 às 11:29

Bolas! Notícia era encontar o general Eanes com uma amante.

Agora com a mulher, um homem tão sério...
Sem imagem de perfil

De Anonimosquito a 23.09.2008 às 11:56

Cheira-me que a D. Cristina se sente um bocadinho envergonhada porque perde tempo a mudar de penteado ou de baton. Mas isto digo eu, que não a conheço de pequenina.
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira de Almeida a 23.09.2008 às 12:02

Não sejas mentiroso, Mosquito. E pára de usar os meus batons.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 23.09.2008 às 12:20

Excelente post, Cristina!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.09.2008 às 12:53

Noutro dia encontrei o general. E disse-lhe isso mesmo que tu não chegaste a dizer, Cristina. Ainda hesitei: presumi que poderia feri-lo na modéstia natural, mas estou farto desta mentalidade tão portuguesa de só elogiar as pessoas depois de mortas. Há que fazer-lhes o elogio enquanto estão entre nós. Ramalho Eanes, que só não chegou a marechal porque não quis, é um dos raros politicos portugueses - uma das raras figuras públicas portuguesas - que merecem a nossa mais genuína admiração.
Por tudo isto, só posso aplaudir o que escreveste.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2008 às 13:18

Não nos diga que lhe disse que a Dona Manuela nunca perdeu tempo a mudar de penteado ou de baton...

Comentar post


Pág. 1/2



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D