Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Emoções básicas (6)

por Luís Naves, em 29.08.08

O que se passa com os opinion makers portugueses? Escreve Vasco Pulido Valente, no Público, referindo-se à crise georgiana: “O Ocidente principalmente não percebeu que, para a Rússia, uma verdadeira democracia e uma verdadeira economia de mercado eram um puro suicídio”.

O articulista tenta justificar a reacção russa explicando que o Kremlin (Vladimir Putin, Dmitri Medvedev) vê na acção ocidental parte de um processo de erosão do império russo à qual o centro não poderia sobreviver.

O argumento é extraordinário e legitima não apenas a autocracia de Putin mas o terror comunista. Equivale a dizer que a democracia é impossível na Rússia e que não vale a pena fazer qualquer esforço para a conseguir. Que o ocidente não pode nem deve apoiar qualquer tipo de vontade de liberdade dos povos sob influência russa e, presumo, isto deve valer para a era soviética. O autor também esquece que Moscovo está a esforçar-se por integrar ou aderir a organizações económicas internacionais, G8 ou OMC, visando criar uma economia de mercado.

A angustiante tese sustenta, no fundo, que os impérios nunca mudam, que não reagem a circunstâncias novas, mas antes a realidade deve moldar-se à sua própria produção de circunstâncias. Como se estes poderes flutuassem no vazio.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



4 comentários

Sem imagem de perfil

De carlosbarbosaoli a 29.08.2008 às 16:13

Não me surprende a rgumentação de VPV. Afinal, ele também não muda há muitos anos, por isso se compreende que veja mal outras mudanças para além da da Rerforma da Administração Pública.
Sem imagem de perfil

De arguto a 29.08.2008 às 21:28

VPV já disse tudo e o seu contrário, a propósito de todos os assuntos.
Sem imagem de perfil

De Fernanda Valente a 29.08.2008 às 21:55

Existem argumentos para todos os gostos e os de VPV são iguais a ele próprio.
Sem imagem de perfil

De Dutilleul a 30.08.2008 às 02:30

“..eram um puro suicídio.”

Não li o artigo mas conheço-lhe a tese que me parece absolutamente correcta.
Não lhe estará a falhar alguma atenção na forma verbal da frase citada (“eram”)?

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Por isso desenvolve sistemas de fiscalização para ...

  • Nuno

    "Descobri-o" quando li "Portugal: Paisagem Rural" ...

  • Anónimo

    Sr.Lavoura como de costume só lavouradas!A "famigl...

  • Anónimo

    devem ter  importado parte das noivas de Sant...

  • Anónimo

    as pessoas não existem para servir 'o estado a qui...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D