Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Mudar a América" com Joe Biden?

por Pedro Correia, em 24.08.08

Primeiro efeito colateral da guerra do Cáucaso na política interna americana: Barack Obama optou pelo veterano Joe Biden, presidente da Comissão de Relações Externas do Senado, para seu parceiro na corrida à Casa Branca como candidato à vice-presidência. Uma escolha que tem o seu quê de irónico: o candidato que mais tem apregoado a mudança escuda-se agora numa personagem que simboliza na perfeição o establishment de Washington.

Efeito colateral da guerra porquê? Porque esta escolha é a confissão implícita de que Obama tem escassíssima experiência em política externa. O Cáucaso acaba de confirmar, em vésperas da eleição presidencial norte-americana, que o inquilino da Casa Branca não pode ser ignorante nestas matérias. Biden, com o seu currículo, constitui um trunfo que Obama não quis ou não pôde negligenciar. Mas pode, em troca, trazer-lhe vários problemas: o senador do Delaware é conhecido em Washington pela sua propensão para falar muito - e nem sempre pensar bem no que diz antes de abrir a boca. Esperemos para ver (ou para ouvir).

Esta escolha enterra as últimas esperanças dos partidários de Hillary Clinton, que sonhavam ver a sua candidata - que somou 18 milhões de votos nas primárias democratas - como vice-presidente de Obama. O senador do Illinois frustrou-lhes as expectativas. Cometeu um erro lapidar: com Hillary tinha muito mais hipóteses do que sem ela. Já o escrevi aqui - e reafirmo. Até porque as mais recentes sondagens indicam que cerca de um quarto dos eleitores de Hillary poderão votar McCain em Novembro. Um pesadelo para Obama.

Autoria e outros dados (tags, etc)



2 comentários

Sem imagem de perfil

De O Réprobo a 24.08.2008 às 12:47

Meu Caro Pedro,
é uma tentativa de mostrar grandeza e capacidade de sacrifício pelo Partido, nomeando um rival nas Primárias, Não foi a Hillary, muito por não ser suportável o marido dela em sombra, além de que a Senadora disse muito pior de Obama do qué a mera acusação de inexperiência que Biden deixou no ar.
A escolha é péssima, não pela pessoa em si, mas porque não acrescenta, eleitoralmente: vem de um estado minúsculo com poucos votos eleitorais que, de qualquer forma, já deveria estar na carteira Democrata; é da mesma ala liberal, apesar dos muitos anos que dão aura de instituição; e a apregoada mais-valia sociológica de apelo aos eleitores operários da Pensilvânia, não colhe - por lá ninguém se deve lembrar que o legislador do Delaware nasceu no Estado, além de a imagem de marca com que iniciou na vida pública ser a de milionário, não de rebento de família blue collar.

Significa isto que Obama vai perder? Nem tanto, apenas que os votos que ganhe não terão fatia significativa devida a Biden.
Abraço
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.08.2008 às 12:30

Meu caro Repróbo,
Muito prazer em ver-te por cá. As tuas reflexões são sempre bem vindas.

Comentar post



Corta-fitas

Inaugurações, implosões, panegíricos e vitupérios.

Contacte-nos: bloguecortafitas(arroba)gmail.com




Notícias

A Batalha
D. Notícias
D. Económico
Expresso
iOnline
J. Negócios
TVI24
JornalEconómico
Global
Público
SIC-Notícias
TSF
Observador

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    What the f...?

  • Anónimo

    Autor,está cada vez mais liberto de peias para as ...

  • Anónimo

    O Anacleto...

  • Anónimo

    Claro que ficou desiludido, é normal! Quando uma m...

  • gato

    Realmente tenho pena mas não consigo ver a reporta...


Links

Muito nossos

  •  
  •  
  • Outros blogs

  •  
  • Links úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D